Siga o OTD

Pia Sundhage comanda treino da Seleção Feminina em Viamão

Futebol

Pia faz balanço do período de preparação da seleção

Primeiro período de treinos em ano olímpico se encerra nesta quarta e treinadora faz balanço positivo

Treinadora avaliou primeiro período do ano como algo positivo (Lucas Figueiredo/CBF)

Pia faz balanço do período de preparação da seleção

O ano de 2021 da seleção brasileira feminina de futebol começou logo no dia 5 de janeiro, quando a equipe comandada por Pia Sundhage começou a sua concentração em Viamão (RS). Era dada a largada para o primeiro período de preparação já de olho nos Jogos Olímpicos de Tóquio. As atividades terminam nesta quarta-feira (20) e para a técnica sueca, foi um período importante para avaliar de perto as atletas brasileiras. 

“Eu acho que tem sido fantástico, tive boas impressões aqui. Contamos com boas jogadoras neste período, e assim, conseguirmos montar um time coeso. Tivemos ótimas performances nos jogos-treinos e bons treinamentos. Foi a melhor forma de começar o ano olímpico, com certeza”, avalia Pia. 

+ Luana renova contrato com PSG até temporada de junho de 2022

Para os 15 dias de treinamentos, a comissão técnica elaborou uma programação que incluiu três jogos-treinos diante do Grêmio masculino Sub-16, Grêmio Feminino e o Cruzeiro-RS masculino Sub-16 e contou com quatro nomes inéditos nas convocações até então: as goleiras Vivi e Nicole, e as meias Ingryd e Kerolin Nicole.

Com as estreantes, a técnica somou 70 atletas convocadas para a seleção brasileira feminina. De olho em novos talentos, a ideia de Pia é mesclar atletas jovens e experientes.

Bia Zaneratto retorna com moral

Uma das atletas mais escaladas até aqui, a atacante Bia Zaneratto atuou em 10, dos 13 jogos da treinadora no comando da equipe. Quando se trata do período em campo, a atacante soma 693 minutos, sendo a vice-artilheira da “Era Pia”, com 5 gols marcados.

Bia Zaneratto é um dos destaques da era Pia
Bia Zaneratto é um dos destaques da era Pia na seleção brasileira (Lucas Figueiredo/CBF)

Depois de ficar ausente em duas convocações da seleção brasileira feminina, Bia iniciou 2021 bem diferente de como terminou o último ano. Uma lesão da musculatura anterior da coxa esquerda afastou a atacante dos dois últimos encontros da equipe nacional no ano passado. Recuperada, a atacante retornou ao grupo e avaliou o momento especial na carreira e o crescente protagonismo na Canarinho. 

“A cada treinamento a gente se dedica ao máximo para estar bem e corresponder às expectativas da Pia. Cada treinamento a gente busca evoluir da melhor forma e nos jogos que eu tive oportunidade pude contribuir com gols. A Pia pede que a gente do ataque, ajude na marcação independe da função, então acho que isso foi muito importante para agregar no meu futebol e no meu crescimento”, avalia a atacante do Wuhan Xiniyjuan, da China.

Próxima convocação

O primeiro compromisso oficial da seleção feminina neste ano olímpico será a disputa do Torneio She Believes, na data FIFA entre os dias 15 a 24 de fevereiro. Na competição, o Brasil enfrentará os Estados Unidos, Japão e Canadá. Com o foco na disputa, Pia destaca quais serão os próximos passos da comissão técnica. 

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

“O próximo passo que teremos é decidir quem irá para o She Believes. Vamos olhar os treinamentos novamente, temos todas as filmagens e veremos os jogos, vamos selecionar o melhor time para a competição. Teremos muitas jogadoras desse período de treinamento, mas também algumas jogadoras que atuam nos times da Europa”, avalia. 

Mais em Futebol