Siga o OTD

Paralimpíada Todo Dia

Copa Brasil de Paraesgrima fecha 1º dia com cinco campeões

Izaias Monteiro, Rayssa Veras, Kevin Damasceno, Fabiana Soares e Jovane Guissone subriam no topo do pódio no primeiro dia da Copa Brasil de Paraesgrima

Copa Brasil de Paraesgrima Kevin Damasceno
Kevin Damasceno (à direita) fez grande campanha para ficar com título do florete A (Foto: Rosele Sanchotene)

A 2ª Copa Brasil de Paraesgrima – 95 anos CBE teve um início de competição com um quadro de campeões democrático. Nesta sexta-feira (5), primeiro dia de evento, cinco atletas saíram com o ouro do torneio, e eles têm os mais distintos perfis: de campeões nacionais inéditos a medalhista em Jogos Paralímpicos. Izaias Monteiro, Rayssa Veras, Kevin Damasceno, Fabiana Soares e Jovane Guissone inauguraram o topo do pódio no Centro Paralímpico Brasileiro, em São Paulo.

+ Brasil se classifica à final do Sul-Americano de basquete feminino

Campeões no sabre

O primeiro campeão do dia foi um debutante em títulos brasileiros. No sabre B, Izaias Monteiro conseguiu algo inédito na carreira ao vencer a 2ª Copa Brasil de Paraesgrima. O atleta da Associação dos Deficientes Físicos do Paraná nunca havia conquistado um título individual em disputas nacionais, marca quebrada nesta sexta-feira.

E a decisão foi contra o companheiro de equipe, Jovane Guissone. Apesar de não ser a principal arma do medalhista paralímpico, ele foi um adversário complicado para Monteiro, que alcançou um triunfo de 15 a 13.

“Eu estava feliz de já ter chegado na semifinal e acabei campeão. Alegria enorme de o resultado ter chegado. Eu só tenho a agradecer a minha família, aos meus professores e ao meu clube, se não fossem eles, eu não estaria aqui”, agradeceu Izaias, que começou na modalidade em 2018.

No sabre A, emoção por parte da medalhista de ouro. Fabiana Soares, do Sport Club Magnólia-RJ, teve grande desempenho na arma e saiu com o título, muito importante para a atleta. A final foi diante de Rayssa Veras (estreante no sabre), que esteve na segunda final do dia. O jogo foi parelho e acabou com triunfo de Fabiana por 15 a 13. Emocionada, a atleta valorizou a conquista.

“No último campeonato, não foi muito legal (ela terminou com o bronze na 1ª Copa Brasil de Paraesgrima). Eu não estava muito bem, estava sentindo dores. Quando eu me recuperei, voltei com mais garra, com mais vontade de vencer. Estou emocionada com a conquista, porque eu passei por muita dificuldade, a cada jogo para mim é uma superação”, falou Fabiana Soares, que promete brigar forte por uma vaga para a Paralimpíada de Paris (2024): “Eu quero chegar com tudo”.

Florete A

Ainda na primeira parte do dia, Rayssa Veras conseguiu uma vitória maiúscula para ficar com o título do florete A feminino. Para levar o ouro, a esgrimista do Club Athletico Paulistano-SP derrotou Mônica Santos (Grêmio Náutico União-RS) empunhando a arma favorita da gaúcha. Na decisão, triunfo por 15 a 3 e título inédito para a esgrimista.

“É resultado de treinamento. Comecei a treinar de fato no Paulistano há pouco tempo e já apareceu o resultado agora. Estou muito feliz, pois é uma vitória em conjunto. Espero que seja o primeiro de muitos”, enalteceu Rayssa.

Já na segunda parte da sexta-feira, a juventude reinou no florete A masculino. Kevin Damasceno, do Grêmio Náutico União, fez uma competição brilhante. O jovem passou pelo pai, Fabio Damasceno, na semifinal por 15 a 8 e chegou à final, quando superou Alex Souza (Esporte Clube Pinheiros-SP) por 15 a 11.

Essa foi a segunda vez que pai e filho se cruzam em competição. Ainda neste ano, na 1ª Copa Brasil de Paraesgrima, o duelo aconteceu na decisão, vencida por Fabio. Desta vez, o filho se deu melhor.

“Eu treinei bastante e me dediquei muito. Fico feliz também de ter conseguido chegar com o meu pai nas semifinais. Acredito que estou tendo mais calma na hora do combate e segurando melhor o nervosismo, isso tem feito a diferença”, disse Kevin Damasceno.

Guissone vence na espada

A espada B masculina, última arma disputada no dia, tinha o medalhista paralímpico Jovane Guissone (Associação dos Deficientes Físicos do Paraná) como amplo favorito ao campeonato. E ele fez jus às expectativas.

Imbatível, o gaúcho venceu todos os jogos da fase eliminatória por 15 a 4. Primeiro, derrotou o estreante em competições oficiais, Renato Santana (atleta do Barroca Tênis Clube-MG), no quadro de 8. Depois, superou o parceiro de clube, Izaias Monteiro (em sua segunda final do dia) na semifinal. Na decisão, Guissone bateu mais um atleta da Associação, Rodrigo Massarutt, para ficar com o ouro.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

“Eu venho treinando bem e, recentemente, voltei da Copa do Mundo da Polônia, em que faturei a medalha de bronze, um resultado fantástico pela quantidade e nível dos atletas que participaram. Estou muito feliz com o resultado e muito contente que hoje tinham diversos novos atletas no torneio nacional e com todos jogando muito bem. Isso é sinal de que a esgrima brasileira está crescendo cada dia mais”, afirmou Jovane Guissone.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Clique para comentar

Você deve estar logado para postar uma comentário Login

Deixe um Comentário

Mais em Paralimpíada Todo Dia