Siga o OTD

Esgrima

Florete do Brasil fica em 11º no feminino e 12º no masculino no Mundial juvenil

As equipes masculina e feminina de florete juvenil do Brasil fizeram campanhas semelhantes. A diferença é que as meninas venceram a disptua pelo 11º. lugar

Equipes masculina e feminina de florete juvenil - Mundial cadete e juvenil de esgrima

O Brasil conseguiu bons resultados nesta quinta-feira no Mundial cadete e juvenil de esgrima, que está sendo disputado na cidade do Cairo, no Egito. Na disputa por equipes no florete, o país terminou na 11ª. colocação no feminino com Gabriella Vianna, Talia Calazans, Laura Papaiano e Valentina Baldi e em 12º. no masculino com Paulo Morais, Ricardo Pacheco e Lorenzo Mion.

A equipe masculina foi a primeira a entrar em ação nesta quinta-feira pela fase de 32 contra os Emirados Árabes Unidos e venceu por 45 a 16 para se classificar para as oitavas de final, fase em que a equipe feminina estreou e foi derrotada pela forte Ucrânia, que foi até a semifinal do torneio, por 45 a 21.

+Lorenzo Mion fica em 13º no Mundial cadete de florete; Gabriella Vianna é 29ª

Se as meninas tiveram um adversário difícil nas oitavas, o mesmo pode ser dito do masculino. A equipe enfrentou a Rússia, que avançou até a final do Mundial, e perdeu por 45 a 16. Assim, tanto as duas equipes do Brasil foram para o torneio de consolação com a chance de ficar no máximo em nono lugar.

Gabriella Vianna, Talia Calazans e Laura Papaiano

Na etapa seguinte, a equipe feminina passou pelo México por 45 a 42, mas perdeu para a Turquia por 45 a 40, enquanto a masculina fez 45 a 42 na Eslováquia e parou na Espanha num apertadíssimo 45 a 43. Com os resultados, os dois times se classificaram para a disputa do 11º. lugar.

O time feminino encarou a Argélia e começou em vantagem, abrindo 15 a 9 após as primeiras participações de Gabriella Vianna, Talia Calazans e Laura Papaiano. Na segunda rodada, as argelinas reagiram e viraram o placar após uma vitória de 11 a 5 de Meriem Mebarki sobre Laura para fazer 24 a 23 para as africanas.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

A diferença de um ponto permaneceu com três empates nas entradas de Talia Calazans, Laura Papaiano e Gabriella Vianna, fazendo com que a Argélia chegasse ao último confronto com 37 a 36 no placar. Mas Talia fez a diferença na última etapa ao marcar 9 a 3 sobre Meriem Mebarki para garantir a vitória brasileira por 45 a 40.

Paulo Morais, Ricardo Pacheco e Lorenzo Mion.

No masculino, a decisão do 11º lugar foi contra o Uzbequistão, que abriu 15 a 10 na primeira rodada após as entradas iniciais de Paulo Morais, Ricardo Pacheco e Lorenzo Mion. Na segunda rodada, o adversário chegou a 30 a 20 e parecia caminhar sem dificuldade para a vitória.

Na terceira rodada, Lorenzo Mion levou 5 a 0 de Anarkhon Solikhojiev e o placar foi para 35 a 20. A situação era muito complicada, mas reação brasileira, ainda que a tardia começou com Paulo Morais, que marcou 11 a 5 sobre Ilyas Molina, reduzindo a diferença para 40 a 31. Ricardo Pacheco foi ainda melhor e chegou a diminuiu a diferença para um ponto: 44 a 43. Mas Mukhammad Asranov marcou mais um e deu a vitória para o Uzbequistão por 45 a 43, ainda que tenha levado de 12 a 5 no confronto contra o brasileiro.

Espada

O Mundial do Egito segue nesta sexta-feira, com a vez das disputas de espada, até o próximo domingo. A ordem das competições será a mesma das outras duas armas, com o individual juvenil acontecendo no primeiro dia, individual cadete na sequência e equipes juvenil fechando.

A equipe feminina do Brasil é formada por Victória Vizeu, Clara Amaral e Carolina Checheliski (cadete e juvenil); e, Giorgia Giordano (juvenil). Os meninos são Lucas Busnardo (cadete e juvenil); Nicky Wu (cadete); e, Leandro Seini, Mauricio Pelegrino e Tarcísio Mendes (juvenil). Marcos Cardoso é o técnico da equipe, chefiada por Alexandre Teixeira.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Fundador e diretor de conteúdo do Olimpíada Todo Dia

Mais em Esgrima