Siga o OTD

Heróis Olímpicos

Aos 72 anos, sueco do tiro foi atleta mais velho a subir no pódio

Com 64 anos, Oscar Swahn foi o mais velho campeão olímpico da história e, aos 72, o mais idoso a medalhar em todos os tempos

Oscar Swahn foi o mais velho a ganhar medalha de ouro, a subir no pódio e a participar dos Jogos Olímpicos (COI)

Aos 72 anos, sueco do tiro foi atleta mais velho a subir no pódio

Nascido em Tanum na Suécia, Oscar Swahn já tinha 48 anos quando os Jogos Olímpicos da Era Moderna foram disputados pela primeira vez em Atenas-1896. Mas a estreia dele só foi acontecer aos 60 anos em Londres-1908. O atirador participou da edição de Estocolmo-1912, quando se tornou o homem mais velho a ganhar uma medalha de ouro aos 64 anos e voltou a fazer história em Antuérpia-1920, quando se tornou, aos 72, não só o mais velho atleta a participar de uma Olimpíada como também o mais velho a ganhar uma medalha olímpica, recordes que perduram até hoje.

A especialidade de Oscar Swahn era a prova de tiro ao veado. O nome soa aterrorizante nos dias atuais, mas fique tranquilo, nenhum animal era alvejado durante a disputa olímpica. Os atiradores na verdade atingiam uma tábua em formato de veado, que corria 22m em quatro segundos. O atleta ficava a 100m de distância e tinha quatro chances para acertar o alvo.

Apesar de ter estreado nos Jogos Olímpicos com uma idade bem avançada, Oscar Swahn foi presença constante no pódio da modalidade. Em Londres-1908, foi ouro na disputa de tiro único e também por equipes e bronze no tiro duplo.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

O curioso é que Oscar Swahn teve, em sua Olimpíada de estreia, a companhia do filho, Alfred, que tinha 28 anos, que também fez parte da equipe que ganhou a medalha de ouro para a Suécia.

Em Londres-1912, Oscar Swahn se tornou o mais velho medalhista de ouro da história dos Jogos Olímpicos ao vencer novamente a disputa por equipes do tiro ao veado. Ele tinha 64 anos e 258 dias ao subir no pódio, outra vez em companhia do filho, que também foi campeão da prova de tiro único, deixando o pai na quinta colocação.

atleta mais velho da história a ganhar uma medalha olímpica - Oscar Swahn
Oscar Swahn é dono de três recordes na história dos Jogos Olímpicos (COI)

Para se tornar o mais velho medalhista de ouro da história dos Jogos Olímpicos, Oscar Swahn superou o antigo recordista, que era o americano Charles Jacoubs, que subiu no lugar mais alto do pódio no roque, modalidade que só foi olímpica em Saint Louis-1904, aos 64 anos e 99 dias.

Além do ouro por equipes em Londres-1912, Oscar Swahn foi bronze na disputa do tiro duplo, conquistando a quinta medalha olímpica de sua trajetória nos Jogos.

Por conta da Primeira Guerra Mundial, não houve a edição olímpica de 1916, mas quem disse que isso desanimou o veteraníssimo Oscar Swahn? O atirador sueco voltou a marcar presença em Antuérpia-1920 e, aos 72 anos e 280 dias, se tornou o atleta mais velho a ganhar uma medalha olímpica ao ser prata na prova do tiro duplo, superando o velejador William Martin, da França, que foi bronze em Paris-1900 com 71 anos e 212 dias.

Apesar da idade super avançada, estava nos planos de Oscar Swahn disputar pelo menos mais uma Olimpíada, mas ele acabou de fora de Paris-1924 por problemas de saúde. Pelo menos, pôde acompanhar o sucesso do filho Alfred, que já tinha ganho mais duas pratas e um bronze em 1920, e obteve mais uma prata e dois bronzes na capital francesa.

+ CONHEÇA O BLOG CURIOSIDADES OLÍMPICAS

O fim da trajetória olímpica de Oscar Swahn praticamente coincidiu com os momentos derradeiros de sua vida. O sueco faleceu em 1927, um ano antes dos Jogos Olímpicos de Amsterdã-1928. Curiosamente, o filho Alfred, que não disputou esta edição, faleceu quatro anos depois do pai, em 1931, aos 51.

Apesar disso, a família deixou o nome marcado na história dos Jogos Olímpicos. Oscar Swahn ganhou três ouros, uma prata e dois bronzes, enquanto Alfred faturou nove medalhas ao todo, três de cada cor.

Mais em Heróis Olímpicos