Siga o OTD

momentos inesquecíveis das aberturas dos jogos olímpicos

Cerimônia de abertura

Quinze momentos inesquecíveis nas aberturas de Olimpíadas

Relembre os 15 momentos das cerimônias de abertura dos Jogos Olímpicos que não podem sair da memória

Yoshinori Sakai, que nasceu em Hiroshima no dia em que a bomba atômica explodiu, acendeu a pira em Tóquio-1964 (Getty Images)

Quinze momentos inesquecíveis nas aberturas de Olimpíadas

Foram 27 cerimônias de abertura realizadas em 124 anos de Jogos Olímpicos. As primeiras eram mais simples e foram, com o passar do tempo, se sofisticando e se tornaram mega-eventos. Todas elas tem seus momentos inesquecíveis, sem exceção. Mas o Olimpíada Todo Dia elegeu 15 que devem ser imortalizadas:

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

15º. lugar: Mosaico em Moscou-1980

momentos inesquecíveis das cerimônias de abertura dos jogos olímpicos 1980
(Getty Images)

Os mosaicos viraram comuns nos últimos tempos pelos estádio do mundo. Mas em 1980 eram uma tremenda novidade. E a organização dos Jogos Olímpicos de Moscou de um show ao usá-los na cerimônia de abertura, produzindo momentos inesquecíveis e tendo como grande protagonista Mischa, o simpático ursinho mascote daquela Olimpíada

14º. lugar: Cavaleiros em Sydney-2020

momentos inesquecíveis das cerimônias de abertura dos jogos olímpicos 2000
(Getty Images)

A cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de 2000 em Sydney foi uma das mais cinematográficas da história e recheada de momentos inesquecíveis. Logo de cara, no primeiro movimento da festa, um cavaleiro solitário entrou galopando no estádio vazio e, com o estalo do chicote, mais 120 pessoas montando cavalos e segurando bandeiras olímpicas o seguiram.

13º. lugar: Bjork e seu vestido quilométrico

(Getty Images)

Björk estreou seu single ” Oceania ” na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Atenas-2004. A música é digna de nota por si só, mas o que realmente fez sua performance ser especial foi seu vestido gigante que também era uma tela de projeção. Enquanto o tecido ondulava pelo estádio, cobrindo os atletas de todas as delegações, exibia uma imagem do mapa do mundo.

12º. lugar: Sydney-2000 louva o oceano

momentos inesquecíveis das cerimônias de abertura dos jogos olímpicos 2000
(Getty Images)

Com 25760 km de costa, a Austrália é extremamente influenciada pelo mar. Para comemorar, o estádio olímpico foi transformado em um aquário enorme durante a cerimônia de abertura. Bonecos coloridos de peixes, enguias e águas-vivas flutuavam pelo espaço enquanto o chão da arena se enchia de ondas azuis ondulantes. Em um país conhecido pelo recife de coral mais famoso do mundo, foi uma homenagem adequada, que teve ainda Cathy Freeman saindo de dentro de uma espécie de cubo d’água para acender a tocha olímpica.

11º. lugar: Freddy Mercury virtual em Barcelona-1992

momentos inesquecíveis das cerimônias de abertura dos jogos olímpicos 1992
(Getty Images)

Foi emocionante! Falecido oito meses antes, Freddy Mercury teve sua imagem projetada no Estádio Olímpico de Monjuic durante a cerimônia de abertura e ele fez um dueto virtual com a cantora lírica Montserrat Caballé para cantar “Barcelona”, música tema dos Jogos Olímpicos de Barcelona, composta pelo ex-vocalista do Queen em 1988.

10º. lugar: Anéis olímpicos voadores em Seul-1988

momentos inesquecíveis das cerimônias de abertura dos jogos olímpicos 1988
(Parachuting Formation Skydiving Olympics Seoul)

Os cinco anéis olímpicos fazem parte da cerimônia de abertura desde os jogos de Antuérpia em 1920, mas em Seul-1988 eles foram vistos como nunca antes. Pára-quedistas vestidos com as cores tradicionais do evento formaram os anéis olímpicos no ar. 

9º. lugar: Rainha paraquedista em Londres-2012

momentos inesquecíveis das cerimônias de abertura dos jogos olímpicos 2012
(Getty Images)

Poucas coisas são tão britânicas quanto a rainha e James Bond! A alteza real e o agente 007 saltaram de um helicóptero para dar início à cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Londres-2012. Embora a rainha Elizabeth II e o ator Daniel Craig tenham aparecido juntos em filmagens que foram ao ar antes do salto, o paraquedismo real foi realizado por dublês .

8º. lugar: Vôo de Jetpack em Los Angeles-1984

momentos inesquecíveis das cerimônias de abertura dos jogos olímpicos 1984
(Getty Images)

Há 36 anos aconteceu nos Jogos Olímpicos de Los Angeles-1984 um dos momentos mais inesquecíveis das cerimônias de abertura. Bill Suitor deslumbrou os espectadores quando ele percorreu o estádio em um jetpack, uma espécie de mochila com foguete nas costas, real e funcional.

7º. lugar: Garota de Ipanema encanta o planeta

giselle bunchen maracanã 2016
(Roberto Castro/ Brasil2016)

Poucas pessoas têm o poder de estrelar uma cerimônia de Jogos Olímpicos simplesmente andando em linha reta, mas foi exatamente isso que Gisele Bündchen realizou na cerimônia de abertura do Rio. Todos os olhos estavam voltados para a supermodelo brasileira, deslumbrante, enquanto ela passeava pela passarela de 100 metros do estádio ao som da música Garota de Ipanema, de Vinícius de Moraes.

6º. lugar: Atleta voador acende a tocha em Pequim

momentos inesquecíveis das cerimônias de abertura dos jogos olímpicos 2008
(Reuters)

Foi a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos mais cara da história, um espetáculo de demonstração de grandeza para mostrar ao mundo a nova cara da China. Um dos pontos altos foi o ginasta Li Ning, dono de seis medalhas olímpicas, voar ao redor do estádio antes de acender a pira olímpica.

5º. lugar: A pira “acesa” por uma flecha
antonio rebollo
(Divulgação)

A marca da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Barcelona-1992 foi a maneira com a qual a pira foi acesa. Foi uma cena emocionante. O arqueiro Antonio Rebollo atirou do gramado uma flecha em chamas para acender o fogo olímpico. A farsa, no entanto, foi desmascarada por um cinegrafista amador, que registrou a flecha passando por cima da pira, que foi acendida automaticamente. Apesar disso, o momento foi emocionante, surpreendente e ficou marcado na história.

4º. lugar: Pirâmides humanas de Moscou

momentos inesquecíveis das cerimônias de abertura dos jogos olímpicos 1980
(Getty Images)

Apesar do boicote de 65 nações por causa da invasão da União Soviética ao Afeganistão, Moscou fez um show deslumbrante na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos. As enormes e coloridas pirâmides humanas que formaram os cinco anéis olímpicos foram os grandes destaques.

3º. lugar: 2008 tambores de Pequim

A cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim já aconteceu há 12 anos, mas continua sendo a mais espetacular de todos os tempos. É difícil escolher momentos inesquecíveis diante de tantos que aconteceram durante as quatro horas de show. Mas está no topo da lista o desempenho sincronizado de 2008 músicos, que tocaram o fou , um instrumento de percussão chinês de 4000 anos de idade. A precisão coreografada dos bateristas, que usaram baquetas iluminadas, criou um espetáculo impressionante quando visto de cima.
(AFP)

A cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim já aconteceu há 12 anos, mas continua sendo a mais espetacular de todos os tempos. É difícil escolher momentos inesquecíveis diante de tantos que aconteceram durante as quatro horas de show. Mas está no topo da lista o desempenho sincronizado de 2008 músicos, que tocaram o fou , um instrumento de percussão chinês de 4000 anos de idade. A precisão coreografada dos bateristas, que usaram baquetas iluminadas, criou um espetáculo impressionante quando visto de cima. 

2º. lugar: As mãos trêmulas do campeão

Mohammed Ali 1996
(Getty Images)

Um dos momentos mais esperados da cerimônia de abertura de Atlanta-1996 foi a revelação de quem acenderia a tocha do centenário olímpico e a aparição de Muhammad Ali  nesse papel foi inesquecível. Diagnosticado 12 anos antes com a doença de Parkinson, o maior boxeador de todos os tempos, com as mãos trêmulas, teve dificuldades para eguer a tocha e acender a pira. O estádio foi à loucura e a imagem, marcante, emocionou o mundo.

momentos inesquecíveis das cerimônias de abertura dos jogos olímpicos 1964
(COI)

O responsável por acender a pira na cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio-1964 foi Yoshinori Sakai, nascido em Hiroshima em 6 de agosto de 1945, mesma data em que a cidade foi destruída pela bomba atômica lançada pelos Estados Unidos. Foi o recado do Japão para simbolizar o progesso em direção à paz mundial e sua resiliência depois da Segunda Guerra Mundial. Não poderia ter mais a ver com os ideais olímpicos e, por isso, foi o momento mais inesquecível da história das aberturas eleito pelo Olimpíada Todo Dia.

Mais em Cerimônia de abertura