Siga o OTD

Parapan 2019

Brasil vence Estados Unidos e leva bronze no ciclismo pista

Brasil vence Estados Unidos e leva bronze no ciclismo pista

Márcia Fanhani e a piloto Cristiane Pereira conquistaram nesta segunda-feira a primeira medalha do Brasil no ciclismo pista dos Jogos Parapan-americanos. Depois de ficar em quarto lugar na etapa classificatória, elas enfrentaram a dupla americana formada por Werthaiser e Sharp na disputa pelo bronze da perseguição individual feminina e garantiram um lugar no pódio.

A prova é da deficientes visuais e, por conta disso, a bicicleta é de dois lugares. Márcia Fanhani, que nasceu com atrofia do nervo ótico e só tem percepções de vultos e claridade, foi a atleta pilotada por Cristiane Pereira, que enxerga normalmente. A função do pilot0 neste tipo de prova é semelhante à do guia nas provas de atletismo.

Na decisão da medalha de prata, Márcia Fanhani e Cristiane Pereira completaram a prova em 3min50s829, 2s6 a frente da parceria dos Estados Unidos, que acabou fora do pódio. O Canadá levou tanto a medalha de ouro quanto a de prata nesta prova.

Contrarrelógio

Principal esperança de medalha do ciclismo brasileiro nos Jogos Parapan-americanos de Lima, Lauro Chaman não conseguiu subir no pódio em sua primeira participação na competição. No velódromo de Videna, na capital peruana, o ciclista terminou em sétimo lugar na prova de 1km contrarrelógio C1-5. Ele marcou o tempo de 1min08s972, chegou a liderar no começo, mas acabou ultrapassado por seis concorrentes. O campeão foi o americano Joseph Berenyi, que bateu o recorde do Parapan ao marcar 1min05s945. Christopher Murphy, também dos Estados Unidos, ficou com a prata e colombiano Edwin Matiz foi bronze.

Além de Lauro Chaman, outros quatro brasileiros participaram da prova de 1km contrarrelógio C1-5. Luís Steffens ficou na décima posição, André Grizante foi o 12º., Soelito Ghor terminou em 13º. e Carlos Gomes ficou na 18ª. colocação. Ao todo, 21 ciclistas participaram da competição.

No feminino, a prova do contrarrelógio foi disputada em 500m. Entre 11 participantes, as brasileiras ficaram nas três últimas colocações: Ana Montenegro em nono, Samirian Grimberg em décimo e Telma Alves em 11º. lugar. A campeã foi a americana Samantha Bosco. A argentina Mariela Delgado ficou com a medalha de prata e Clara Brown, dos Estados Unidos, foi bronze.

 

Mais em Parapan 2019