Siga o OTD

Anderson Souza Andinho Brasileiro BMX

Ciclismo BMX

Em dia inspirado, Anderson Souza ganha final e três baterias

O ciclista brasileiro fechou a sua participação com vitória na etapa Labor Day Classic Nationals, em Rock Hill, evento do circuito da USA BMX

Andinho venceu as três baterias de qualificação, ficou em segundo na semifinal e ganhou a decisão (Life as Art Photography)

Em dia inspirado, Anderson Souza ganha final e três baterias

O ciclista Anderson Souza finalizou sua participação na etapa Labor Day Classic Nationals, evento do circuito da USA BMX, com uma primeira colocação neste domingo (6). Após um quarto e segundo lugares nos dois primeiros dias, o brasileiro, também conhecido como Andinho, foi soberano no último dia de competições. Ele entrou na pista cinco vezes e ganhou a decisão e mais três baterias.

+ Após se virar para treinar em casa, Renato Rezende vai a Portugal

Nas três disputas de qualificação, Anderson Souza terminou na liderança. Já na bateria em que competiu na semifinal, o brasileiro se classificou para a final com a segunda posição. Na decisão, Andinho ganhou a prova e deixou para trás os ciclistas Jeremy Smith, dos Estados Unidos, segundo, e Joshua Mclean, da Austrália, terceiro. Neste domingo, o americano Connor Fields, campeão olímpico nos Jogos Rio-2016, não participou do evento.           

“Conquistei o primeiro lugar e estou muito feliz, principalmente pelo nível que estou no momento. Mesmo não tendo corrida durante a pandemia, consegui me manter em um patamar alto, top mundial, e estou bastante contente com o meu resultado no final de semana. Hoje, infelizmente, o Connor Fields não competiu, mas estou satisfeito com a consistência que apresentei”, disse Anderson Souza ao Olimpíada Todo Dia.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

O brasileiro, medalha de bronze no Mundial de 2018 e prata nos Jogos Pan-Americanos de Lima, vive, treina e compete nos Estados Unidos. Andinho é, no momento, o melhor ciclista BMX do Brasil no ranking mundial, na 14ª posição. Porém, na lista da corrida olímpica para os Jogos de Tóquio ele estaria fora, já que está atrás de Renato Rezende, que soma 1006 pontos contra 834 de Anderson Souza.

Mais em Ciclismo BMX