Siga o OTD

Brasil x Venezuela - Americup de basquete feminino

Basquete

Rodando bastante o time, Brasil vence a Venezuela e avança na Americup

Brasil encara a Venezuela pelas quartas de final do torneio que distribui três vagas no Pré-Mundial

(Divulgação/CBB)

Rodando bastante o time, Brasil vence a Venezuela e avança na Americup

Conseguindo impor seu estilo de jogo desde o início, o Brasil saiu com vitória por 90 a 59 contra a Venezuela pelas quartas de final da Americuo femninina de basquete, nesta quinta-feira (17). Com o resultado, a seleção brasileira enfrenta está garantido no Pré-Mundial de 2022 e enfrenta os Estados Unidos na semifinal da competição, nesta sexta-feira (18). Thainá Silva e Tássia foram os destaques do duelo, com 15 e 14 pontos respectivamente.

“Foi um bom jogo e um jogo importante para nós. Fico feliz pela forma como atuamos e o que conseguimos. Agora é focar para a partida de amanhã”, comentou José Neto. “Contra as americanas a gente precisa controlar o jogo. Não podemos deixar elas correrem, ganharem volume. Temos que trazer elas para o trabalho de cinco contra cinco e buscar controlar o jogo assim. Se isso acontecer, a gente tem chance”.

O jogo

Os primeiros movimentos do jogo foram nervosos dos dois lados. Sem conseguir colocar em quadra os ataques que realizou na primeira fase, a seleção brasileira chegou a ficar atrás do placar por cerca de três minutos. Contudo, quando as bolas começaram a cair, a liderança veio. Aproveitando a diferença de altura, as brasileiras usaram e abusaram das jogadas com Erika e Clarissa. Além disso, Patty esquentou a mão e a vantagem no marcador subiu para mais de 10 pontos, com 20 a 8 ao fim dos primeiros 10 minutos.

O Brasil foi dominante no segundo quarto de partida. Conseguindo se impor dos dois lados da quadra, a seleção brasileira conseguiu ir aumentando a diferença no marcador a cada ataque e colocou a diferença acima de 20 pontos, com 39 a 16. Nos minutos finais, as brasileiras mantiveram o ritmo e, com uma bola de três de Tássia, foi para o intervalo de partida vencendo por 49 a 18.

-Tabela da AmeriCup de basquete feminino 2021

No retorno para a quadra, a seleção já veio com mudanças. Com Nanny e Mari Dias, que nessa Americup tinham atuado pouco, o Brasil manteve o ritmo e abriu ainda mais a vantagem no marcador, fazendo 59 a 24. Na reta final, as venezuelanas cresceram e o jogo foi para os últimos 10 minutos perdendo por 71 a 44.

No quarto período, o Brasil cresceu nos primeiros minutos e voltou a colocar a vantagem acima dos 35 pontos, com 83 a 46. Já na parte final do jogo, a Venezuela melhorou ofensivamente e as duas seleções passaram a trocar cestas. Com isso, a diferença no placar seguiu igual e as brasileiras saíram com a vitória por XX a XX, a vaga no pré-mundial e na semifinal da Americup.

Formato de disputa da Americup de basquete feminino

As seleções são divididas em dois grupos, com o Brasil no Grupo A ao lado de Canadá, Ilhas Virgens, Colômbia e El Salvador. O Grupo B tem Porto Rico, Argentina, Estados Unidos, República Dominicana e Venezuela. Os quatro primeiros de cada grupo vão às quartas, com o duelo de 1A x 4B, 2A x 3B, 3A x 2B e 4A x 1B. Os vencedores vão às semifinais e garantem vaga no Pré-Mundial.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

O Pré-Mundial será disputado no mesmo formato do Pré-Olímpico feminino de basquete. Quatro grupos de quatro seleções em quatro cidades diferentes, que ainda serão definidas. Com todos jogando contra todos na mesma chave, os três primeiros se garantem no Mundial de 2022.

Mais em Basquete