Siga o OTD

Basquete

Sampaio Corrêa e São Bernardo vencem pela Liga Feminina

Sampaio passa pelo Santo André e dispara na liderança. São Bernardo vence Uninassau e larga bem na LBF.

Jorge Bevilacqua

Sampaio Corrêa e São Bernardo vencem pela Liga Feminina

Apesar do pouco tempo de trabalho, o Sampaio Basquete parece demonstrar em quadra que já está entrosado. Atuando fora de casa nesta quinta-feira (21), a equipe do Maranhão bateu o Santo André/Apaba por 68 a 60, no Complexo Esportivo Pedro Dell’Antonia, no ABC paulista. A vitória colocou as bolivianas na liderança provisória da LBF, com quatro pontos, duas vitórias e 100% de aproveitamento.

Por sua vez, bastante reformulado para 2019, o Instituto Brazolin/São Bernardo/Unip começou sua caminhada na temporada com vitória. Nesta quinta-feira (21), a equipe derrotou a Uninassau por 78 a 60, no ginásio Baetinha, em São Bernardo do Campo (SP), com uma grande atuação no segundo tempo.

+CONFIRA A TABELA DA COMPETIÇÃO

Segue o líder

A dupla Tyler Scaife e Raphaella Monteiro, que já tinham ido bem na estreia, foram novamente os principais nomes da noite pelo Sampaio. Ao lado da pivô argentina Agustina Leiva, somaram 47 pontos no triunfo. Scaife foi uma das cestinhas do jogo ao lado da andreense Jaqueline, com 18 pontos cada, e Monteiro contribuiu com 14 pontos, 7 rebotes, 63,6% de aproveitamento geral e 17 de eficiência – sendo eleita a MVP pelo segundo jogo seguido.

Pela equipe da casa, que sempre esteve perto no placar e chegou a liderar faltando 4 minutos para o fim, quatro titulares pontuaram acima dos dez: além de Jaqueline, Alana (12 pontos e 5 roubos), Érika (12 pontos e 4 rebotes) e Izabela (11 pontos e 6 rebotes).

Foi a primeira partida no Ginásio Pedro Dell’Antonia após a morte de Lais Elena, ex-treinadora do Santo André/Apaba e primeira campeã da LBF. Antes do jogo , um minuto de silencio foi respeitado no ginásio e a equipe da casa trouxe uma faixa-homenagem à sua eterna mentora.

Quando a bola subiu, as equipes se alternaram na liderança até o Sampaio assumir certo controle do jogo no segundo quarto, quando esteve à frente durante todo o período e foi para o descanso com cinco de vantagem – 36 a 31.

As paulistas tiraram a diferença na segunda metade do terceiro período e igualaram a ação, mas Tati Pacheco acertou uma cesta de três no estouro do relógio para deixar o Sampaio na frente ao fim de 30 minutos.

Santo André queria a vitória e seguiu lutando. Chegou a virar com Jaqueline, faltando pouco mais de 5 minutos para o término, e até a abrir três pontos a 4’32”. Mas pecou nos erros e caiu na pressão defensiva tricolor, que retomou a liderança faltando três minutos e meio e não deixou mais a vitória escapar.

Bom começo

O principal destaque da vitória do São Bernardo, no entanto, foi uma velha conhecida: a ala/pivô Milena foi autora de um duplo-duplo de 24 pontos e 10 rebotes, além de 6 assistências, 4 roubos de bola e 31 de eficiência – a maior da temporada até aqui – números que a credenciaram como a MVP da partida. Foi também a melhor atuação da jogadora em sua segunda temporada na LBF CAIXA – perdeu boa parte da primeira com uma lesão no tornozelo.

Pela Uninassau, a norte-americana Ronni Williams foi melhor no ataque em relação ao último sábado e também teve um belo duplo-duplo de 21 pontos e 14 rebotes, terminando com 25 de eficiência. Em sua centésima partida pela LBF CAIXA, Thaissa anotou 11 pontos e Casanova terminou com 9 pontos, 6 rebotes e 8 passes.

Assim como na primeira partida, a Uninassau começou melhor sobre o adversário, abrindo 8-2 nos primeiros minutos. Mas logo o time da casa se arrumou e venceu o primeiro período por 17 a 12. As pernambucanas ainda conseguiram manter o placar próximo no segundo quarto, indo para o intervalo com apenas dois pontos atrás.

Mas o filme da estreia se repetiu. As comandadas de Roberto Dornelas sentiram a questão física e não conseguiram acompanhar as são-bernardenses, que abriram vantagem na parcial 28-10 no terceiro quarto e 20 no placar total (60×40).
Com uma vantagem já confortável, as donas da casa até permitiram que a Uninassau fosse melhor no período final, sem que isso ameaçasse a vitória. A ala Soso também foi importante no triunfo, com 14 pontos, 5 rebotes e 15 de eficiência. A estreante Glenda adicionou mais 12 pontos e 8 rebotes no duelo.

Mais em Basquete