Siga o OTD

Parapan 2019

Brasil conquista sete medalhas no 1º. dia de finais do badminton

Leonardo de Oliveira, Julio Cesar Godoy/Marcelo Conceição, Ricardo Cavalli, Rodolfo Cano/Rômulo Soares, Leonardo Zuffo, Rogério Oliveira e Daniele Souza levaram o Brasil ao pódio neste sábado (31) nos Jogos Parapan-Americanos

No primeiro dia de finais do Badminton nos Jogos Parapan-americanos de Lima, o Brasil conquistou duas medalhas de ouro. Neste sábado (31), os destaques foram Marcelo Conceição e Julio Cesar Godoy, nas duplas da classe WH1-WH2, e Eduardo de Oliveira na chave de simples da classe SU5.

“Foi uma competição bastante puxada e chegar na final era uma meta nossa. Treinamos os últimos dois anos pensando nos Jogos Parapan-americanos e ter uma final brasileira nos dá muito orgulho”, comentou Julio Cesar Godoy.

“Foi uma competição muito boa. No pan-americano da modalidade tivemos uma prévia (dos Jogos Parapan-americanos) e vimos que estavam todos treinando e se preparando para cá. Estrutura fornecida e tudo mais da melhor qualidade, então o que foi jogado na quadra foi realmente só Badminton e estou muito feliz de ter saído campeão “, disse Eduardo de Oliveira.

Os jogos

Na final de duplas masculinas da classe WH1-WH2, quatro atletas brasileiros se enfrentaram. Marcelo Conceição e Julio Cesar Godoy tiveram pela frente Rodolfo Cano e Rômulo Soares. No primeiro set, desde a primeira troca de peteca Godoy e Conceição de mantiveram na frente do placar e não tiveram problemas para fechar em 21 a 12.

Embalados pela vitória na primeira parcial,  Marcelo e Julio Cesar mantiveramo ritmo e não deram chances para Rodolfo e Rômulo em momento algum, vencendo por 21 a 7, fechando a partida em 2 sets a 0 e ficando com a medalha de ouro na classe WH1-WH2 nos Jogos Parapan-americanos de Lima 2019.

Na segunda final totalmente brasileira do dia Ricardo Cavalli enfrentou Eduardo de Oliveira, na disputa da medalha de ouro da classe SU5. No primeiro set, diferente do que aconteceu na outra decisão com brasileiros, os dois atletas disputaram todos os pontos com muito equilíbrio, mantendo a igualdade no placar durante dois terços do tempo. Na reta final, Eduardo errou menos, abriu uma diferença segura e fechou em 21 a 16.

No segundo set o jogo mudou. Errando menos e conseguindo ter volume de jogo, Ricardo Cavalli assumiu a liderança do placar logo nos primeiros pontos e abriu vantagrm no marcador. Com o decorrer da parcial, Eduardo de Oliveira tentou tirara desvantagem e chegou a conseguir deixar em um ponto, com 19 a 18. Porém, no momento de decisão Ricardo foi melhor, fez 21 a 19 e levou o duelo para o terceiro set.

Nele, Eduardo de Oliveira começou atuando melhor. Quase sem errar e agressivo nas definições, o atleta abriu vantagem e chegouna parada técnica com 11 a 5 no placar. Apesar das tentativas de Ricardo de encostar no marcador  Eduardo soube manter a diferença  venceu por 21 a 12, fechou o jogo em 2 sets a 1 e conquistou a medalha de ouro.

Pratas brasileiras

Na final da classe SL3, Leonardo Zuffo enfrentou o peruano Pedro de Vinatea. Empurrado pela torcida presente em peso no ginásio, Pedro foi dominante no primeiro set e sem ter problemas conseguiua vitória por 21 a 11.

Embalado com a vitória na parcial anterior, Pedro De Vinatea manteve o domínio durante todo o tempo, aproveitou os erros em sequência de Zuffo, fechou o set em 21 a 3 e conquistou a medalha de ouro da classe SL3 nos Jogos Parapan-americanos de Lima.

Na decisão da classe SL4 masculina, Rogério Oliveira teve pela frente Raul Anguiano, da Guatemala. No duelo, o brasileiro conseguiu assumir a liderança ainda nos primeiros movimentos do confronto, abrindo 6 a 2 no marcador. Porém na sequência Raul cresceu e aproveitando também os erros de Rogério virou para 13 a 12.

Embalado pelo bom momento, Anguilano soube manter o ritmo, forçou mais alguns erros de Rogério Oliveira e não teve problemas para fechar a parcial em 21 a 16 e fazer 1 a 0 no jogo.

No segundo set Anguilano começou superior. Conseguindo envolver Rogério em seu jogo e usufruindo muito das deixadinhas próximas a rede, o guatemalteco liderou o placar na desde o primeiro ponto, venceu por 21 a 12, ficando com a medalha de ouro da classe SL4.

Bronze no feminino 

Na decisão da medalha de bronze da classe WH2, Daniele Souza enfrentou e venceu a cubana Maydellin Soriano por 2 sets a 0, com parciais de 21/12 e 21/11, levando o Brasil ao pódio pela sétima vez no dia dos Jogos Parapan-Americanos de Lima.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Parapan 2019