Siga o OTD

Atletismo

Histórico! Darlan Romani é ouro no Mundial Indoor de atletismo

Darlan Romani supera Ryan Crouser e é ouro no Mundial Indoor de atletismo

Darlan Romani com a bandeira do Brasil após faturar o título mundial indoor de atletismo assista ao vivo campeonato ibero-americano de atletismo
Após três quartos lugares seguidos, Darlan Romani é campeão mundial indoor (Foto: Wagner do Carmo/CBAt)

O Brasil tem um campeão mundial de atletismo! Numa prova espetacular, Darlan Romani conquistou neste sábado (19) a medalha de ouro no arremesso de peso do Mundial Indoor de atletismo, em Belgrado, na Sérvia. Ele registrou 22,53m e quebrou o recorde do campeonato, quebrando a hegemonia do campeão olímpico Ryan Crouser, que ficou com a prata com 22,44m. O neozelandês Tom Walsh levou o bronze, marcando 22,31m.

Darlan quebrou o recorde sul-americano indoor em três de seus seis arremessos. Ele anotou 21,74m na primeira tentativa, marcou 21,79m na segunda rodada e atingiu o ápice na terceira tentativa, com 22,53m, também recorde da competição. Ele marcou 21,31m na quarta rodada, queimou a quinta e fechou a disputa com 22,18m.

+ João Victor Oliva vence prova de hipismo adestramento na Espanha

Darlan Romani, Tom Walsh e Ryan Crouser formaram o pódio do arremesso de peso no Mundial Indoor de atletismo
O pódio do arremesso de peso no Mundial Indoor de atletismo (Foto: Wagner Carmo/CBAt)

Agora, Darlan Romani pode ser considerado sinônimo de persistência e a prova viva de que “quem acredita, sempre alcança”. O brasileiro bateu na trave e foi quarto colocado nas três últimas grandes competições mundiais que participou: Mundial Indoor de Birmingham em 2018, Mundial de Doha em 2019 e Jogos Olímpicos de Tóquio em 2021. Agora, é campeão numa prova impecável.

Esta foi a 16ª medalha do Brasil em Mundiais Indoor de atletismo, a primeira no arremesso de peso. Ao todo, o Brasil tem cinco ouros, cinco pratas e seis bronzes. Darlan é apenas o quarto campeão mundial indoor brasileiro, igualando-se a Zequinha Barbosa (800m, Indianápolis-1987), Fabiana Murer (salto com vara, Doha-2010) e Mauro Vinícius da Silva, o Duda (salto em distância, Instabul-2012 e Sopot-2014).

Não bastasse o título, Darlan Romani ainda fez história ao quebrar com a hegemonia de Ryan Crouser, que não perdia uma prova havia três anos. Campeão olímpico em Tóquio-2020, o norte-americano quebrou o recorde mundial do arremesso de peso em janeiro deste ano, com 23,38m, mas não conseguiu repetir a marca neste sábado.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Como foi a prova

Darlan Romani registrou 21,74m em sua primeira tentativa. Ele foi para a terceira colocação, atrás de Ryan Crouser, que quebrou o recorde do campeonato logo de cara, com 22,44m, e de Tom Walsh, com 22,29m. Diferente dos rivais, porém, o brasileiro conseguiu melhorar sua marca na segunda rodada, atingindo 21,79m, mas ainda mantendo-se ainda na terceira colocação.

Darlan Romani supera Ryan Crouser e é campeão mundial indoor de atletismo
Darlan Romani faturou o primeiro pódio do Brasil no Mundial Indoor de atletismo de 2022 (Foto: Wagner Carmo/CBAt)

Darlan aumentou ainda mais a sua marca no arremesso seguinte e saltou para a primeira colocação da prova, com 22,53m. De quebra, bateu o recorde do campeonato que Crouser registrara pouco antes. Mais uma vez, Walsh e Crouser ficaram longe de melhorar seus registros.

Na quarta marca, o brasileiro marcou 21,31m, Walsh queimou e Crouser anotou 22,33m. Na quinta tentativa, os três ficaram abaixo dos 22m e queimaram suas marcas. Por fim, na última e decisiva rodada, Tom Walsh enfim melhorou sua marca, mas não o suficiente para ultrapassar os adversários, ficando em 22,31m. Já Crouser marcou 21,93m e Darlan fechou em 22,18m.

+ Vitória Rosa bate recorde sul-americano indoor nos 60m

Felipe Bardi para na semifinal

Um pouco mais cedo neste sábado, Felipe Bardi competiu na semifinal dos 60m. Largando na raia 2, ele foi o sexto colocado e repetiu o tempo que havia feito na primeira eliminatória: 6s66, não avançou à final e terminou na 17ª colocação geral. O norte-americano Christian Coleman venceu a bateria com 6s51. O canadense Bolade Ajomale foi o segundo colocado, com 6s58, e também avançou para a final.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Atletismo