Siga o OTD

Vinícius Galeno e Gabriel Tasca fazem dobradinha nos 400 m (Foto: Wagner Carmo/CBAt)Sul-Americano Sub-18 de atletismo

Atletismo

Brasil termina primeiro dia com 22 medalhas no Sul-Americano Sub-18

Brasil já ganhou 6 ouros, 9 pratas e 7 bronzes no Sul-Americano Sub-18 de ateltismo, que acaba neste domingo à tarde, em Encarnación, no Paraguai.

Brasil termina primeiro dia com 22 medalhas no Sul-Americano Sub-18

O Brasil conquistou 17 medalhas (5 de ouro, 7 de prata e 5 de bronze) na segunda etapa do Campeonato Sul-Americano Sub-18 de Atletismo, disputada na tarde deste sábado (25/9) no Estádio do Centro Comunitário da cidade de Encarnación, no Paraguai. Com as cinco obtidas na manhã de sábado, o Brasil somou 22 medalhas no primeiro dia de competições (6 de ouro, 9 de prata e 7 de bronze).

As duas últimas medalhas computadas foram a de ouro no revezamento 4×100 m masculino e de prata no 4×100 m feminino. O revezamento masculino teve Renan Galinna, Enzo Barros, Thamer Villar e Eron Araújo e ganhou com 41.41. O revezamento feminino foi segundo colocado com Tainara Mees, Suellen de Santanna, Nicole Braz Domene e Isadora Sorriano, com 46.61.

A seleção nacional conseguiu duas dobradinhas na etapa da tarde. Thiago Resende Ornelas dos Santos e Gustavo Dala Pedra Cadan ficaram em primeiro e segundo lugares nos 110 m com barreiras, com as marcas de 13.97 e 14.27, respectivamente, com vento contra de 1.2. O chileno Pedro Morales levou o bronze, com 14.60.

Nos 400 m, Vinícius Moura Galeno (48.73) e Gabriel Tasca (48.78) garantiram o ouro e a prata, numa chegada muito apertada. O equatoriano Hector Broncano terminou em terceiro lugar, com 49.49.

Outra medalha de ouro da tarde foi conquistada por Aurélio Miguel de Souza Leite no salto com vara, com 4,60 m, mesma marca do venezuelano Ricardo David Montes, que ficou na segunda colocação. Pedro Henrique dos Santos Aparecido assegurou o bronze para o Brasil, com 4,30 m.

No arremesso do peso, Taniele Rodrigues de Jesus garantiu o ouro, com a marca de 14,64 m. A venezuelana Alison Nicole Torres ficou em segundo, com 14,30 m, seguida da colombiana Laira Yurlendy Salazar, com 13,76 m.

O vento contra em muitas provas atrapalhou a obtenção de marcas melhores na velocidade e nas barreiras.

Outros resultados da tarde de sábado (25/9):

100 m com barreiras (-1.5)

1- Maria Alejandra Murillo (COL) – 13.66

2- Lays Cristina Rodrigues (BRA) – 14.08

3- Catalina Rozas (CHI) – 14.23

100 m feminino (-1.0)

1-Laura Patricia Martinez (COL) – 11.92

2-Melany Joibel Bolaño (COL) – 12.00

3-Suellen Vitória Sant’Anna (BRA) – 12.17

100 m masculino (-1.3)

1-Tomás Mondino (ARG) – 10.59

2-Renan Correa de Lima Gallina (BRA) – 10.65

3-Enzo de Castro Barros (BRA) – 10.93

400 m feminino

1-Martina Bonaudi (URU) – 57.39

2-Ana Luíza dos Santos (BRA) – 57.73

3-Paola Andrea Loboa (COL) – 57.79

Lançamento do disco

1-Holman Ewit Villamizar (COL) – 54,13 m

2-Matheus Aparecido de Barros (BRA) – 52,76 m

3-Juan Anding (BRA) – 52,49 m

2.000 m com obstáculos feminino

1-Eunice Lescano (ARG) – 7:19.63

2-Amanda de Souza Silva (BRA) – 7:27.60

3-Jomayra Nagieliy Tite (VEN) – 7:28.49

2.000 m com obstáculos masculino

1-Wilson Siven Navarrete (VEN) – 5:58.61

2-Jeronimo Pedro Peralta (ARG) – 6:04.31

3-Bruno Diego Oliveira do Prado (BRA) – 6:05.95

O Brasil participa da competição com 67 atletas, sendo 34 no masculino e 33 no feminino. Ao todo, o campeonato reúne cerca de 250 participantes de 11 países: Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Panamá, Peru, Venezuela, Uruguai e Paraguai, além do Brasil.

Mais em Atletismo