Siga o OTD

Chayenne Pereira da Silva e II Meeting Rumo a Tóquio

Atletismo

Recordes brasileiros quebrados marcam o II Meeting Rumo a Tóquio

Chayenne Pereira quebrou marca de 13 anos nos 400 m com barreiras e Mariana Grasielly melhorou sua marca no lançamento do martelo

(Wagner Carmo/CBAt)

Recordes brasileiros quebrados marcam o II Meeting Rumo a Tóquio

Dois recordes brasileiros marcaram as primeiras competições do II Meeting Rumo a Tóquio nesta quarta-feira (23), no Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo (CNDA), em Bragança Paulista, de Chayenne Pereira da Silva, nos  400 m com barreiras, e Mariana Grasielly Marcelino, no lançamento do martelo.

O meeting, de classe D da World Athetics, foi organizado pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) para atletas com chance de obter índices ou melhorar a pontuação no ranking da corrida olímpica que fecha no dia 29/6. 

A carioca Chayenne, de 21 anos, correu os 400 m com barreiras em 55.70, quebrando uma marca que já tinha 12 anos e pertencia a Lucimar Teodoro, de 55.84, obtida em Belém, no Pará, em 24/5/2009. Chayenne, que fez a terceira melhor marca sul-americana do ano no Meeting, disse que o resultado aumentou sua expectativa em relação a possibilidade de qualificação pelo Ranking Mundial. “Eu foquei em fazer a minha melhor marca, em fazer o meu melhor. Saio muito satisfeita e agora com mais expectativa. Foi um passo importante”, disse Chayenne Pereira.

+ Dia Olímpico marca um mês para abertura dos Jogos de Tóquio

O treinadora Marsele Mazoleni disse que estava esperando a marca há algum tempo, mas que Chayenne correu muitas vezes para chegar no resultado, o que causou um cansaço logo após o Sul-Americano e uma contratura na perna. “Depois que ela soltou e descansou sabia que sairia porque vinha fazendo isso nos treinos. Mas ela ainda pode pensar nos 54 segundos, nos 53 segundos e o foco é Paris/2024. Ir para Tóquio seria uma experiência incrível. A única maneira de prever o futuro é criá-lo.”

Liliane Parrela ficou em segundo lugar, com 56.71, e Marlene dos Santos foi a terceira, com 57.98.

Mariana Grasielly
Mariana Grasielly Marcelino bateru o seu próprio recorde no lançamento do martelo (Wagner Carmo/CBAt)

Mariana Grasielly Marcelino venceu Meeting Rumo a Tóquio no lançamento do martelo com 68,35 m, melhorando o seu próprio recorde brasileiro (67,45 m) que havia estabelecido no Troféu Brasil há 13 dias e com grande vantagem para Anna Paula Magalhães Pereira, segunda colocada com 62,26 m, e de Ana Lays Bayer, terceira com 56,35 m. Mariana quebrou o recorde quatro vezes dentro da prova, com lançamentos de 67,78 m, 67,63 m, 67,68 m e 68,35 m.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMFACEBOOK E TIKTOK

“O meu objetivo é claro, de aumentar a minha pontuação e quanto melhor a marca melhor a pontuação”, disse Mariana, deixando claro que briga por uma das 32 vagas olímpicas disponíveis no lançamento do martelo para atletas de todo o mundo. “Consegui uma estabilidade muito boa nos lançamentos e gostaria de poder competir mais uma vez somando pontos.”

Mais em Atletismo