Siga o OTD

Coronavírus

Maratonas de Nova York e de Berlim são canceladas

Prestigiada e lucrativa, corrida de rua na cidade não resiste aos estragos provocados pelo novo coronavírus e volta a deixar de ser realizada

Maratona de Nova York 2020 cancelada por causa da pandemia (Facebook/NewYorkRoadRunners)

Maratonas de Nova York e de Berlim são canceladas

Prudência e responsabilidade foram os argumentos usados pelas autoridades da cidade e organizadores da Maratona de Nova York para cancelarem a edição de 2020. Não há como realizar um evento dessa escala em meio à pandemia. Na Alemanha, a Maratona de Berlim foi pelo mesmo caminho.

Os anúncios foram feitos nesta quarta-feira (24). A Maratona de Nova York é uma das mais prestigiadas e lucrativas corridas de rua, reúne mais de 50 mil corredores de vários países, 10 mil voluntários e cerca de um milhão de fãs.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

A cidade, antes epicentro da pandemia nos Estados Unidos, tem registrado uma queda nos casos. Mas a realização da Maratona de Nova York, marcada para 1º de novembro, seria muito arriscada.

Mais do que isso, especialistas em saúde pública disseram ao “New York Times” que eventos em massa, especialmente aqueles que reúnem pessoas de todo o mundo, continuarão sendo um perigo até que um tratamento ou vacina para a Covid-19 esteja amplamente disponível.

Marilson Gomes, no Hall da Fama da Maratona de Nova York - pandemia
Marílson Gomes dos Santos venceu a prova em 2006 e 2008, sendo o primeiro sul-americano a conquistar o feito (divulgação)

Condições extremas

Com o cancelamento por causa da pandemia, a 50ª edição da Maratona de Nova York ficará para 2021. Esta é a segunda vez que o prestigiado evento de corrida de rua é cancelado em sua história.

+ Boston tem evento cancelado pela primeira vez na história

Em 2012, os organizadores cancelaram o evento depois que o furacão Sandy atingiu a região alguns dias antes da corrida.

Opções aos inscritos

Os corredores que se inscreveram para a Maratona nova-iorquina deste ano poderão optar por receber um reembolso ou adiar sua inscrição para os próximos três anos. Eles também terão a opção de executar, em julho, uma corrida virtual que ainda terá os detalhes revelados.

Prudência em Berlim

A Maratona de Berlim estava programada para 27 de setembro. O número de casos confirmados de covid-19 na capital alemã era de 7.916 e 211 mortes até quarta (23).

Maratona de Berlim Coronavírus Setembro
Maratona de Berlim (Facebook/BERLIN-MARATHON)

Desde 2003, a prova de Berlim já foi palco de sete recordes. O último deles foi cravado na edição de 2018  pelo queniano Eliud Kipchoge, que completou a prova em 2 horas, um minuto e 39 segundos.

Mais em Coronavírus