Siga o OTD

Atletismo Atletas Coronavírus

Coronavírus

Coronavírus: atletismo cria fundo de apoio aos seus atletas

A World Athletics, juntamente com a Fundação Internacional de Atletismo (IAF), ajudará os competidores da modalidade com aporte financeiro

(Facebook/World Athletics)

Coronavírus: atletismo cria fundo de apoio aos seus atletas

Sebastian Coe, presidente da World Athletics e também da Fundação Internacional de Atletismo (IAF), lançou nesta terça-feira (28) um fundo de apoio aos atletas que enfrentam dificuldades financeiras devido à pandemia de coronavírus. A ideia da criação deste fundo partiu do ex-atleta marroquino Hicham El Guerrouj, campeão olímpico e recordista mundial dos 1500 metros.

+ Leandrinho revela que pegou Covid-19: ‘senti que ia morrer’

A IAF foi criada em 1986 com o intuito de ajudar causas beneficentes envolvendo o atletismo. A entidade, sob a presidência honorária de Albert II, príncipe de Mônaco, destinou recursos de seus orçamentos de 2020 e 2021 para auxiliar no período em que as competições estão paralisadas. Os competidores contarão com aporte de US$ 500 mil, aproximadamente R$ 2.755.000 milhões.

“Gostaria de agradecer ao Hicham por nos trazer essa ideia e ao príncipe Albert por seu apoio a esse projeto. Estou em constante contato com os atletas e sei que muitos estão passando por dificuldades financeiras por causa do cancelamento da maioria das competições internacionais nos últimos dois meses. Os atletas contam com prêmios em dinheiro como parte de sua renda e estamos conscientes de que nossa temporada de eventos está sendo severamente afetada pela pandemia”, disse.

+ Thiago Braz encara quarentena com treinos ‘alternativos’

“Estamos esperançosos de que seremos capazes de realizar pelo menos algumas competições ainda este ano, mas, enquanto isso, nos esforçaremos, através deste fundo e verbas adicionais que pretendemos buscar por meio dos amigos de nosso esporte, para ajudar o maior número de atletas possíveis”, completou Coe.

Definições nesta semana

Atletismo Atleta Coronavírus
El Guerrouj é um ex-atleta marroquino campeão olímpico e recordista mundial dos 1500 metros (Atenas-2004)

Coe presidirá um grupo responsável por avaliar as solicitações e um dos integrantes é El Guerrouj. Os membros se reunirão nesta semana para estabelecer um processo de concessão e distribuição de subsídios aos atletas e buscar outras maneiras de arrecadar dinheiro adicional para o fundo enquanto o mundo combate o coronavírus.

“A pandemia está causando dor econômica às pessoas de todas as partes da sociedade, incluindo atletas, e é um momento em que devemos nos unir como comunidade global para ajudar uns aos outros. Estou muito satisfeito que Coe e a World Athletics tenham reagido tão positivamente à minha sugestão de criar um fundo para os atletas e que isso tenha acontecido com o apoio da Fundação Internacional de Atletismo”, declarou o ex-atleta.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

Além dos eventos do atletismo, a pandemia de coronavírus foi a responsável pelo adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio. A competição foi forçada a mudar de 2020 para 2021, e será disputada no período de 23 de julho a 8 de agosto.

“Estou muito satisfeito por podermos colocar nossos recursos nessa iniciativa para que possamos fazer a diferença na vida dos atletas que sofrem financeiramente neste momento. Esperamos que esse apoio os ajudem a se prepararem para a competições internacionais, incluindo os Jogos Olímpicos do próximo ano, para que possam sustentar seus treinamentos, apoiar suas famílias e aliviar um pouco o estresse nesses tempos de incerteza”, destacou o príncipe Albert II.

Mais em Coronavírus