Siga o OTD

Volei-praia_Agatha_Duda_FIVB

Vôlei de Praia

Brasil inicia maratona tripla em Cancún, no México, com 12 duplas

Brasil terá 12 duplas, seis masculinas e seis femininas, nos três torneios que serão disputados na bolha de Cancún pelo Circuito Mundial de vôlei de praia

Álvaro Filho forma com Alison uma das 12 duplas brasileiras que disputarão os três torneios seguidos de Cancún (GettyImage/FIVB)

Brasil inicia maratona tripla em Cancún, no México, com 12 duplas

Após a retomada no mês passado com uma etapa em Doha, no Catar, o Circuito Mundial de Vôlei de Praia terá uma novidade. Em abril, um dos principais destinos turísticos da América Latina, Cancun, no México, receberá três eventos do tipo quatro estrelas. O hub mexicano, como está sendo chamado o conjunto dos três torneios, acontece em formato de bolha no Gran Oasis Hotel Cancun, e contará com as principais duplas da modalidade.

Esta será a primeira vez na história do Circuito Mundial de vôlei de praia em que um país receberá três eventos da mesma categoria, envolvendo os dois naipes, e no mesmo local de forma consecutiva. Até então o México já tinha realizado sete eventos masculinos e oito femininos do tour mundial, a última vez foi em 2019, com a etapa de Chetumal. Todos os três torneios em Cancún contam pontos para a corrida mundial por vaga nos Jogos em Tóquio (JAP).

+André e George abrem Circuito Sul-Americano com título em Santiago

O esquema montado em Cancún envolve isolamento absoluto dentro das dependências do hotel. Todos os atletas, membros de comissões técnicas, arbitragem e demais envolvidos nos torneios não poderão sair antes do término ou eliminação do último torneio. Para entrar, cada indivíduo precisa apresentar exame prévio do tipo RT-PCR, e realizar novo exame ao chegar, desta vez do tipo antígeno, que será repetido a cada três dias.

O primeiro dos três eventos de vôlei de praia em Cancún acontece entre 16 e 20 de abril, e o Brasil, como uma das principais escolas mundiais deste esporte, será representado por 12 duplas – seis masculinas e seis femininas. No entanto, no máximo quatro duplas de cada naipe poderão disputar a chave principal em cada etapa. Três duplas em cada gênero precisarão jogar o country quota, o que equivale um pré-torneio onde apenas um time avança para a fase seguinte, o qualifying. Neste qualifyng 32 duplas de pior ranking jogam partidas eliminatórias para decidirem as oito vagas que completam a lista no evento.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Pela classificação atual do ranking mundial do vôlei de praia Bárbara Seixas/Carol Solberg (RJ), Elize Maia/Thâmela (ES) e Tainá/Victoria (SE/MS) disputam o country quota feminino, enquanto entre os homens jogam Saymon/Vinícius (MS/ES), Guto/Arthur Mariano (RJ/MS) e Pedro Solberg/Arthur Lanci (RJ/PR).

Garantidas no torneio principal em Cancún estão Taina/Talita (CE/MS) – que jogam juntas estas três etapas de forma excepcional – e as duplas classificadas para o torneio olímpico: Ágatha/Duda (PR/SE), do Time Nissan, e Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE). A mineira Ana Patrícia comentou sobre a experiência inédita que está prestes a participar.

“Vivemos dias complicados antes da viagem, com uma adaptação do nosso trabalho às normas de distanciamento em nossa cidade, Fortaleza (CE), mas acho que chegamos preparadas para uma boa primeira etapa, em Cancún. Será uma experiência diferente para todo mundo. Uma bolha, um país diferente, três etapas seguidas no mesmo local em três semanas seguidas. Vai ser muito interessante essa imersão com as melhores atletas de vôlei de praia do mundo todas juntas. Espero que a gente saia de lá com bons resultados e mais bem preparadas para o grande objetivo que é Tóquio”, comentou Ana Patrícia.

No lado masculino, as duplas já entre as garantidas na chave principal estão André/George (ES/PB), e os olímpicos Bruno Schmidt/Evandro (DF/RJ) e Alison/Álvaro Filho (ES/PB). Pouco antes de retornar ao Circuito Mundial de vôlei de praia, o paraibano Álvaro Filho destacou a importância destes torneios na preparação de olho em uma medalha.

“Estamos entrando numa fase importante da nossa preparação, faltando pouco mais de três meses para o início das Olimpíadas. Teremos três etapas seguidas no México, uma sequência forte de torneios, de alto nível, com a presença de todas as principais duplas, e isso vai ser bom para ajustarmos o nosso jogo, para o crescimento da nossa dupla”, disse Álvaro.

Os três torneios de Cancún juntos distribuirão aproximadamente 900 mil dólares (o equivalente a 5,1 milhões de reais). As duplas vencedoras somarão 800 pontos no ranking mundial. Na sequência da disputa o segundo evento do hub mexicano será entre 22 e 26 de abril. Para fechar, o terceiro torneio acontece de 28 de abril até 02 de maio.

Mais em Vôlei de Praia