Siga o OTD

josé roberto guimarães barueri patrocínio

Vôlei

Sem patrocínio no Barueri, Zé Roberto desabafa e pede ajuda

“Precisamos de ajuda”, clama técnico multicampeão para que projeto no Vôlei Barueri não desapareça

Zé Roebrto pede por ajuda para projeto em Barueri não morrer (Reprodução/SporTV)

Sem patrocínio no Barueri, Zé Roberto desabafa e pede ajuda

Único brasileiro tricampeão olímpico, José Roberto Guimarães abriu o coração ao falar sobres as dificuldades enfrentadas para manter o projeto de vôlei em Barueri. Emocionado após a vitória sobre o Sesi-Bauru, fora de casa, na semifinal do Paulista, o técnico clamou por ajuda, visto que a equipe não tem um patrocinador.

“Fico preocupado porque o projeto já perdeu cinco jogadoras em 2020, outros cinco nesta temporada e não queríamos mais perder, mas dar continuidade a esse projeto. Precisamos de ajuda e apoio para esse projeto tão bonito não morre.”

José Roberto Guimarães

O triunfo sobre o Sesi-Bauru garantiu o Barueri na final e a equipe vai em busca do seu segundo título paulista. A decisão será definida na série melhor de três jogos. A primeira partida será disputada na próxima sexta-feira, às 21h30 (horário de Brasília), no ginásio José Liberatti, em Osasco. O segundo jogo está marcado para terça-feira (19), às 18h (de Brasília), em Barueri. Caso seja necessário, o terceiro jogo será na sexta-feira (22), às 19h (de Brasília), também em Osasco.

“Se trabalharmos bem podemos jogar de igual para igual contra qualquer time. O objetivo é que elas joguem e sejam mulheres empoderadas, mas que possamos dar oportunidade para elas serem mulheres para o mundo. O mundo é delas, que aprendam e evoluam porque essa é a chance da vida delas. Por isso me sinto honrado”, disse o Zé Roberto em entrevista ao canal “SporTV”.

+ Confira a Tabela do Campeonato Paulista

Sesi Bauru Barueri Paulista de vôlei feminino
(Marcelo Ferrazoli/Sesi-SP)

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Drama para seguir

Sem patrocinador, o Barueri está sobrevivendo muito porque Zé Roberto, muitas vezes, utiliza recursos próprios para manter projeto de vôlei que teve início em 2016.

“É um motivo de muito orgulho porque minha família, esposa e filhas se dedicam muito. Muita gente tem nos ajudado e apoiado”, completou o técnico.

Mais em Vôlei