Siga o OTD

Acompanhe ao vivo: Brasília Vôlei x Minas Tênis Clube - Superliga feminina

Vôlei

Rodada tem Minas soberano, definição dos playoffs e Flu na luta para não cair

Confira como foram os cinco jogos desta sexta-feira pela Superliga, que tem o Minas soberano na liderança com 20 vitórias e apenas uma derrota

Rodada tem Minas soberano, definição dos playoffs e Flu na luta para não cair

Cinco jogos movimentaram a rodada desta sexta-feira pela Superliga de vôlei feminino. Depois de garantir o primeiro lugar da fase de classificação com duas rodadas de antecedência, o Minas continua soberano na Superliga, que teve os oito times classificados para os playoffs definidos. Já o Fluminense somou ponto importante que mantém vivo na luta contra o rebaixamento.

MINAS X PRAIA

Pri Daroit com o Troféu Viva Vôlei Minas x Praia
Pri Daroit ganhou o Troféu Viva Vôlei

Mais um jogaço marcou o clássico mineiro, que foi marcado também por polêmica. Líder isolado da Superliga de vôlei feminino, o Minas venceu o Praia Clube, de virada, com parciais de 23/25, 25/23, 27/25 e 28/26.

Com o resultado, o Minas alcançou 60 pontos na tabela com 20 vitórias e apenas uma derrota na competição. O duelo teve quatro sets super equilibrados. O primeiro foi vencido pelo Praia por 25 a 23. Depois, o time de Belo Horizonte devolveu o placar e empatou o jogo.

Nos dois seguintes, o Praia esteve muito perto da vitória, fazendo 24 a 21 em ambas as parciais, mas o Minas manteve a confiança e levou a melhor nos momentos decisivos, virando e vencendo para fechar em 3 a 1.

O último do lance foi muito polêmico. Primeiro, a arbitragem deu bola fora de um ataque do Praia, que empataria o jogo em 27 a 27. O Minas desafiou e, na revisão do lance, a arbitragem viu toque no bloqueio, que definiu o jogo em 28 a 26.

A imagem, no entanto, não foi muito clara, fato que revoltou as jogadoras do Praia também o técnico Paulo Coco. As reclamações, no entanto, não surtiram efeito e o resultado foi mantido.

Thaisa, com 24 pontos, 12 de ataque, oito de bloqueio e quatro de saque, teve uma atuação monstruosa, mostrando que é a melhor jogadora em atividade no Brasil. Do lado do Praia, Fernanda Garay fez 19 pontos.

A ponteira Priscila Daroit foi a mais votada na partida que marcou mais um super confronto entre Minas e Praia Clube. Depois de receber os votos no aplicativo e no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e ser premiada com o Troféu VivaVôlei, Pri falou sobre a importância da vitória.

“Sabemos que esse é um clássico e o nosso time estava preparado para um jogo muito difícil. Mesmo estando em primeiro lugar, viemos em busca dos três pontos, da vitória e ajustar alguns detalhes do time”, comentou Pri Daroit.

A jogadora do Itambé/Minas ainda dedicou o Troféu VivaVôlei a todo o grupo. “Estamos sabendo sair de momentos de dificuldade e isso está sendo muito positivo. É clichê, mas esse troféu é de todo mundo porque todas ajudaram nas horas decisivas e eu fico muito feliz de poder ajudar também”, concluiu Pri Daroit.

FLUMINENSE X CURITIBA

Além do clássico mineiro, o jogo mais importante da rodada aconteceu no Rio de Janeiro e nada teve a ver com a briga pelo título. O Fluminense perdeu para o Curitiba por 3 a 2 com parciais de 23/25, 25/18, 25/18, 24/26 e 15/11, mas somou um ponto e encostou no São José dos Pinhais na luta para escapar do rebaixamento.

O time carioca continua na penúltima colocação, agora 12 pontos, um a menos do que o São José dos Pinhais. As duas equipes se enfrentam na última rodada da primeira fase da Superliga de vôlei feminino e quem vencer permanece na elite. Quem perder, será rebaixado junto com o São Caetano.

No jogo desta sexta, a bicampeã olímpica Mari foi o destaque do Fluminense com 17 pontos e teve como fiel escudeira Mayara, que fez 16. No Curitiba, Ivna fez 18, seguida por Lays e Milena, com 16. O resultado garantiu a classificação do time paranaense para os playoffs.

SESC RJ FLAMENGO X SÃO JOSÉ DOS PINHAIS

Além do ponto somado na derrota em cinco sets, o Fluminense foi ajudado pelo Sesc RJ Flamengo, que venceu nesta sexta-feira o São José dos Pinhais por 3 a 1 com parciais de 25/18, 25/17, 23/25 e 31/29.

Eleita a melhor em quadra, a meio de rede Juciely foi responsável por conseguir virar as duas últimas bolas do jogo, que deram a vitória ao Sesc RJ Flamengo. Ela marcou 15 pontos no jogo, sete deles em bloqueios, sua especialidade.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Outro destaque do Sesc RJ Flamengo no jogo desta sexta, a ponteira Ana Cristina marcou 24 vezes e foi a maior pontuadora. Muito explorada pelos times adversários na recepção, ela conseguiu ajudar o time com seu talento: foram 19 pontos de ataque, três de bloqueio e dois aces.

SESI BAURU X BRASÍLIA

No jogo mais rápido, o Sesi Bauru não teve dificuldades para superar o Brasília por 3 a 0 com parciais de 25/14, 25/21 e 25/22. Com o resultado, a equipe segue na quarta colocação, agora com 43 pontos e campanha de 15 vitórias e cinco derrotas, e dá grande passo para tentar se consolidar no grupo dos quatro melhores classificados, posição que lhe dará a vantagem de escolher a ordem dos mandos dos jogos e realizar mais partidas em casa nas fases finais da competição. 

As maiores pontuadoras do Sesi Vôlei Bauru no confronto foram a central Adenizia, com 13 pontos e dona do Troféu Viva Vôlei como destaque da partida, a oposta Polina, com 12, e a ponteira Tifanny, com 11.

SÃO PAULO X PINHEIROS

Pela tabela inicial, São Paulo Barueri x Pinheiros seria o primeiro jogo a começar, mas, por causa da forte chuva e das goteiras no ginásico, a partida atrasou três horas e só foi terminar no começo da madrugada com vitória do São Paulo por 3 a 1 com parciais de 25/19, 24/26, 25/17 e 25/11.

O resultado definiu os oito classificados para os playoffs da Superliga. Derrotado, o Pinheiros, que é o nono colocado, soma 20 pontos e, faltando uma rodada, não pode mais alcançar o Brasília, que tem 24.

Assim, Curitiba, que venceu o Fluminense, e o Brasília, que contou com a ajuda da derrota do Pinheiros, se juntam a Minas, Osasco, Praia, Sesi Bauru, Flamengo e São Paulo Barueri nos playoffs da Superliga.

Mais em Vôlei