Siga o OTD

Vôlei

Leal e Filipe revelam inspiração em Michael Jordan

Os dois jogadores atuaram juntos no Sada Cruzeiro e conversaram sobre momentos marcantes de suas carreiras em live da CBV

Leal Filipe CBV Vôlei Michael Jordan
Leal e Filipe ganharam juntos 25 títulos pelo Sada Cruzeiro (Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

Leal e Filipe compartilharam diversos momentos marcantes em suas carreiras. Os dois atuaram no Sada Cruzeiro e juntos conquistaram 25 títulos. Ambos também atuam na mesma posição, pois são ponteiros passadores. Os atletas foram os personagens da live no perfil oficial da CBV (Confederação Brasileira de Vôlei) no instagram e, além do vôlei, revelaram que se inspiraram em Michael Jordan, astro do Chicago Bulls, da NBA.

+ Samara relata período na Itália durante pico do coronavírus

“O jogador que me inspirou não era do vôlei. Sempre admirei o Michael Jordan e até chorei ao assistir o filme dele. Foi demais ver o cara dentro de quadra e nos treinos. Até hoje o considero uma pessoa a seguir. Foi o jogador mais marcante que acompanhei. Me recordo que assistia os jogos dele quando tinha meu 12 e 13 anos”, lembrou Leal.

+ Cachopa vê o trabalho como único caminho para o sonho olímpico

“Você falou primeiro e vão pensar que foi combinado, mas não foi. Antes do vôlei, fui jogador de basquete e um dos meus caras favoritos era o Michael Jordan. Ele é um espelho para mim. No vôlei, me inspirei no Maurício e no Marcelo Negrão, da seleção campeã olímpica em 1992, e no capitão Nalbert, um craque que aprendi muitas coisas. É um cara excepcional e com enorme capacidade de liderança”, destacou Filipe.

Momento mais marcante

Leal Filipe CBV Vôlei Michael Jordan
Filipe está há 10 anos e é o capitão do Sada Cruzeiro (Sada Cruzeiro/Divulgação)

Leal chegou ao Sada Cruzeiro em 2012 e Filipe é o jogador que atua no clube mineiro há mais tempo. Juntos, eles ganharam três títulos do Campeonato Mundial (2013, 2015 e 2016), cinco Superligas (2013/14, 2014/15, 2015/16, 2016/17 e 2017/18), três Copas Brasil (2014, 2016 e 2018), quatro Sul-Americanos (2014, 2016, 2017 e 2018), três Supercopas Brasil (2015, 2016 e 2017) e seis Mineiros (2012, 2013, 2014, 2015, 2016 e 2017).

+ Minas e Praia atuantes no mercado e brasileiras de saída

“Cheguei em 2012 e era bem moleque, com 19 para 20 anos. Conquistamos muitas coisas juntos e o que mais sinto falta é do público. Aquela torcida nossa é fantástica. Só sai do Cruzeiro para ter a experiência de poder jogar fora. Estou jogando na Itália e muito feliz. O nível lá é diferente e cresci bastante como jogador”, disse Leal.  

“Meu momento de maior emoção foi na conquista do Mundial de 2015. Na época eu estava passando por dificuldade. Quando ganhamos me sentei e comecei a chorar junto com o Marcelo (Mendez). Era um momento ruim da minha vida e esse título me ajudou a ver as coisas com outras perspectivas no restante da temporada”, acrescentou.

+ Rosamaria não confirma, mas não nega transferência na Itália

Já Filipe recordou de uma conquista há mais de 15 anos. “Meu primeiro título da Superliga foi meu momento mais marcante, quando jogava pelo Banespa. Ganhamos do Minas, em 2004/05, diante de um Mineirinho com mais de 19 mil pessoas. Foi um momento único e um jogo magnífico. Aquilo me marcou e foi o impulso para me tornar o jogador que me tornei”.  

Elogios ao técnico do Cruzeiro

Marcelo Mendez
Os dois jogadores elogiaram o técnico Marcelo Mendez (Agênciai7/Sada Cruzeiro)

No Sada Cruzeiro, Leal trabalhou com o técnico argentino Marcelo Mendez e Filipe segue trabalhando com ele. O treinador é um dos principais nomes nas temporadas gloriosas do clube mineiro e ajudou na evolução de diversos atletas Atualmente, além de comandar o time brasileiro, Marcelo Mendez é o técnico da seleção de seu país.

+ FIVB cria fundo de auxílio financeiro aos jogadores

“O Marcelo sempre foi um pai para mim. Ele praticamente me formou e me ajudou a chegar onde estou agora. Cheguei novo e era forte em muitas coisas, mas fraco em outras. Trabalhar com ele foi uma das melhores coisas que me aconteceu. Construímos uma família e o considero um grande treinador”, contou Leal.  

“O Marcelo é um cara que admiro pela sua forma de liderar e conduzir a equipe. É um cara que às vezes é severo, mas faz isso para tirar o máximo dos atletas. É um profissional diferenciado e exemplar e que sabe gerar competitividade no grupo”, completou Filipe, que chegou ao Cruzeiro em 2010 e está com 40 anos.

Sonho e sensação diferente

Leal Filipe CBV Vôlei Michael Jordan
Leal tem o sonho de jogar uma Olimpíada e espera que seja a de Tóquio (FIVB/Divulgação)

Depois que saiu do Cruzeiro, Leal assinou com o Lube Civitanova, da Itália. Por seu novo clube, o cubano naturalizado brasileiro foi campeão da Liga dos Campeões, do Campeonato Italiano, da Copa Itália e do Campeonato Mundial de Clubes. O atleta está com 31 anos e, em 2019, fez sua estreia com a camisa da seleção brasileira. Leal espera realizar seu sonho com a camisa do Brasil e pelo Civitanova viveu uma sensação diferente.

“Fui campeão da Liga Italiana e quatro dias depois ganhei a Champions League. Ser campeão da Champions é uma sensação diferente. A final foi em Berlim e ficamos em um hotel no meio da cidade. Nós parecíamos jogadores de futebol. Saíamos do hotel e as pessoas vinham nos abraçar. Jogamos em um ginásio lotado por torcedores de outro país, pessoas que nunca tinha visto. Foi marcante. Ser campeão da Champions é fantástico”, apontou.

SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

“A Olimpíada é meu sonho. É uma competição que todo jogador quer jogar e a minha expectativa é grande. A seleção brasileira terminou a Copa do Mundo de 2019 muito bem e como campeã invicta. Todo jogador quer ser convocado para Tóquio e o pensamento é de ganhar. Espero que estejamos todos 100%”, concluiu Leal.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Vôlei