Siga o OTD

Martine e Kahena conquistam ouro; Jorge Zarif segue na disputa

Vela

Grael e Kunze chegam ao medal race muito perto do ouro

Dupla brasileira da 49er FX chega com boa vantagem no último dia de competições na Espanha. Brasil tem representantes em mais duas classes

arquivo

Grael e Kunze chegam ao medal race muito perto do ouro

As campeãs olímpicas Martine Grael e Kahena Kunze estão muito perto de mais uma conquista. Depois de 15 regatas disputadas, as brasileiras chegaram ao medal race com 17 pontos de vantagem sobre Alexandra Maloney e Molly Meech, da Nova Zelândia, que são as segundas colocadas. Elas só perdem a medalha de ouro se terminaram na décima e última colocação na regata deste sábado e as neozelandesas cruzarem a linha de chegada em primeiro lugar. Com qualquer outra combinação de resultados, o título da classe 49er FX do Troféu Princesa Sofia será do Brasil.

“A chuva estava entrando e o vento ficou mais forte e inconstante. Mas foi divertido. Estamos retomando o ritmo de competição. Nos últimos dois dias, sentimos um pouco mais de falta de ritmo em rajadas mais fortes como essas”, disse Martine, em entrevista ao site oficial da competição.

Além de Martina Grael e Kahena Kunze, outros dois barcos brasileiros conseguiram a classificação para disputar o medal race neste sábado. Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan terminaram as dez regatas da 470 feminino em quinto lugar, mas só tem chances de brigar pela medalha de bronze. Ainda assim, não está fácil, já que elas estão 16 pontos atrás das eslovenas Tina Mrak e Veronika Macarol, atuais terceiras colocadas. Para ultrapassá-las, as velejadoras do Brasil precisam vencer a medal race e torcer para que as europeias não passem da nona colocação entre dez embarcações que estarão na prova neste sábado. Já Jorge Zarif garantiu presença no medal race da classe Finn, mas apenas na décima colocação e não tem mais chances de brigar pelo pódio. O máximo que ele pode evoluir na classificação final é até o quinto lugar.

+CONFIRA TODOS OS RESULTADOS DA COMPETIÇÃO

Scheidt em 12º

Na Laser Robert Scheidt recuperou uma das quatro posições que perdeu na quinta (4) e ficou na 12° na classificação geral. Marcou 117 pontos perdidos contra 55 do líder, Christopher Barnard, dos Estados Unidos. Bruno Fontes e João Pedro Oliveira se mantiveram na 19ª e 60ª colocações.

“Foi por pouco. Claro que gostaria de ter ido melhor e estar na medal race. Por isso, até fica um pouco de gosto amargo na boca. Por outro lado, consegui velejar de uma forma boa em uma flotilha tão forte pela semana inteira aqui na Espanha. Foi a primeira vez, depois dois anos parado, em uma competição tão forte. Então, por ser a primeira competição nessa volta, foi um resultado positivo. Valeu muito ter vindo para a Espanha saio daqui feliz e pronto para retomar os treinos na próxima semana”, explicou o maior medalhista olímpico da história do Brasil, com cinco pódios.

@Sailling Energy

Na Laser Radial, mais duas regatas foram disputadas, completando dez. Gabriella Kidd caiu mais algumas posições e ficou na 47ª. Na Nacra 17, ocorreram as regatas 13, 14 e 15. Samuel Albrecht e Gabriela Nicolino também desceram degraus e ficaram na 23ª colocação. João Siemsen e Isabel Swan fecharam na 26ª.

Na 49er Marco Grael e Gabriel Borges ganharam um posto e subiram para a 27ª posição no geral. Na 470 masculina foram realizadas duas regatas, a nona e a décima. Geison Mendes e Gustavo Thiesen perderam duas posições após um 22º e um 13º lugares. Ficaram em 12º. Já Henrique Haddad e Felipe Brito terminaram no 36° lugar geral.

Mais em Vela