Siga o OTD

Djenyfer Arnold, na etapa de Santo Domingo da Copa do Mundo de triatlo Karlovy Vary

Triatlo

Djenyfer Arnold é a melhor brasileira na etapa do México da Copa do Mundo

Na etapa disputada em Huatulco, Djenyfer Arnold foi a 15ª colocada e terminou com o melhor resultado para o Brasil na prova feminina

(instagram/djenyferarnold)

Djenyfer Arnold é a melhor brasileira na etapa do México da Copa do Mundo

A etapa da Copa do Mundo de triatlo, no México, acabou com as atletas brasileiras fora do pódio. No conhecido circuito de Huatulco, Djenyfer Arnold e Luisa Baptista foram as representantes do país. Conseguindo se manter na parte da frente da competição durante quase todo o tempo, Djenyfer teve o melhor resultado para o Brasil com o 15º lugar.

-Conjunto brasileiro conquista a vaga para os Jogos Olímpicos

Optando por ir com tudo logo no começo, Djenyfer Arnold se manteve entre as primeiras colocadas nos primeiros minutos de prova. Dentro do primeiro pelotão de atletas na natação, a brasileira conseguiu sair do mar junto com as líderes. No ciclismo, mesmo caindo um pouco na classificação, a Djenyfer seguiu puxando a prova e, provavelmente por conta disso, sentiu um pouco na corrida. Desta forma, a brasileira terminou a etapa da Copa do Mundo com o 15º lugar geral.

“Eu gosto muito do jeito que ela se posiciona. Ela vai para frente e coloca a cara a tapa. Mas acho que em algumas provas, ela pode se poupar um pouco. Hoje eu acho que ela se desgastou um pouco no ciclismo e acabou caindo na corrida. Como para ela não valia a vaga em Tóquio, acho que ficou como aprendizagem e experiência”, comentou Bia Neres na transmissão do Canal Olímpico do Brasil.

Foco em Tóquio

Luisa Baptista usou a etapa do México da Copa do Mundo de triatlo para ganhar ritmo de competição. Afastada dos torneios por conta de uma lesão que sobre no começo do ano após uma queda, Luisa não terminou a prova de Huatulco para se poupar na corrida.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

“Eu acho que dá para esperar bastante coisa. Ela e a Victoria Lopes tiveram um grande ciclo olímpico, com bons resultados.Foi bom ela ter voltado a competir depois da lesão. Ela vai iniciar a reta final de preparação agora e é hora de se focar para chegar bem em Tóquio”, disse Marco Laporta também na transmissão do canal Olímpico do Brasil.

Mais em Triatlo