Siga o OTD

Tóquio 2020

Bruna Alexandre avança à semifinal e garante mais uma medalha para o Brasil

Bruna venceu seu segundo jogo e disputa vaga na final na madrugada deste sábado. Israel Stroh é eliminado nas quartas

Bruna Alexandre e Israel Stroh nos Jogos Paralímpicos de Tóquio
(Miriam Jeske/COB)

O Brasil garantiu mais uma medalha no tênis de mesa nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020. Nesta sexta-feira (27), na segunda sessão do dia, Bruna Alexandre venceu seu segundo jogo da fase de grupos e garantiu a vaga na semifinal e o pódio no Japão. Israel Stroh e Paulo Salmin, no entanto, acabaram sendo eliminados nas quartas e oitavas de final, respectivamente. Com isso, o Brasil segue vivo apenas com Bruna e Cátia Oliveira, que também foi à semifinal e garantiu a outra medalha do país na modalidade.

Medalhista de bronze na Rio 2016, Bruna Alexandre confirmou o favoritismo e venceu o segundo jogo da fase de grupos, sem ceder nenhum set até aqui. Desta vez, ela superou Tzu Yu Lin, de Taipei, novamente por 3 a 0, com parciais de 11/8, 11/8 e 11/7.

+Cátia Oliveira garante a 1ª medalha para o Brasil no tênis de mesa no Japão

Com o resultado, Bruna Alexandre terminou a primeira fase na liderança do Grupo B e avançou direto para a semifinal. Assim, como não há disputa pelo bronze, ela já garante mais uma medalha para o Brasil. Agora, ela briga por uma vaga na final na madrugada deste sábado (28), às 1h40 (de Brasília), com adversária a ser definida.

Já Israel Stroh deu adeus aos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Depois de vencer o terceiro jogo da fase de grupos, segundo 100%, ele encarou o chinês Keli Liao nas quartas de final. O brasileiro, medalhista na Rio, saiu na frente, mas acabou sofrendo a virada, perdendo por 3 a 1 (9/11, 11/3, 11/3 e 11/3).

Paulo Salmin e Millena Santos são eliminados

Depois de um grande duelo no último jogo da fase de grupos, buscando a virada após sair atrás por 2 a 0, Paulo Salmin acabou sendo eliminado nas oitavas de final da classe 7 masculina. Diante do alemão Bjoern Schnake, o brasileiro perdeu por 3 a 0, com parciais de 12/10, 11/5 e 11/9.

+ RECEBA NOTÍCIAS NO NOSSO CANAL NO TELEGRAM OU PARTICIPE DO NOSSO GRUPO DO WHATSAPP

Já na classe 7 feminina, não deu para Millena Santos. Depois de perder na estreia, ela precisava vencer o segundo jogo para avançar, mas não conseguiu. Ela acabou sendo derrotada pela sul-coreana Seongok Kim por 3 a 0, com parciais de 11/6, 11/8 e 11/6, e dando adeus aos Jogos Paralímpicos de Tóquio.

Mais em Tóquio 2020

viagra