Siga o OTD

Tóquio-2020: Japão cogita impôr testes obrigatórios e público menor

Tóquio 2020

Japão cogita simplificar Olimpíada por causa da pandemia

Para a realização segura de Tóquio-2020, organização e governo japonês estudam testar atletas e público, que deve ser reduzido

Anéis olímpicos na Baía de Tóquio (Facebook/tokyo2020)

Japão cogita simplificar Olimpíada por causa da pandemia

Mais um capítulo no adiamento de Tóquio-2020. Devido ao impacto da pandemia do novo coronavírus, a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, disse na quinta-feira (4) que pode ser necessário realizar uma Olimpíada “simplificada” no Japão.

“A realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos exige simpatia e compreensão dos moradores de Tóquio e do povo japonês”, disse Koike a repórteres. “Para isso, precisamos racionalizar o que precisa ser racionalizado e simplificar o que precisa ser simplificado”.

+ Sede do Comitê Organizador dos Jogos volta a funcionar

Os comentários de Koike vieram depois que o jornal “Yomiuri” informou que várias opções estavam sendo consideradas pelos organizadores. Entras elas o teste obrigatório de coronavírus e a redução no número de espectadores.

Governadora Yuriko Koike com os mascotes da Olimpíada e Paralimpíada de Tóquio-2020, no Japão, pandemia de coronavírus
Governadora Yuriko Koike com os mascotes da Olimpíada e Paralimpíada de Tóquio-2020 – (Facebook/yuriko.koike.96)

O novo coronavírus já infectou mais de 6,4 milhões de pessoas e matou cerca de 380.000 em todo o mundo. O Japão teve cerca de 17.000 infecções e 900 mortes até o momento.

Em estudo

Ainda segundo o “Yomiuri”, citando fontes do governo e do Comitê Organizador de Tóquio-2020, um dos planos é tornar obrigatório os testes de PCR (reação em cadeia da polimerase) para todos os espectadores, que teriam seu número diminuído para conter a pandemia.

+ Atletas japoneses voltam ao Centro Nacional de Treinamento

Os testes também cobririam atletas e suas equipes, que não poderiam circular livremente dentro e fora da Vila. As cerimônias de abertura da Olimpíada e da Paralimpíada seriam menores. Essas seriam as opções que estão sendo estudadas.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Contudo, o porta-voz de Tóquio-2020, Masa Takaya, não confirmou as informações, mas disse que as partes interessadas estavam procurando maneiras de “otimizar e otimizar o planejamento e os níveis de serviço na preparação para os Jogos. Nesta fase, ainda não temos resultados concretos, mas estamos ansiosos para continuar as discussões”, disse Takaya.

A Olimpíada está programadas para ser realizada de 23 de julho a 8 de agosto do próximo ano, com os Jogos Paralímpicos ocorrendo entre 24 de agosto e 5 de setembro.

Mais em Tóquio 2020