Siga o OTD

Luisa Stefani - Marcelo Demoliner

Tênis

Luisa Stefani e Marcelo Demoliner caem nas oitavas de final em Roma

Stefani perde para cabeças de chave dois, enquanto Demoliver cai pela segunda semana seguida nas oitavas de Masters 1000

(Vincent Brugaro)

Luisa Stefani e Marcelo Demoliner caem nas oitavas de final em Roma

A quinta-feira (13) não foi de bons resultados para o Brasil nas principais competições de tênis. No WTA 1000 de Roma, na Itália. Luisa Stefani e Hayler Carter não mantiveram a boa fase e caíram nas oitavas de final, assim como Marcelo Demoliner e Daniil Medvedev no Masters 1000 de Roma. Além disso, no Challenger de Heilbronn, João Menezes foi eliminado em simples, assim com Felipe Meligeni e Rafael Matos nas duplas. E por fim, Thiago Wild deu adeus ao Challenger de Zagreb. Confira os detalhes abaixo.

+Pepê Gonçalves exalta raízes e está confiante pela medalha em Tóquio

Luisa Stefani e Marcelo Demoliner eliminados na Itália

Nas oitavas de final do WTA 1000 de Roma, Luisa Stefani e Hayley Carter acabaram dando adeus ao torneio. A dupla, que vinha de vice-campeonato na França, foi superada pelas cabeças de chave 2, as tchecas Barbora Krejcikova e Katerina Siniakova, em sets diretos, com parciais de 6/2 e 6/3.

“Duro jogo hoje. Apesar do placar foi muito nos detalhes, tivemos várias chances de quebra, perdemos muitos 40 iguais, o que dificultou e elas abriram bastante o placar. Eu não saquei muito e pequei nos voleios, que é o que faço de melhor. Mas até o fim acreditávamos que poderíamos virar, é questão de um ponto ou outro que fazem a diferença nesses jogos. Agora vamos ter algumas semanas de descanso, vamos recuperar mentalmente e fisicamente. Tem sido uma gira longa e cansativa e vamos tirar coisas positivas e que aprendemos desse último mês para chegarmos firmes em Roland Garros”, destacou Luisa Stefani.

Já nos Masters 1000 de Roma, não deu para Marcelo Demoliner, único representante do Brasil na chave de duplas masculina até então. O brasileiro e o russo Daniil Medvedev foram derrotados nas oitavas pelos franceses Adrian Mannarino e Benoit Paire em sets direitos, com parciais de 6/3 e 7/6 (7-2).

Vale destacar que na última semana, Marcelo Demoliner e Medvedev já haviam feito oitavas de final em mais um Masters 1000, na ocasião, em Madri, na Espanha. Além disso, eles deveriam ter disputado Monte Carlo juntos, mas o russo abandonou por sintomas de Covid-19.

João Menezes e Thiago Wild caem nas quartas

A quinta-feira (13) não foi boa para o Brasil nos challenger. Em Heilbronn, na Alemanha, João Menezes não manteve o bom ritmo e acabou eliminado nas quartas de final. Ele perdeu para o estadunidense, cabeça de chave oito, Mckenzie McDonald por duplo 6/3, em jogo interrompido pela chuva.

“O jogo hoje foi uma loucura. Comecei jogando bem, mas ele virou e fechou 6/3. No segundo, 1 a 0 para mim, choveu. Aí voltou, jogamos 2 a 2, choveu de novo. Mais um retorno, fiz um bom game, 3 a 2, mais chuva. Essa terceira parada foi muito ruim. Mas, enfim, faz parte. Acho que foi um bom torneio. Agora amanhã (sexta) devo ir para a Itália de novo. É seguir firme, com a certeza de que teve muita evolução nessas últimas duas semanas”, explicou João Menezes.

Já na chave de duplas na Alemanha, não deu para Felipe Meligeni e Rafael Matos. Nas quartas de final, os brasileiros acabaram sendo superados por Andre Goransson e Sem Verbeek em sets direitos, com parciais finais de 6/4 e 7/6 (7-5).

No Challenger de Zagreb, Thiago Wild vinha de duas vitórias difíceis e, desta vez, acabou eliminado nas quartas de final. O paranaense encarou o chileno Marcelo Tomas Barríos, atual 243º do ranking, e foi derrotado com parciais de 6/4 e 6/2. A campanha até aqui deve render quatro posições no ranking, fazendo com que Wild vá da atual 126ª colocação para a 122ª.

Thiago Wild - João Menezes
Thiago Wild tem apenas 21 anos (Instagram/thiagoswild)

Brasileiros avançam em ITFs

No principal ITF da semana, o W60 de Saint-Gaudens, na França, Bia Haddad nem precisou entrar em quadra para avançar às quartas de final, já que sua adversária, Diane Parry, desistiu da partida. Assim, a paulista está nas quartas de final e vai encarar a cabeça de chave um do torneio, a suíça Viktorija Golubic.

Ainda entre as mulheres, no ITF W15 de Antalya, na Turquia, a cabeça de chave um, Gabriela Cé, confirmou o favoritismo. Ela derrotou a sueca Caijsa Hennemann por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 6/7 (5-7) e 7/5. Agora, nas quartas, ela encara a atleta da casa vinda do quali, Ilay Yoruk. Além disso, Cé também avançou às semifinais nas duplas.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Seguindo na Turquia, Orlando Luz segue 100% no torneio. O brasileiro venceu o estadunidense Alafia Ayenl por 6/0 e 6/4, avançando para as quartas de final. E nas duplas, Orlandinho e Gabriel Sidney garantiram lugar na semifinal, ao superarem o urugauio Ignacio Carou e o argentino Mariano Navone, por 6/2 e 6/3.

Já no ITF M15 de Prijedor, na Bósnia, Matheus Pucinelli superou o cabeça de chave sete, o sérvio Marko Tepavac, por 6/4 e 7/5 para avançar às oitavas. O mesmo fez João Lucas Reis, tendo vencido o alemão vindo do quali, Tim Heger, pot 6/3 e 7/5.

Por fim, no ITF de Valldoreix, na Espanha, entretanto, não deu para Oscar Gutierrez. Ele foi eliminado nas oitavas pelo atletas da casa vindo do quali, Alex Pujolras, por 7/5 e 6/2.

Mais em Tênis