Siga o OTD

Surfe

Filipe Toledo cai cedo e garante Medina e Ítalo em Tóquio

Filipinho é surpreendido e fica sem chances de conquistar o título mundial e de estar em Tóquio. Gabriel Medina e Ítalo Ferreira irão às Olimpíadas 2020

Filipe Toledo cai cedo e garante Medina e Ítalo em Tóquio

Filipinho é surpreendido e fica sem chances de conquistar o título mundial e de estar nas Olimpíadas de 2020. Gabriel Medina e Ítalo Ferreira avançaram em suas baterias, seguem na luta pelo título mundial e conquistaram o direito de representar o Brasil no Japão.

+ ACOMPANHE A TERCEIRA BATERIA DO SURFE AO VIVO EM PIPELINE

A quarta-feira não começou bem para Filipe Toledo, o Filipinho, em Pipeline, no Havaí. O surfista brasileiro e quarto colocado no ranking mundial foi surpreendido pelo neozelandês Ricardo Christie em sua bateria e ficou sem chances de conquistar o título mundial e também de conseguir uma das duas vagas brasileiras nas Olimpíadas de Tóquio em 2020.

Filipinho caiu diante do neozelandês Ricardo Christie por 11.04 a 9.84. O brasileiro não conseguiu achar uma boa onda e viu seu rival pegar um dos melhores tubos do dia para avançar. Em entrevista a WSL, o surfista demonstrou sua frustração:

“Me sinto cansado. Cansado de colocar pressão em mim mesmo. É difícil, você tem família, patrocinadores… Complicado chegar tão perto e não conquistar seus objetivos – comentou Filipinho

+ INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE

O resultado classificou o atual líder do ranking mundial Ítalo Ferreira para as Olimpíadas de Tóquio em 2020. O brasileiro já havia caído na água no início do dia, vencendo sua bateria contra o também brasileiro. Jadson André por 8.53 a 7.20.

Primeiro a entrar no mar, Ítalo viu suas chances de título aumentarem no final da tarde. Isso porque além de Filipinho, outro concorrente que poderia desbancá-lo acabou sendo eliminado. O sul-africano Jordy Smith, número 2 do mundo, caiu na décima terceira bateria por 9.10 a 7.50 pelo também brasileiro Jessé Mendes.

Em busca do terceiro título mundial, Gabriel Medina começou bem contra o havaiano Imaikalani deVault. Ele ia vencendo com tranquilidade por 17.07 a 6.56. Porém, no final da bateria, Medina levou um susto. Imaikalani pegou uma grande onda e voltou para a competição, com a prioridade da onda.

Os fãs na praia do brasileiro e o técnico Charles Medina demonstravam tensão na praia. Mas o brasileiro conseguiu assegurar a classificação. Vitória por 17.07 a 13.90. Após sair da água, o brasileiro recebeu um prêmio por ter se classificado para os Jogos de Tóquio 2020.

“Eu estou muito feliz. Me classificar para as Olimpíadas era um dos meus sonhos para esse ano. Estou realmente feliz”- declarou Medina a WSL

Nas oitavas, Medina enfrentará o brasileiro Caio Ibelli, que derrotou o australiano Wade Carmichael por 8.84 a 4.43. Confira abaixo a participação de todos os brasileiros que caíram na água nesta quarta-feira no Havaí.

1- Ítalo Ferreira (BRA) 8.53 x Jadson Andre (BRA) 7.20
2- Peterson Crisanto (BRA) 10.17 x Conner Coffin (EUA) 9.77
3- Owen Wright (AUS) 6.00 x Yago Dora (BRA) 11.30
4- Julian Wilson (AUS) 8.30 x Willian Cardoso (BRA) 3.40
5- Filipe Toledo (BRA) 9.84 x Ricardo Christie (NZL) 11.04
9- Gabriel Medina (BRA) 17.07 x Imaikalani deVault (HAV) 13.90
10- Wade Carmichael (AUS) 4.43 x Caio Ibelli (BRA) 8.84
13- Jordy Smith (AFS) 7.50 x Jessé Mendes (BRA) 9.10

Mais em Surfe