Siga o OTD

Sports Network

A CADUCIDADE DO CONTRATO DE CONCESSÃO DO MARACANÃ: O INÍCIO DE UMA NOVA ERA?

A CADUCIDADE DO CONTRATO DE CONCESSÃO DO MARACANÃ: O INÍCIO DE UMA NOVA ERA?

O Complexo do Maracanã passou por mudanças importantes em sua gestão. Em 18 de março de 2019 o Governo do Rio de Janeiro estabeleceu a caducidade do contrato de concessão do Complexo. No mesmo dia, eu fui convidado para compor a Comissão Consultiva Estádio Jornalista Mário Filho – Maracanã que foi constituída por meio do decreto No 46.599 e teve como propósito a elaboração de um chamamento público para a uma futura cessão temporária por meio de um estudo preliminar contendo a identificação, o detalhamento dos serviços mínimos essenciais e o modelo jurídico a ser adotado para manter a continuidade das atividades do Estádio.

Em 12 de Abril de 2019, o governo assina a permissão de uso temporária do estádio do Maracanã, válido por 180 dias, com a gestão compartilhada entre Flamengo e Fluminense, e em 13 de maio eu assumo o cargo de presidente do Comitê de Fiscalização, Gestão e Operação – CFGO – com as atribuições de fiscalizar as obrigações contratuais descrita na permissão de uso do complexo e no decreto No 46.656. 

Um plano consistente para a nova Concessão passa pela elaboração de um planejamento estratégico de médio-longo prazo que garanta sustentabilidade no processo com metas claras e pré-estabelecidas. Um processo como este, inicia-se com um diagnóstico, que tem por objetivo trazer informações que permitam uma ampla discussão no sentido de se buscar soluções e definir uma nova linha estratégica de atuação. 

Como presidente do CFGO e a fim de atender as necessidades do desenvolvimento deste trabalho, eu segmentei a atuação em três departamentos, e com isso eu montei um corpo técnico experiente e multidisciplinar, escolhendo os profissionais específicos para atuar neste projeto.

Abaixo vocês vão encontrar as três áreas de atuação e os respectivos profissionais que ali desenvolveram o trabalho: 

i) Administrativo e Planejamento – Luis Felipe de Moraes Monteiro de Barros – https://www.linkedin.com/in/luis-felipe-monteiro-de-barros-3b7371/

ii) Operações – Jorge Roberto Ehrich de Miranda

iii) Engenharia e Tecnologia – Fernando Cunha da Silva – https://www.linkedin.com/in/fernando-cunha-1218152b/

Como ponto de partida do trabalho e seguindo as diretrizes da Comissão Consultiva e das atribuições do Termo de Permissão de uso, nós identificamos através da ferramenta de gerenciamento estratégico os principais elementos críticos do estádio que permitiriam desenvolver e esboçar uma proposta de valor a fim de obter informações para a sequência do trabalho.

Para isso sentimos a necessidade de identificar as partes envolvidas no processo e a situação atual / senso comum do estádio.

No alt text provided for this image
No alt text provided for this image

Em seguida traçamos os objetivos e os seus benefícios adotando algumas premissas básicas

No alt text provided for this image
No alt text provided for this image
No alt text provided for this image

E por fim identificamos os riscos e ameaças do trabalho. 

No alt text provided for this image

A partir daí este comitê traçou um grupo de entregas que tem como objetivo subsidiar a Comissão Consultiva na formatação da nova proposta de concessão do Complexo do Maracanã com um amplo e consistente projeto de gestão a partir de um novo paradigma de relacionamento com o poder público.

Considerando o senso comum de que o Estádio do Maracanã é um equipamento esportivo que apresenta alto custo operacional e consequentemente um baixo resultado financeiro, a primeira análise feita pela equipe do CFGO foi identificar quais as mudanças significativas que ocorreram com a troca na gestão do Complexo.

Confira o texto originalmente publicado AQUI.

Próximo artigo: Análise da Operação Atual e comparativo com a gestão anterior

Luiz Augusto Brum é formado em Educação Física e se especializou em Gestão Esportiva, Operações de Eventos e Entretenimento. Trabalhou em cargos gerenciais na Copa do Mundo, Olimpíadas e Copa América. Atualmente, é gerente de operação para a Copa América 2020.

Mais em Sports Network