Siga o OTD

Lúcia Araújo Judô Paralímpico Ouro GP Inglaterra

Judô

Lúcia Araújo leva ouro na Inglaterra e se mostra pronta para Tóquio

Judoca conquista segunda medalha seguida em torneios Grand Prix no Golden Score contra rival argentina

Lúcia Araújo leva ouro na Inglaterra e se mostra pronta para Tóquio

O judô paralímpico amanheceu dourado nesse sábado (18), na disputa do IBSA Grand Prix o em Warwick (Inglaterra), o último torneio qualificatório da modalidade, Lúcia Araújo venceu a categoria até 57kg e se garantiu na Paralimpíada do Tóquio.

Dona de duas medalhas de prata em Paralimpíadas (Rio 2016 e Londres 2012), a paulista Lúcia Araújo, que completou 40 anos de idade nesta semana,  venceu dois combates para levar a medalha de ouro.

Primeiro, bateu a italiana Giordano. Na final, fez uma final sul-americana contra a argentina Laura Gonzalez.

+João Victor Teixeira quebra recorde continental durante seletiva paralímpica

Gonzalez tem sido uma rival constante de Lúcia, que levou a melhor em todos os encontros dos últimos anos. As duas se enfrentaram na final do último Parapan, em Lima 2019, e no GP de Baku, disputado em maio, no Azerbaijão – ocasião em que a brasileira faturou a medalha de bronze.

A luta

Na luta desse domingo, Lúcia Araújo foi dominante durante toda a decisão e sempre tomou as iniciativas. Por alguns momentos, chegou a imobilizar a argentina, mas não conseguiu faze-lo para o tempo necessário para que a pontuação fosse computada. Gonzalez se defendeu bem dos ataques da brasileira, no entanto, e a luta foi para o Golden Score.

Aos 22 segundos, Lúcia encaixou um wasari não confirmado inicialmente pela arbitragem. No VAR, a brasileira sagrou-se a campeã da categoria até 57kg.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

“A felicidade já não cabe no peito. Vou voltar ao Brasil com um ouro e um bronze, estou vendo que o trabalho vem sendo bem-feito em todos os sentidos. De todos esses meus anos de Seleção, nunca me senti tão preparada como estou agora”, disse a atleta do Cesec-SP, já projetando a Paralimpíada japonesa.

Além de Lúcia, seis brasileiros competiram nos tatames ingleses: Giulia Pereira (até 48 kg), Maria Núbea Lins e Karla Cardoso (até 52 kg), Thiego Marques (até 60 kg) e Luan Pimentel (até 73 kg). Todos foram derrotados em dois combates e ficaram sem medalhas.

No domingo, nos mesmos horários, será a vez de Alana Maldonado (até 70 kg), Rebeca Silva e Meg Emmerich (mais de 70 kg), Harlley Arruda (até 81 kg), Arthur Silva (até 90 kg), Antônio Tenório (até 100 kg) e Wilians Araújo (mais de 100 kg).

Nesse sábado (18), no  BSA Grand Prix  em Warwick, Inglaterra, Lúcia Araújo venceu a categoria até 57kg e se garantiu nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020
Alana é a campeã mundial no judô paralímpico (Alexandre Schneider/EXEMPLUS/CPB)

Mais em Judô