Siga o OTD

Paralímpicos

Médico de Zanardi diz que não há piora e esperança aumenta

Bicampeão paralímpico, italiano segue em quadro neurológico sério, mas a estabilidade anima diretor do departamento de emergência do hospital

Alex Zanardi, bicampeão paralímpico
Alex Zanardi, bicampeão paralímpico (Facebook/alexzanardiofficial)

Alessandro Zanardi teve uma certa melhora em seu quadro clínico passados dois dias de um grave acidente quando competia na Itália. Segundo o boletim médico do Hospital Santa Maria delle Scotte, em Siena, deste domingo (21), o bicampeão paralímpico “passou a noite em condições de estabilidade cardio-respiratória e metabólica e as funções dos órgãos estão adequadas.”

Em entrevista para a “Agenzia Ansa”, Sabino Scolletta, diretor do departamento de emergência do hospital em Siena afirmou que “comparando a quando Alex Zanardi chegou na sala de emergência, as condições realmente mudaram. O positivo é que quanto mais o tempo passa e as condições permanecem estáveis, a esperança aumenta”.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

“Isso significa – disse Scolletta – que não há retrocesso e isso nos dá grande confiança. Passados dois dias do trauma, acreditamos que as condições clínicas permanecerão estáveis ​​e isso pode nos dar possibilidade de pensar em avaliá-lo neurologicamente “

Ainda segundo o diretor, Alex Zanardi está sempre sedado, intubado e ventilado mecanicamente. “O neuromonitoramento mostrou alguma estabilidade, mas os dados devem ser tomados com cautela porque o quadro neurológico permanece sério.”

Zanardi - Acidente
Zanardi é bicampeão paralímpico (Instagram/zanardiofficial)

Investigações

O celular de Alex Zanardi parece ser o alvo principal da investigação sobre o acidente, ocorrido na sexta-feira (19). Segundo noticiou a “Agenzia Ansa”, a polícia italiana investiga se o paratleta mexia no aparelho no momento

De acordo com uma testemunha que filmava a prova, “após enfrentar uma escalada pedalando com as mãos, no momento da descida, Zanardi pegou o telefone e fez alguns gravações em baixa velocidade, depois guardou-o e continuou a descida até o ponto do acidente”.

A própria polícia afirma ter vídeos do momento da colisão de Zanardi com o caminhão, que sugerem que ele segurava com as duas mãos no guidão de sua bicicleta.

Mais em Paralímpicos