Siga o OTD

Caio Ribeiro ganhou quatro medalhas de ouro na competição em São Paulo (Foto: Daniel Zappe)

Canoagem Velocidade

Caio Ribeiro conquista quatro ouros na Copa Brasil

Atleta foi um dos grandes destaques da Copa Brasil de Paracanoagem, realizada na raia da USP, em São Paulo

Caio Ribeiro ganhou quatro medalhas de ouro na competição em São Paulo (Foto: Daniel Zappe)

Caio Ribeiro conquista quatro ouros na Copa Brasil

Contando com um total de 81 canoístas, um número recorde para a disputa, foi realizada neste sábado (14) o Campeonato Brasileiro Interclubes – Copa Brasil de Paracanoagem. O clube campeão na raia da USP, em São Paulo, foi a ACkC – Associação Caiakagem de Canoagem do Distrito Federal que somou ao todo 319 pontos. Mas o grande nome do dia foi Caio Ribeiro, do Clube de Regatas Flamengo, que conquistou quatro medalhas de ouro.

Caio conseguiu se classificar para quatro finais e subiu no lugar mais alto em todas as disputas. Nos 200m do caiaque (KL3) ele venceu com o tempo de 42s41. Na prova de 500m, ele chegou na frente em 2min02s32.

Competindo também na categoria da canoa havaiana (VL3), Caio fez o tempo de 51s20 na prova de 200m e 2min23s22 na prova de 500m.

“Só alegria, começamos o ano na primeira competição com 4 finais, e conquistando 4 medalhas de ouro. Agradecimentos a todos que colaboraram com essa união ao progresso. É só o início pq esse ano o bicho pega. Próxima parada #roadtotokyo!”, comemorou o atleta em suas redes sociais.

Caio Ribeiro comemora a medalha de ouro na Copa Brasil 2020 (Foto: Arquivo Pessoal)

+INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOTUBE

Luis Cardoso conquista dois ouros

Outro destaque da Copa Brasil deste sábado foi Luis Carlos Cardoso, da AFPSBC. Ele competiu em duas categorias, no VL2 e no KL1 Masculino, ambos na distância dos 500 metros, e saiu com duas medalhas douradas. No caiaque ele fez o tempo de 2min22s02 e no VL2 2min40s1.

Com vaga garantida para Tóquio 2020 ele saiu feliz do campeonato não só por causa do seu resultado, mas também por ver um grande número de atletas na disputa. “Eu fico feliz por ver a cada ano que passa uma nova galera de várias regiões do país vindo para a nossa modalidade. Espero que nos próximos anos outros estados possam abraçar a Paracanoagem e fazer crescer esse esporte no nosso país”, comentou. 

Clubes estreantes

O Instituto Meninos do Lago (IMEL) de Foz do Iguaçu no Paraná é estreante em eventos da Paracanoagem. Para a competição em São Paulo vieram quatro canoístas. Tradicional na disputa da Canoagem Slalom e com um histórico grande de vitórias, o time começou com o pé direito e garantiu a sétima colocação no ranking geral com 68 pontos e garantiu uma medalha de bronze com Alini Priscilla Barth no VL2 Feminino 200 metros.

Outro clube que participou pela primeira vez de uma disputa nacional na Paracanoagem veio lá do Nordeste, o ADECESF – Associação de Desenvolvimento Esportivo Educacional de São Francisco, da cidade de Petrolina, no Pernambuco. A entidade garantiu a oitava posição com 67 pontos e contou com oito canoístas no campeonato.

A equipe que fez mais pontos veio do Distrito Federal, a ACKC – Associação Caiakagem de Canoagem, tradicional na modalidade o clube somou 319 pontos, seguidos pelo Clube de Regatas de Curitiba/PR com 96 pontos e em terceiro o RIOVAA que somou 93 pontos, o evento contou com representantes de 18 associações de várias regiões do Brasil. 

Para Leonardo Maiola, diretor geral da Confederação Brasileira de Canoagem e supervisor da Paracanoagem o evento será o maior em número de atletas realizado até hoje. “É importante destacar todo o trabalho que está acontecendo nos clubes, as associações estão buscando incentivos para realizar a canoagem no dia a dia, porque o evento é o fim de tudo o que eles realizam nos dias treinamentos. Tivemos novas associações e algumas tradicionais que aumentaram o número de atletas, várias provas com raia cheia” explica. 

Mais em Canoagem Velocidade