Siga o OTD

Paralimpíada Todo Dia

Brasileiros estreiam com vitória no 4 Nations de Parabadminton

Pela fase de grupos de suas respectivas classes, Vitor Tavares, Ana Gomes e Adriane Ávila saíram vitoriosos

Vitor Tavares bate em peteca durante o Internacional da Austrália Ocidental de parabadminton. Ele está na final
Vitor Tavares (Ale Cabral-CPB)

O 4 Nations de Parabadminton começou nesta quarta-feira (21), em Glasgow, na Escócia. No primeiro dia de competição, o Brasil contou com cinco representantes em quadra e saiu com o saldo positivo. Pela fase de grupos de suas respectivas classes, Vitor Tavares, Ana Gomes e Adriane Ávila saíram vitoriosos. Rogério Oliveira e Daniele Souza acabaram superados, mas seguem com chance de avançar.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBEXINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

A primeira vitória brasileira em Glasgow foi de Ana Gomes. Na primeira rodada da classe WH1-WH2, Ana derrotou a indiana Melanie Griffith por 2 a 0 (21/6 e 21/10). Como resultado, está na ponta da tabela e fecha a primeira fase contra a japonesa Sarina Satomi, principal cabeça de chave.

Já na classe SL 3 feminina, Adriana Ávila teve a búlgara Emona Ivanova na primeira rodada do grupo B. A vitória veio em dois sets, com parciais de 21/17 e 21/16. Adriane vai defender a liderança da chave no duelo contra a indiana Mandeep Kaur, válido pela última rodada.  

Classificado para Paris-2024 e um dos favoritos à medalha no 4 Nations, Vitor Tavares venceu um duelo duro contra o inglês Jack Shephard na primeira rodada do grupo C da classe SH6. A vitória veio em dois sets, mas parciais de 22/20 e 21/19 foram apertadas. Vitor tem pela frente o francês Maxime Greboval na última rodada.

Revés na estreia

Diferentemente dos compatriotas, Daniele Souza e Rogério Oliveira começaram o 4 Nations de Parabadminton com derrotas. Dessa forma, precisam vencer na última rodada da fase de grupos para sonhar com classificação para a próxima fase. Rogério perdeu do indiano Sukant Kadam por 2 a 1 (18/21, 21/11 e 21/10) SL4. Ele encara Fredy Setiawan, da Indonésia, na próxima partida. Daniele caiu diante da austríaca Henriett Koosz por 2 a 0 (21/6 e 21/15) e agora tem que ganhar da suíça Cynthia Mathez para avançar.

Jornalista recifense formado na Faculdade Boa Viagem, apaixonado por futebol, atletismo, basquete e outros esportes.

Mais em Paralimpíada Todo Dia