Siga o OTD

Paralimpíada Todo Dia

De olho no futuro, CPB anuncia renovação com patrocinador

Com investimentos obtidos graças ao patrocínio com a Brasken, CPB aposta em modalidades sem tradição para potencializar os resultados do Brasil no futuro

De olho no futuro, CPB anuncia renovação com patrocinador Braskem
Mizael Conrado fala na cerimônia em que o CPB anunciou a renovação do patrocínio com a Braskem (Fernando Gavini)

De olho no futuro e disposto a se aproximar cada vez mais da liderança do quadro de medalhas nas próximas edições dos Jogos, o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) anunciou nesta terça-feira a renovação por mais quatro anos do patrocínio com a Braskem para o atletismo. Através da parceria, que começou em 2015 e vai chegar a 11 anos em 2026, a entidade tem apostado no desenvolvimento de modalidades em que o Brasil ainda não tem tradição para potencializar ainda mais seus resultados. Um exemplo disso foi a entrega, na última sexta-feira, de 31 cadeiras de rodas próprias para corridas e 12 petras a representantes de 30 centros de referência espalhados pelo país.

“Essa é a realmente a ideia. A gente tem uma carência de grandes atletas no atletismo em cadeira de rodas e na própria petra, que agora foi inserida no atletismo. A ideia é expandir, já que a gente conseguiu já um padrão bom de desenvolvimento nos esportes em que temos tradição. Então, agora a ideia é que o Brasil, que é um dos países, se você observar no quadro de medalhas, que tem maior diversificação de conquistas de medalhas e de resultados importantes, amplie ainda mais isso para conseguir ser forte em todas as modalidades que estão presentes no programa dos Jogos”, explicou o presidente do CPB, Mizael Conrado.

+Homem mais alto do Brasil, Ninão se destaca em primeiros treinos no vôlei sentado

Em Tóquio-2020, o Brasil faturou 28 medalhas no atletismo dos Jogos Paralímpicos: oito de ouro, nove de prata e 11 de bronze. Das conquistas, no entanto, nenhuma delas veio em provas de pista para cadeirantes. O dirigente, no entanto, não espera que os bons resultados nessa modalidade venham já em Paris-2024. “A gente está pensando lá em 2040, que é quando eu digo que a gente vai realmente disputar com a China. Estamos criando as escolinhas. Esse ano terminamos com 35 centros de referência e vamos chegar a 60 centros de referência pelo Brasil em 2024. A ideia é replicar em cada um desses centros os projetos que a gente tem aqui no CT Paralímpico de modo a atender as crianças e ao desenvolvimento esportivo. Naturalmente a gente forma os professores, mas sem os equipamentos não é possível. Então com patrocínios como o da Braskem é possível distribuir implementos, as cadeiras de atletismo e as petras, o que vai, obviamente, juntamente com os profissionais, potencializar esse desenvolvimento”, aposta.

Marcelo Arantes, vice presidente de marketing e comunicação da Braskem, assina embaixo das palavras ditas pelo presidente do CPB. “O CPB tem claramente mapeado quais são as modalidades em que são mais fortes e também quem é mais forte do que eles no geral. Então, eles estão fortalecendo atividades que possam potencializar o Brasil a ter mais medalhas. Eles têm isso muito bem feito: desde a teia, que é descobrir os paratletas jovens, e até onde querem chegar no longo prazo”, afirmou.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

O pensamento no futuro, no entanto, não quer dizer que o CPB esteja descuidando do presente. Muito pelo contrário! A expectativa é de voltar a estar entre os melhores em Paris-2024. “A gente nunca descuida do hoje, do alto rendimento. Essa é a nossa missão. A expectativa é que a gente possa fazer uma grande campanha em Paris. Vai depender muito do cenário porque a saída da Rússia ou o retorno da Rússia mexe muito com a composição de forças, mas certamente vamos estar entre os sete primeiros”, aposta Mizael Conrado.

Para alcançar a meta de se manter entre os primeiros colocados do quadro geral de medalhas, o desempenho do atletismo do Brasil será fundamental nos Jogos Paralímpicos de Paris-2024. A continuação da parceria com a Braskem contribui para proporcionar mais tecnologia, equipamentos e materiais esportivos do mais alto nível mundial aos atletas paralímpicos brasileiros. Investimentos como esses possibilitam que os atletas participem de mais competições, contem com equipamentos tecnológicos e equipes especializadas contribuindo, cada vez mais, para melhorar seus resultados e desempenho nas pistas e no campo. 

“Primeiramente, tenho muito orgulho de saber que somos o patrocinador privado de maior longa história com o CPB. Não foi difícil renovar porque a gente acredita neles, a gente acredita nos paratletas e na seriedade com que o CPB conduz a gestão e a melhoria e a evolução dos atletas. É um coisa muito voltada para o nosso propósito. A gente acredita muito na transformação das pessoas, no potencial das pessoas e isso materializa muito no patrocínio ao CPB”, resumiu Marcelo Arantes.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Fundador e diretor de conteúdo do Olimpíada Todo Dia

Clique para comentar

Você deve estar logado para postar uma comentário Login

Deixe um Comentário

Mais em Paralimpíada Todo Dia