Siga o OTD

Paralimpíada Todo Dia

Medalhistas de Tóquio participarão das Paralimpíadas Universitárias 2021

Alessandro Rodrigo, Ana Karolina Soares e Thalita Simplício participam da Paralimpíadas Universitárias 2021, que acontece em São Paulo

(Alê Cabral / CPB)

Medalhistas de Tóquio participarão das Paralimpíadas Universitárias 2021

Os medalhistas paralímpicos em Tóquio 2020 Alessandro Rodrigo, Ana Karolina Soares e Thalita Simplício participarão das Paralimpíadas Universitárias 2021, que serão realizadas nesta sexta-feira (17) e sábado (18), no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo. O evento contará com 382 atletas inscritos, que representarão 180 instituições de ensino superior nas disputas de sete modalidades.  

O objetivo das Paralimpíadas Universitárias é estimular a participação dos estudantes universitários com deficiência física, visual e intelectual em atividades esportivas de todas as Instituições de Ensino Superior (IES) do território nacional, promovendo ampla mobilização em torno do esporte.   

Na edição de 2021, haverá disputas em sete modalidades, são elas: atletismo, basquete em cadeira de rodas, bocha, judô, natação, parabadminton e tênis de mesa.  

+ Na estreia do Mundial, brasileiros brilham e garantem vagas nas finais

O paulista Alessandro Rodrigo, 37 anos, bicampeão no lançamento de disco F11 e prata no arremesso de peso F11 nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, será um dos medalhistas presentes no evento. O atleta do atletismo, que é cego devido à toxoplasmose, está no último período do curso de educação física na Universidade de Taubaté e vai disputar as provas de lançamento de disco e arremesso de peso pela classe F11 (para cegos) na Paralimpíadas Universitárias.  

“Todas as competições são importantes independentemente do nível. Eu sou bicampeão paralímpico e estar com outras pessoas para passar experiência e estar feliz é importante. Também poder mostrar que é possível competir e estudar para manter a cabeça ativa. Podemos ir longe em todos os âmbitos. Vai ser muito bom e proveitoso”, afirmou Alessandro.  

Thalita Simplício bronze 200m T11 atletismo Jogos Paralímpicos Paralimpíadas Universitárias Alessandro Rodrigo, Ana Karolina Soares
Thalita Simplício conquistou duas pratas nos Jogos de Tóquio (Takuma Matsushita/ CPB)

Já a velocista Thalita Simplício, 24 anos, conquistou duas pratas nos Jogos de Tóquio, nos 200m e nos 400m, ambos da classe T11 (para cegos). A potiguar cursa o último período do curso de fisioterapia na Universidade Positivo de Natal, no Rio Grande do Norte.  

“Acho importante estar aqui para mostrar que os atletas de alto rendimento precisa pensar em outras fontes de renda para o futuro. Eu não vou viver só de esporte. Isso é uma fase da minha vida. Também deve ser a última vez que disputo as Universitárias porque estou terminando a faculdade. Antes de ir para Tóquio, eu conversei com o Felipe, meu técnico, e me inscrevi”, relembrou Thalita, que perdeu a visão devido ao glaucoma congênito e participará Paralimpíadas Universitárias.  

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK  

Nas piscinas do Paralimpíadas Universitárias estará a medalhista Ana Karolina Soares, 21 anos, que faturou o bronze no revezamento 4x100m livre misto S14 (para atletas com deficiência intelectual). A mineira da cidade Jesuânia, em Minas Gerais, está no segundo período do curso bacharel de educação física na Universidade Unisantanna, em São Paulo.

“Já consegui descansar um pouco depois da viagem e fico muito feliz por poder representar a minha faculdade. Estar aqui e ver outros atletas que me acompanharam e vão se inspirar cada vez mais em mim também me deixa feliz”, apontou a nadadora que disputará os 50m livre, 100m costas, 100m borboleta e 100m peito nas Paralimpíadas Universitárias. 

Mais em Paralimpíada Todo Dia