Siga o OTD

Ícaro Miguel - Raiany - Naiane Rios e Ana Luiza - Casamento

Taekwondo

Vai casar! Falta pouco para atletas do Brasil dizerem ‘sim’

Ícaro Miguel, Raiany Fidelis e Naiane Rios esperam o fim da pandemia para realizarem o tão sonhado casamento

Ícaro Miguel e Raiany, Naiane Rios e Ana Luiza (Olimpíada Todo Dia)

Vai casar! Falta pouco para atletas do Brasil dizerem ‘sim’

Falta pouco para o “sim”. Alguns atletas brasileiros estão perto de mais uma grande conquista. Mas desta vez, não é na carreira esportiva. E desta vez, a cor dourada do prêmio é uma certeza. Ainda em clima romântico do Dia dos Namorados, o Olimpíada Todo Dia conversou com dois casais de atletas que já estão noivos e planejam, assim, o casamento. São eles: Ícaro Miguel e Raiany Fidelis, do taekwondo, e Naiane Rios, do vôlei.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

Ícaro Miguel e Raiany Fidelis

Ícaro Miguel e Raiany Fidelis se conhecem há nada menos do que 10 anos. O esporte foi o cupido deles, que se aproximaram graças as viagens pela seleção mineira quando ainda eram das categorias de base. Em 2015, decidiram compartilhar a vida como namorados.

E cinco anos depois, além de dividirem os anéis olímpicos, eles vão dividir também os anéis do matrimônio. Isso porque a pandemia de coronavírus acabou tendo um lado positivo para o casal do taekwondo.

“Ficamos noivos em plena pandemia. Foi no dia que fizemos cinco anos juntos. O Ícaro resolveu fazer um jantar para não passar batido. Ele preparou tudo sozinho e eu simplesmente achei que era apenas um jantar mesmo. Mas ele já estava com o plano de me pedir em casamento. Fui para o jantar e ele fez o pedido. Foi muito emocionante, porque eu não esperava isso agora. Chorei um pouquinho e foi incrível”, contou Raiany.

+A sintonia e compreensão de casais unidos pelo mesmo esporte

“Como era o nosso aniversário de namoro, ela não desconfiaria se eu fizesse algo, um jantar romântico… E aí aproveitei a data para surpreender com o pedido”, completou Ícaro.

Parceria completa

Não só o esporte uniu Ícaro e Raiany, ele também fortalece a cada dia o relacionamento entre eles. “Ele fortalece nossa relação, porque a cada batalha que enfrentamos dentro do esporte, nos deixa ainda mais próximos no relacionamento”, destacou Ícaro. “Raiany é meu porto seguro. Quando algo está muito difícil, sei que tenho ela para me ajudar. Claro que nem tudo são rosas, mas sei que com ela a meu lado fica tudo mais fácil”.

Ícaro Miguel - Raiany - Taekwondo - Casamento
Juntos no esporte e na vida (Instagram/Raianyfidelis)

“O esporte fortalece a nossa relação, porque estamos tão próximos. Um ajuda o outro e essa parceria e cumplicidade acaba se estendendo dentro e fora do esporte”, acrescentou Raiany. “Acredito que o Ícaro chegou para somar na minha vida. Não me vejo sem ele. É aquele cara que me apoia, que me motiva, que dá bronca quando precisa, mas que está ali para me escutar. Ele é realmente incrível e muito importante na minha vida”.

+Parceria e convivência: atletas que trabalham em casal

A pandemia, no entanto, teve seu lado negativo também. Como o coronavírus fez com que a Olimpíada de Tóquio fosse adiada para 2021, Ícaro e Raiany vão adiar também o casamento. A ideia, assim, é que eles organizem a festança para depois dos Jogos. Quem sabe, com uma medalha de ouro no peito e uma aliança na mão.

Naiane Rios e Ana Luiza

Ícaro Miguel - Raiany - Naiane Rios e Ana Luiza - Casamento
Naiane Rios e Ana Luiza (Instagra/naianerios_)

“Nos conhecemos através de um amigo em comum que disse que íamos nos dar bem”. A frase é da levantadora Naiane Rios e hoje, cerca de cinco anos depois, podemos dizer que o amigo estava certo.

“Nós trocamos mensagens pelas redes sociais e começamos a conversar. Trocamos telefone e um certo dia resolvemos sair pra finalmente nos conhecer pessoalmente. Começamos a namorar em dezembro de 2015”.

+I love you: brasileiras que viram que o amor é o único idioma

Por conta da carreira de Naiane, o namoro teve que conviver com alguns quilômetros de distância. Apesar de Ana Luiza achar que não daria certo esse tipo de relacionamento, o amor cresceu e a união entre as duas amadureceu e se manteve.

“Quando a gente se conheceu e ela entendeu como de fato era minha vida, ela dizia que não iria namorar a distância e que não funcionava isso para ela. Acho que essa distancia nos trouxe ainda mais amadurecimento para entender que independente disso, seguimos juntas construindo nossas ambições individuais e ainda assim, nossa vida juntas”, comentou Naiane.

O namoro superou as distâncias e, assim, no fim de 2019 o pedido de casamento aconteceu. Naiane tomou a decisão de pedir Ana em casamento e recebeu o tão aguardado sim como resposta. Desde então as ideias e os preparativos para o casamento passaram a ser parte do dia a dia do casal, mas tudo ficou para depois.

No meio do casório tinha uma pandemia

Noivado em 2019, casamento em 2020. Essa era a ideia, mas, assim como Ícaro Miguel e Raiany, o coronavírus apareceu. Meses depois do pedido, no entanto, a pandemia mudou todos os planos e fez com que Naiane e Ana tivessem que parar com os preparativos.

“Estamos organizando tudo já. Queríamos que tivesse sido esse ano, mas com o Covid-19 tivemos que adiar. Acreditamos que, apesar do adiamento, vai ser lindo do mesmo jeito. Queremos todo mundo 100% pra estarem juntos com a gente nesse dia tão feliz pra nós”.

Ver essa foto no Instagram

Meu par 💚🌻

Uma publicação compartilhada por Ana Antonini (@anaantonini1) em

Amor e companheirismo

Apesar de terem que adiar a cerimônia de casamento, Naiane e Ana Luiza têm o mais importante quando se fala de um relacionamento, que é o amor. Quando decidiram, em dezembro de 2015, por seguir o caminho do namoro, as duas escolheram dividir a vida. Para a levantadora, a escolha que fizeram há cerca de quatro anos e meio envolve vários fatores.

“Acho que namorar com alguém requer muito cuidado, afinal, são duas pessoas que se entendem juntas, mas ainda assim são seres independentes. Acredito que a vida não faz sentido se não pudermos compartilhar o amor, lembrando que ele possui N formas, então a importância de se ter alguém na vida é poder enxergar tudo pro um outro ângulo. Às vezes esse ângulo vai ser melhor ou vamos julgar sendo pior que o nosso e, por isso, é legal conviver com essas diferenças que nos fazem crescer. Essa é uma das formas que eu vejo a Ana. Alguém que direciona meus pensamentos pra além da minha zona de conforto. Sem falar que poder nos enxergar em nossas companhias para vida inteira é uma ideia que a gente ama”.

Um pouco diferente de Naiane, Ana Luiza é mais tímida nas respostas. Assim, quando perguntada o que pensa quando lembra da noiva, a resposta é direta e clara. “A primeira coisa que eu penso quando lembro da Naiane é amor, companheirismo, vida, família”, finaliza.

Mais em Taekwondo