Siga o OTD

OUTUBRO ROSA: 5 atletas que venceram a luta contra o câncer

Atletismo

OUTUBRO ROSA: 5 atletas que venceram a luta contra o câncer

No OTD Cultural de hoje, celebramos o Outubro Rosa, contando a história de lendas do esporte que superaram essa maldita doença

pandemia do novo coronavírus mudou drasticamente as nossas rotinas. Para evitar a propagação do vírus e ajudar no isolamento social, criamos, em março, o OTD Cultural, com indicações de livros, documentários e filmes esportivos para você aproveitar nessa quarentena.

O quadro virou semanal e agora está em vídeo. Na semana passada, listamos cinco indicações para se aproveitar com as crianças.

Hoje, contamos brevemente a biografia de quatro atletas que venceram o câncer, aproveitando o Outubro Rosa, campanha anual realizada mundialmente  em outubro com a intenção de alertar a sociedade sobre o diagnóstico precoce do câncer de mama

Clique no vídeo acima e assista em primeira mão o programa!

OTD Cultural no Youtube 11 – Especial Outubro Rosa – Quatro biografias de atletas que venceram o câncer

Nas indicações desse dia especial, falamos de duas atletas que venceram com louvor o câncer de mama e de dois homens que também superaram a temida doença.

As quatro biografias do OTD Cultural especial Outubro Rosa são:

  • Martina Navrátilová
  • Lance Armstrong
  • Giba
  • Novlene Williams-Mills

Martina Navrátilová

Martina Navrátilová é uma ex-tenista tcheca que se naturalizou americana em 1981 e que conquistou absolutamente tudo nos mundo do tênis.  Em seu currículo, estão 18 títulos de torineios Grand Slams de simples, 31 Grand Slams de duplas (recorde de todos os tempos), e 10 Grand Slams de duplas mistas. Só isso.

Existem vários livros sobre a sua biografia e sua carreira, mas um dos mais interessantes é  Martina: The Lives and Times of Martina Navratilova, escrito por Adrianne Blue, em 1995. Aborda obviamente a sua carreira profissional, a infância na Tchecoslováquia comunista e seus relacionamentos lésbicos. Navrátilová é uma das maiores ativistas do mundo, não só na luta contra a homofobia, mas também pelo direito dos animais e na busca de ajuda por crianças carentes.

No OTD Cultural dessa sexta-feira (16), para celebrar o Outubro Rosa, lisatmos cinco biografias de atletas que já venceram o câncer
Outubro Rosa: 5 atletas que venceram a luta contra o câncer (divulgação)

O livro não fala da luta da jogadora contra o câncer, uma vez que a doença foi descoberta mais recentemente. Em abril de 2010, Navratilova anunciou que estava com a doença após realizar uma mamografia apontar que seu seio esquerdo continha um tumor, retirado logo depois, em maio retirado em maio.

A atleta declarou que o câncer de mama foi o adversário mais difícil que já enfrentou, principalmente no começo. Mas, como a grande campeã que é, Navratilova venceu essa maldita doença. Para celebrar, a ex-tenista tomou a ousada decisão de escalar o Monte Kilimanjaro, na Tanzânia, e teve que ser hospitalizada após ter um edema pulmonar  causado em altas altitudes.

Lance Armstrong

Essa é uma indicação que tinha tudo para ser unânime e épica mas que vai tratar de uma carreira manchada por conta do doping.

No final de maio, a ESPN americana promoveu a estreia de “Lance”, que conta a trajetória do ciclista americano Lance Armstrong,

Lance Armstrong teve um câncer avançado no testículo, que já havia se espalhado para outras partes do corpo em 1996, e os médicos não acreditavam que ele sobreviveria.

Ele não só sobreviveu, como três anos mais tarde, em 1999, conquistou o primeiro de seus sete títulos do Tour de France – a corrida mais prestigiada e difícil do ciclismo.

Armstrong transcendeu a carreira de atleta, se tornou uma causa, um movimento. Foi responsável por criar uma fundação que contribuía com inúmeras pesquisas contra o câncer.

Porém, o ícone colocou tudo a perder.

Armstorng manchou a sua carreira por admitir a utilização de substâncias ilegais pra vencer seus títulos. Com isso, jogou toda uma trajetória de sucesso na lata o lixo.

O documentário da ESPN conta com entrevistas com Armstrong, atletas companheiros de equipe, familiares e rivais.

Giba

De 2015, “Giba Neles!” é autobiografia escrita em parceria com o jornalista Luiz Paulo Montes cujo título é obviamente inspirado no bordão proferido por Galvão Bueno nas narrações dos jogos da seleção masculina de vôlei,

Quando tinha apenas seis meses de idade, um dos maiores do vôlei mundial foi diagnosticado com leucemia e os médicos lhe davam apenas mais seis meses de vida.

Com 10 meses, durante uma visita ao médico, ele começou a andar, para a surpresa do médico. Sua recuperação durou cerca de um ano. No livro, Giba fala sobre seu diagnóstico de leucemia, de sua relação com a família e de um acidente, aos 11 anos, que fez com que ele tomasse 150 pontos no braço. O livro também traz bastante dos bastidores das vitórias e derrotas do três vezes medalhista olímpico e temas pessoais, como paternidade, família e amigos.

Outubro Rosa: 5 atletas que venceram a luta contra o câncer
Outubro Rosa: 5 atletas que venceram a luta contra o câncer (divulgação)

Novlene Williams-Mills

Para fechar as indicações do especial do OTD Cultural nesse outubro rosa, falamos da jamaicana de 38 anos que é uma das maiores atletas do esporte mais tradicional da ilha do Caribe. O atletismo.

Novlene Williams-Mills é um das maiores velocistas da Jamaica. Grande nome do revezamento 4x100m rasos da Jamaica. Ela ganhou medalha em nas Olimpíadas de 2004, 2008, 2012 e 2016, além de ter ido ao pódio nos campeonatos mundiais de 2005, 2007, 2009, 2011 e 2015.

O único ano que ela passou em branco foi 2013, justamente por conta do câncer de mama.

Naquele ano, a atleta revelou que já havia sido diagnosticada com a doença desde 2012, antes dos Jogos Olímpicos, mas que poucos tinham conhecimento dessa notícia.. Williams-Mills afirmou que participaria da Olimpíada por todos os sobreviventes de câncer de mama ao redor do mundo.

Existe um documentário em inglês no canal do youtube Trans World Sport em que a atleta conta um pouco mais dessa bonita história. Não há legendas em português.

Mais em Atletismo