Siga o OTD

handebol Brasil

Os Olímpicos

Argentina perde a vaga no detalhe e quartas de final estão definidas

Argentina perde a vaga no detalhe e quartas de final estão definidas

Qatar pega a última vaga para as quartas de maneira dramática, enquanto Dinamarca segue dando show. Dinamarca e França vão para as quartas com 6 vitórias numa campanha perfeita.

Grupo I

Já definidos os classificados, os jogos desta segunda-feira foram praticamente para cumprir tabela. O Brasil abriu o dia contra o Uruguai e conquistou sua primeira e única vitória num Mundial muito abaixo do esperado para a seleção. O Brasil dominou por completo a frágil equipe do Uruguai e terminou com vantagem de 18-7 no 1º tempo. No 2º começou mais forte abrindo 24-7. No meio do período, marcou mais 6 gols seguidos e fechou a partida com 37-17. O Brasil teve 73% de aproveitamento nos ataques e 10 jogadores marcaram.

Espanha e Hungria jogaram já classificadas e precisando definir a equipe vencedora do grupo. A Espanha começou bem, abrindo logo um 7-2, mas os húngaros marcaram 5 seguidos e empataram em 7-7. A Espanha forçou bem na 2ª metade do período e abriu 21-14, com 8 gols de Ferran Solé em 8 chutes. No início do 2º tempo, a Espanha marcou 7 seguidos e abriu 28-17. Com enorme vantagem, os espanhóis relaxaram e a Hungria até ameaçou uma reação, mas nem um pouco suficiente pra encostar e a Espanha fechou com 36-28, com o 1º lugar no grupo e uma campanha sem derrotas.

Fechando o dia, Alemanha e Polônia empataram em uma partida sem grandes destaques. No fim do 1º tempo, a Polônia liderava por 12-11 e o jogo seguiu equilibrado até 23-23. Foi uma partida esquecível com apenas um jogador marcando 5 gols, aproveitamento de ataque das duas equipes por volta de 55% e os goleiros aparecendo mais, com 13 defesas de cada lado.

Grupo II

Três equipes disputavam a última vaga para as 4as e a indefinição foi até o fim. No primeiro jogo, Bahrain e Japão se enfrentaram em jogo que não valia nada. Os japoneses abriram bem no 1º tempo vencido por 19-12, com 6 gols de Tatsuki Yoshino. Ele seguiu como destaque japonês no início do 2º tempo marcando mais 3 e a equipe liderava por 22-14. Com 10min pro fim, a vantagem seguia de 8 gols, mas o Bahrain deu uma forçada, mas acabou perdendo por 29-25, terminando em último no grupo sem vitórias.

Argentina x Qatar

O jogo que mais valia era entre Argentina e Qatar. Os argentinos abriram uma ótima vantagem no início e, na metade do 1º tempo, lideravam por 9-4, mas no fim do período o Qatar cresceu e encostou com 13-12. Frankis Marzo empatou pro Qatar na abertura do 2º tempo, mas a Argentina voltou a abrir chegando a 19-15. Só que os argentinos ficaram 8min sem marcar e o Qatar encostou e, faltando 10min pro fim do jogo, virou com 21-20 com 4 gols de Marzo. Jogo nervoso, os dois lados erravam bastante e Rafael Capote brilhou no final, marcando 4 para a vitória qatari por 26-25. Marzo marcou 8 na partida e é o artilheiro do campeonato com 53 gols, 3 a mais que o norueguês Sander Sagosen. Apesar da vitória do Qatar, as duas equipes tinham que esperar o decisão do jogo seguinte para saber quem avançaria e a Argentina precisava de um empate para ir para as 4as.

A Croácia também precisava da vitória para avançar, mas tinha pela frente ninguém menos que a campeã olímpica e mundial Dinamarca. Os croatas começaram bem abrindo 6-4 em 12 minutos, mas logo os dinamarqueses viraram para 9-7 com 20 minutos. Foram 16 gols até o fim do 1º tempo perfeitamente alternados e a Dinamarca terminou com vantagem de 17-15. Só que no 2º tempo, a Dinamarca passou o rolo compressor abrindo o período com 6 gols seguidos e em mais alguns minutos já tinha aberto 10 de vantagem. Seguiu dominando e a superioridade chegou a 14 gols com 32-18. Com o Jogo praticamente definido, a Croácia não tinha muito o que fazer e a Dinamarca venceu por 38-26, mantendo uma campanha perfeita. Com a derrota croata, o Qatar leva a última vaga para as quartas.

Copa Presidente – Grupo I

A Tunísia venceu Angola no único jogo da Copa Presidente do dia por 34-29, garantindo a primeira colocação do grupo e a chance de disputar o 25º lugar contra a Áustria. Pelo lado tunisiano, destaque para os 12 gols de Issam Rzig, para os 74% de sucesso nos chutes ao gol e para as 12 defesas do goleiro Marwene Soussi.

Com isso, temos a definição das quartas de final, que serão disputadas na quarta-feira. Os jogos serão:

Espanha x Noruega
Dinamarca x Egito
França x Hungria
Suécia x Qatar

O Brasil terminou o Mundial na 18ª posição, a pior colocação do país desde o Mundial de 2011 e muito pior que o 9º lugar de dois anos atrás.

Mais em Os Olímpicos