Siga o OTD

Nicholas Santos Oxygen Natação International Swimming League ISL

Natação

Nicholas Santos vence os 50 m borboleta na etapa da ISL

Com a marca de 22s28, Nicholas Santos venceu os 50 m borboleta na ISL. Felipe França e Fernando Scheffer também ficaram entre os primeiros nesta sexta.

(Divulgação/Rômulo Cruz)

Nicholas Santos vence os 50 m borboleta na etapa da ISL

Nicholas Santos segue escrevendo história aos 41 anos de idade. Nesta sexta-feira (10), o nadador brasileiro venceu os 50 m borboleta em mais uma etapa da ISL (International Swimming League), com a marca de 22s38. Além dele, o Brasil também ficou entre os primeiros com Felipe França, nos 100 m peito, e Fernando Scheffer, nos 200 m livre em que foi medalhista olímpico em Tóquio.

Nicholas Santos é um dos melhores atletas do mundo quando falamos dos 50 m borboleta. Na prova desta sexta-feira, o brasileiro ficou entre os primeiros desde o começo e venceu por 0s04, ao terminar com a marca de 22s38. O segundo colocado foi Marius Kusch, com 22s32, e Tom Shields ficou em terceiro com o tempo de 22s57.

Depois de vencer os 50 m peito por 0s01, Felipe França ficou em segundo nos 100 m do mesmo estilo na ISL. Na prova desta sexta-feira, Felipe terminou com a marca de 57s45 e ficou atrás somente de Fabian Schwingenschlogl, que foi o terceiro colocado nos 50 m, que terminou com 56s93. O terceiro lugar da prova ficou com Cody Miller, com 57s51.

Medalha de bronze nos 200 m livre nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Fernando Scheffer voltou a ficar entre os primeiros na prova na ISL. Nesta sexta-feira, o brasileiro terminou a disputa com a marca de 1min42s89 e foi o terceiro. A disputa foi vencida por Aleksandr Shchegolev, com 1min42s26, e Martin Malyutin foi o segundo com 1min42s58.

Outros brasileiros na etapa da ISL

Nos 100 m medley, Leonardo Santos foi o representante do Brasil na etapa da ISL. Na disputa, o nadador terminou com a marca de 52s13 e foi o quarto colocado. Marco Orsi venceu a prova com a marca de 51s32. Já nos 200 m borboleta, Luiz Altamir foi o único representante do Brasil e terminou com a quinta colocação, com o tempo de 1min54s75. Tom Shields foi o vencedor com 1min51s28.

Nos 400 m medley, Leonardo Santos foi o Brasil na prova nesta sexta-feira. Na disputa, o atleta fechou com a marca de 4min09s14, sendo o sexto colocado. Guilherme Basseto disputou os 100 m costas na etapa da ISL nesta sexta-feira. Na prova, o brasileiro fez o tempo de 51s21 e ficou com o sétimo lugar. Robert Glinta venceu a disputa com o tempo de 50s09.

Entenda a ISL

Em 2019, uma competição mudou um pouco o cenário da natação mundial. Diferente do que acontecia nas competições internacionais, onde cada atleta representa seu país, a ISL (International Swimming League) criou uma disputa internacional por times. Um dos nomes brasileiros na competição.

Idealizada pelo bilionário ucraniano Konstantin Grigorishin, a ISL é disputada em piscina curta, de 25 metros, e conta com regras e uma dinâmica única. Ao invés de medalhas, os atletas somam pontos para sua equipe durante as etapas, sem ter pódios para cada prova.

Na disputa dos revezamentos, Felipe França fez parte do 4×100 m medley do DC Trident. Na disputa, o quarteto com o brasileiro ficou com o tempo de 3min35s85 e foi o segundo colocado. A equipe LA Current venceu a disputa, com a marca de 3min34s15, e Toronto Titans ficou em terceiro, com 3min36s92.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Brasileiros na ISL nesse ano:

London Roar – Guilherme Guido e Vinicius Lanza
Iron Aquatics – Nicholas Santos, Guilherme Basseto, Leonardo Santos, Luiz Altamir Melo
DC Trident – Felipe França
Energy Standard – Felipe Lima, Etiene Medeiros
LA Current – Breno Correia, Fernando Scheffer
NY Breakers – Brandonn Almeida
Aquacenturions – Fabio Santi, Marcelo Chierighini, Leonardo de Deus
Tokyo Frog King – Pedro Spajari
Toronto Titans – Larissa Oliveira

Mais em Natação