Siga o OTD

etiene

Natação

‘Dodói’, Etiene celebra Mundial e foca no Troféu José Finkel

Foto: Divulgação / CBDA

‘Dodói’, Etiene celebra Mundial e foca no Troféu José Finkel

A brasileira Etiene Medeiros garantiu que está preparada para a disputa do Troféu José Finkel, em Santos, a partir de terça

A nadadora Etiene Medeiros ainda não conseguiu relaxar após conquistar a medalha de ouro nos 50m costas no Mundial de Esportes Aquáticos, em Budapeste. A pernambucana deu entrevista coletiva nesta quarta-feira (2) em São Paulo e, mesmo doente, garantiu que disputará o Troféu José Finkel. A 46ª edição do torneio acontecerá em Santos, a partir da próxima terça-feira (8).

“É um ano de retomada de ciclo olímpico. Eu sei o quanto um ciclo é desgastante, você tem uma energia que toma durante quatro anos. Eu voltei de Budapeste ontem, estou meio dodói, então a gente tem que se preservar”, apontou Etiene.

Etiene Medeiros em entrevista coletiva em São Paulo. Foto: Júlia Belas / Olimpíada Todo Dia

“O nosso plano é estar dia a dia buscando uma evolução para mim, para a equipe do Sesi. O Finkel vai ser bem gostoso, porque eu vou estar nadando outras provas, nadando no revezamento por equipes. Depois a gente tem o Open, que é a principal competição no final do ano. E em novembro, que a gente quer participar das duas etapas da Copa do Mundo lá no Japão e em Singapura. Então não para, né?”, disse ela.

Medalha pioneira

De volta ao Brasil depois da conquista histórica, Etiene Medeiros ainda se empolga ao comentar a prova. Ela afirmou que, apesar de saber que a competição seria acirrada com a chinesa Yuanhui Fu, não sabia o quanto a prova foi disputada até olhar o cronômetro.

“No momento da prova, a gente não consegue mensurar quem está do lado, se está na frente ou atrás. A gente só sabe mesmo o resultado quando bate na borda e olha o número. É muito automático, eu nem vi que foi por um centésimo”, apontou. Para a brasileira, a euforia ainda é constante, especialmente devido ao momento difícil vivido pela natação brasileira após as Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016.

“Acho que foi um mega resultado para mim, para o Brasil. A nossa natação estava realmente precisando, não só do meu resultado, mas também dos meninos que foram super bem. No primeiro dia, o revezamento foi sensacional, a gente teve um revezamento super expressivo. Assim como o Nicholas, com 37 anos, que para mim é uma inspiração, é um exemplo dentro da nossa natação”, opinou.

Troféu José Finkel

O 46º Troféu José Finkel começa na próxima terça-feira, dia 8 de agosto. O torneio será realizado na piscina olímpica da Universidade Santa Cecília, a Unisanta, e vai até o sábado (12). A competição será disputada em Santos (SP) pela 15ª vez.

O campeonato é o segundo em importância na temporada brasileira, atrás somente do Troféu Maria Lenk. A competição terá a participação de aproximadamente 290 atletas representando 41 agremiações de 13 estados: Bahia, Distrito Federal, Espirito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Mais em Natação