Siga o OTD

Uchimura ginástica artística

Laguna Olímpico

Após testes, Uchimura é liberado para torneio em Tóquio

Astro da ginástica do Japão fez três novos exames para coronavírus, todos foram negativos, e poderá competir no torneio internacional no domingo

O japonês Kohei Uchimura com as medalhas conquistadas na Olimpíada Rio-2016 (Ricardo Bufolin/CBG)

Após testes, Uchimura é liberado para torneio em Tóquio

Uma sensação de alívio tomou conta dos organizadores do Torneio Internacional de ginástica artística, que acontecerá no domingo (8), em Tóquio. A liberação do astro japonês Kohei Uchimura, que havia sido afastado por ter testado positivo para o coronavírus, acabou com as ameaças para a realização do evento. Uchimura fez três testes em hospitais diferentes e por isso foi liberado para competir neste final de semana.

A equipe médica responsável pelo Torneio Internacional Amizade e Solidariedade determinou assim que o resultado anterior era na verdade um falso positivo.

+ O blog está no Twitter. Clique e siga para acompanhar
+ Curta a página do blog no Facebook
+ O blog também está no Instagram. Siga 

A competição servirá para marcar a retomada do esporte olímpico internacional em Tóquio, visando a Olimpíada do ano que vem, adiada justamente por causa da pandemia de Covid-19.

Participarão do evento as equipes feminina e masculina do Japão, Estados Unidos, Rússia e China. O torneio acontecerá no Estádio Nacional Yoyogi, que será utilizado como uma das arenas nos Jogos de Tóquio-2020. Aliás, o evento também testará os procedimentos para a presença de público. Serão vendidos 2.000 ingressos para domingo.

Alívio ou preocupação?

É inegável que a liberação de Uchimura para disputar o Torneio Internacional é motivo de comemoração para os organizadores. Entre eles, Morinari Watanabe, presidente da FIG (Federação Internacional de Ginástica). Em uma recente entrevista à imprensa, Watanabe disse que a competição servirá para “abrir as portas de Tóquio para o mundo”.

Tudo muito bonito, do ponto de vista do marketing. Contudo, traz um ponto de preocupação, quando se pensa nos procedimentos de segurança para os Jogos de Tóquio.

O tal “falso positivo” de Uchimura preocupa quando se pensa na possibilidade – nada descartável, por sinal – de a Olimpíada acontecer ainda sem uma vacina comprovadamente eficaz disponível.

Como ficaria, por exemplo, uma equipe desfalcada em razão de um resultado positivo e, depois da competição, fosse divulgado que o resultado estava errado?

A possibilidade de a Olimpíada de Tóquio acontecer em 2021, mesmo sem o fim da pandemia, é cada vez mais real. Entretanto, é preciso que os organizadores fiquem mais rigorosos quanto a todos os protocolos. Especialmente sobre resultados de exames de coronavírus.

Mais em Laguna Olímpico