Siga o OTD

Lance Armstrong ciclismo

Laguna Olímpico

Documentário ‘Lance’ deixa nu um herói sem caráter

Especial da ESPN retrata de forma impecável a tentativa de Lance Armstrong em contar a “sua verdade” no vergonhoso caso de doping

O ex-ciclista Lance Armstrong, em cena do documentário sobre sua vida, produzido pela ESPN (Reprodução)

Documentário ‘Lance’ deixa nu um herói sem caráter

Os últimos meses de distanciamento social, imposto pela pandemia do coronavírus, ao menos serviram para trazer dois documentários esportivos espetaculares. O primeiro foi “Last Dance”, da Netflix, que conta os bastidores da última conquista de Michael Jordan com o Chicago Bulls. No final de maio, a ESPN promoveu a estreia de “Lance”, que conta a trajetória do ciclista americano Lance Armstrong, disponível em sua plataforma de streaming.

+ O blog está no Twitter. Clique e siga para acompanhar

Com direito a entrevistas com Armstrong, colegas de equipe, familiares e até desafetos, “Lance” mostra desde a luta do americano para derrotar o câncer, passando pela glória das sete vitórias na Volta da França e até chegar ao fundo do poço, quando ele confessou que todas as conquistas foram obtidas com ajuda do doping.

Só que enquanto o documentário da Netflix conta uma jornada de glórias, mesmo com um personagem tão complexo como é Jordan, a produção irretocável da ESPN desnuda sem dó Armstrong, expondo sua dificuldade em aceitar seu papel de maior trapaceiro da história do esporte.

+ Curta a página do blog no Facebook

Incrível como aquele que durante muito tempo foi responsável por popularizar o ciclismo com vitórias espetaculares, intercaladas com sua batalha vitoriosa contra um câncer e a criação de uma fundação, seja tão descolado da realidade. É significativo quando Armstrong se vira para a documentarista Marina Zenovich, diretora do programa, e diz sem pestanejar. “Eu não vou mentir para você, Marina. Eu vou te contar a minha verdade”.

O problema é que mesmo sete anos depois de confessar que utilizou substâncias proibidas ao longo de sua carreira, Lance Armstrong ainda tem enormes dificuldades em lidar com o conceito da verdade. Quando o documentário contrapõe suas falas atuais com depoimentos de ex-companheiros, a reconstrução da imagem que Armstrong tenta fazer ao longo dos dois episódios cai por terra.

Lance Armstrong documentário
O documentário “Lance”, da ESPN (Reprodução)

Aliás, “reconstrução” talvez seja a palavra que melhor possa definir “Lance”. Uma tentativa (frustrada, na minha opinião) de Armstrong em reencontrar o seu lugar de protagonista, sem fazer a necessária autocrítica sobre toda a patifaria que protagonizou.

+ O blog também está no Instagram. Siga

O único momento de sinceridade em toda a série é quando o americano conta sobre a visita que fez ao alemão Jan Ulrich, seu grande rival nos tours europeus. Também eliminado do ciclismo por doping e abalado psicologicamente, Ulrich estava internado em uma casa de repouso. Ao falar sobre Ulrich, Armstrong travou e ficou visivelmente emocionado.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NOINSTAGRAM E NO FACEBOOK

Imperdível para quem gosta de esporte ou para quem só quer entender um pouco mais do maior escândalo do esporte mundial deste século, o documentário de Lance Armstrong escancara uma pessoa que ainda não sabe lidar com a destruição de sua condição de ídolo.

Mais em Laguna Olímpico