Siga o OTD

Jogos Sul-Americanos

Brasil conquista 6 ouros no último dia do Sul-Americano de Praia

Brasil conquista 6 ouros no último dia do Sul-Americano de Praia

O Brasil encerrou o Sul-Americano de Praia Rosário 2019 com chave de ouro. Neste sábado, 23, foram seis medalhas douradas, além de quatro pratas e dois bronzes. Os títulos vieram no individual feminino, duplas femininas, masculinas e mistas do tênis de praia, no beach soccer e no Stand-Up Paddle. A vela também subiu ao pódio quatro vezes. No último dia da competição na Argentina, o Time Brasil totalizou 12 medalhas, sendo seis ouros, quatro pratas e dois bronzes, terminando a competição com um total de 25.

O Time Brasil foi representado por 62 atletas na competição, sendo 37 homens e 25 mulheres, em nove modalidades: beach soccer, esqui aquático, handebol de praia, maratona aquática, surfe (stand-up paddle), tênis de praia, triatlo, vela e vôlei de praia. Na Cerimônia de Encerramento, Lena Ribeiro será a porta-bandeira.

No beach soccer, o Brasil não sentiu a pressão de enfrentar os donos da casa numa arena lotada e goleou a Argentina por 8 a 1 na decisão, conquistando o ouro pela quarta vez em quatro edições dos Jogos Sul-Americanos de Praia. Os gols foram de Felipe (2x), Datinha (2x), Anthonio, Thanger, Rodrigo e Nelito. A campanha até a final contou com vitórias sobre Uruguai por 5 a 4 no primeiro jogo, Chile por 10 a 4 nas quartas-de-final e Colômbia por 7 a 4 na semifinal.

“Muito feliz pela partida, pela atuação da nossa equipe. Graças a Deus, pude ajudar com dois gols. A atmosfera dessa competição, a torcida foi incrível. Muito obrigado COB pela logística, pelos serviços, pelo apoio, pela estrutura que ofereceu a todos os atletas. Foi uma experiência única que tivemos nesse torneio”, disse Felipe, um dos artilheiros da partida.

No tênis de praia, foram mais cinco medalhas. E o grande nome da modalidade em Rosário foi mesmo Rafaella Miller. A tenista faturou três ouros. Ao lado de Thales Santos, venceu Guedez Maluf/Diaz Mosquera, de Aruba, por 2 a 0 (6×3, 6×1), nas duplas mistas. Em parceria com Joana Cortez, atropelou as venezuelanas Rios/Carrero na final das duplas femininas com um duplo 6×0. E no individual feminino, superou a compatriota por 2 a 0 (6×3, 6×1) e ficou com o ouro.

“Estou muito feliz depois da maratona de ontem, em que tivemos vários jogos. Achei que ia estar mais cansada hoje, mas me senti superbem em quadra. Eu e a Joana nos conhecemos muito bem, jogamos juntas há muito tempo e eu soube aproveitar bem as oportunidades”, disse Rafaella, depois da decisão no individual feminino.

Thales também garantiu três medalhas. Além das duplas mistas, foi prata no individual ao ser derrotado na final pelo venezuelano Ramon Guedez, mas se recuperou nas duplas masculinas e, ao lado de Marcus Vinicius Ferreira, venceu Castro/Samardzic, de Aruba, por 2 a 0 (7×5, 6×2).

“Vim com a expectativa de chegar em todas as finais. E cumprimos o objetivo de conseguir as medalhas em todas. Realmente, saio bem satisfeito, é um torneio que a gente joga defendendo o Brasil, são poucos no ano, então, viemos com muita vontade de representar bem e foi um sucesso”, disse Thales.

Na vela, o último dia em Rosário reservou quatro medalhas. O destaque foi a classe RS:X em que o Brasil conquistou duas pratas com Larissa Schenker e Brenno Francioli. Na laser radial, bronze para Gabriella Kidd. Mesma medalha de Ricardo Bittencourt na laser. Na snipe mista, Amanda Sento Sé e Martin Lowi terminaram na quinta colocação.

“Todo mundo aqui da vela ficou muito feliz com o desempenho da modalidade. Temos muito que evoluir ainda, mas estamos satisfeitos em ter conquista quatro das cinco medalhas possíveis. O planejamento feito pelo COB, a estrutura e a organização, fizeram total diferença no nosso resultado”, disse Brenno.

O Time Brasil encerra os Jogos Sul-Americanos de Praia Rosário 2019 com 26 medalhas conquistadas. Foram 11 de ouro – Ana Patrícia/Rebecca no vôlei de praia, handebol de praia masculino, Arthur Santacreu e Aline Adisaka no sprint e Lena Ribeiro na prova técnica e de longa distância do SUP, beach soccer, Rafaella Miller, duplas feminina, masculina e mista do tênis de praia -; nove de prata – Mariana Nep no wakeboard, revezamento misto das maratonas aquáticas, handebol de praia feminino, Vinnicius Furtado na prova técnica e de longa distância do SUP, Thales Santos e Joana Cortez no tênis de praia, Larissa Schenker e Brenno Francioli na RS:X – ; e seis bronzes – Adrielson/Renato do vôlei de praia, Arícia Peree nos 10km da maratona aquática, Marcelo Giardi no wakeboard, Juliana Negrão no slalom do esqui aquático, Gabriella Kid na laser radial e Ricardo Bittencourt na laser.

Mais em Jogos Sul-Americanos