Siga o OTD

Pan 2019

Argentina erra menos, vence Brasil e fica com o bronze no vôlei

CBV

Argentina erra menos, vence Brasil e fica com o bronze no vôlei

Na decisão da medalha de bronze do vôlei feminino nos Jogos Pan-Americanos de Lima, o Brasil enfrentou a Argentina, na manhã deste domingo (11). Errando menos e mais decisiva na reta final das parciais, seleção argentina faz 3 sets a 0 na brasileira e fica com o bronze.

“Poderíamos ter rendido mais, acabamos não cumprindo o que foi combinado taticamente. Foi um jogo bem atípico nosso, estávamos bem abaixo, mas tudo faz parte de um processo, de um amadurecimento, de um aprendizado”, comentou Lorenne.

“Eu já esperava esse nível em função das seleções virem para os Jogos Pan-Americanos de Lima com suas equipes que disputaram Liga das Nações e Pré-Olímpico e, por não terem chegado nas fases finais, vieram jogar aqui. Acho que a participação delas foi de regular para boa,. Claro que queríamos um resultado melhor, mas é um grupo jovem, interessante, que lutou e tentou tudo que poderia. Vamos ver elas na Seleção Brasileira daqui há alguns anos”, disse José Roberto Guimarães.

O jogo

No primeiro set o Brasil demorou para acordar na partida e com isso as argentinas abriram 6 a 2 ainda nos primeiros pontos. Porém, logo na sequência, as brasileiras responderam e chegaram na primeira parada técnica perdendo de 8 a 7. Na volta, a seleção argentina chegou a abrir uma vantagem, mas as comandadas de José Roberto Guimarães logo encostaram e, com dois aces de Lorenne, passaram a frente com 15 a 13.

No terço final dos pontos, os altos e baixos dos dois lados seguiram. Brasil e Argentina se alternaram com sequência de pontos e tiveram a chance para fechar a parcial. Já no vai a dois, as argentinas conseguiram um ace com a ajuda rede e em um erro de ataque de Lorenne fecharam em 26 a 24.

Na segunda parcial, a equipe brasileira começou errado menos e chegou na primeira parada técnica em vantagem, com 8 a 6, até o jogo desandar para as brasileiras. Após uma marcação errada da arbitragem, na visão do Brasil. Macris, como capitã, se dirigiu ao árbitro para reclamar, mas ele não deu ouvidos e autorizou o saque, que quando realizado pegou toda a Seleção Brasileira fora de posição, situação que deu mais um ponto para a Argentina.

Revoltado com a marcação, José Roberto Guimarães jogou a bola mais próxima de si para o mais longe possível e acabou recebendo o cartão vermelho, que deu mais um ponto para a Argentina. Depois disso não havia muito o que fazer. Completamente fora da parcial, o Brasil foi um adversário fácil e as argentinas fecharam em 25 a 20, abrindo 2 a 0 no confronto.

No terceiro set, o Brasil entrou sabendo que era tudo ou nada e a Argentina queria fechar o confronto a qualquer custo. Com isso, o primeiro terço dos pontos foi extremamente igual, com as brasileiras chegando na parada técnica em vantagem, com 8 a 7. A partir deste momento, as argentinas passaram a atuar de maneira superior.

Sacando, atacando e bloqueando melhor que o Brasil, a Argentina tomou a frente do marcador e caminhou para a vitória. Apesar das tentativas brasileiras de voltar para o jogo, as argentinas foram melhores e fecharam em 25 a 20, vencendo o duelo.

GUIA PAN 2019 CALENDÁRIO    NOTÍCIAS

Mais em Pan 2019