Siga o OTD

Marcio Appel cce concurso completo de equitação

Hipismo

CCE reúne grandes nomes nacionais em São Paulo

Com provas de Adestramento, Salto e o emocionante Cross Country, Concurso Completo de Equitação vai agitar o Clube Hípico de Santo Amaro neste final de semana

O cavaleiro olímpico Marcio Appel é o grande destaque da disputa no CCE (Duilio Andrade)

CCE reúne grandes nomes nacionais em São Paulo

‘Triatl equestre’ composto das três modalidades hípicas olímpicas, o CCE (Concurso Completo de Equitação) vai invadir o fim de semana no Clube Hípico de Santo Amaro, em São Paulo. São 85 conjuntos inscritos para competir no Campeonato Paulista e na Copa Santo Amaro de CCE, que terão o cavaleiro olímpico Márcio Appel em destaque.

No sábado (5), serão realizadas as provas do Adestramento e Salto. No domingo (6), será a vez do Cross Country. Participam atletas olímpicos, campeões brasileiros, estaduais, o campeão Junior sul-americano, atletas militares e a nova geração de praticantes.

As competições reúnem de mini-mirins a cavaleiros masters e é dividida em níveis de dificuldade que começam com 0,50 m, 0,70 m, 0,90 m, além das provas de 1, 2 e 3 estrelas, sendo essa última a mais técnica e exigente.

Do Salto ao CCE

Márcio Appel, cavaleiro de Salto por vários anos, se encantou pelo Concurso Completo de Equitação assistindo os Jogos de Londres-2012. Quatro anos depois, nos Jogos do Rio-2016, ele já fazia sua estreia olímpica e, hoje, é forte candidato a voltar a representar o Brasil em Tóquio-2020.

Márcio Appel na prova do Cross Country em Lima-2019 (Divulgação/CBH)
Márcio Appel na prova do Cross Country em Lima-2019 (Divulgação/CBH)

Ao longo dos oito anos dedicados ao esporte, Márcio Appel soma várias conquistas no CCE e também no Adestramento, onde passou a competir para aperfeiçoar sua performance nas pistas.

+ Brasileiros passam em branco em concursos na Europa

Appel é um exemplo de como o CCE vem conquistando atletas de outras modalidades.

A nova geração

Competindo nas provas de níveis a partir de 0,50 m até 3 estrelas, distribuem-se mini-mirins, mirins, pré-junior, Junior e Young riders. Um dos destaques é Lucca Martins Pereira Lima, campeão sul-americano Junior que, montando Forever, vai competir no 3 estrelas, o nível de mais alto rendimento da modalidade.

Lucca Martins Pereira Lima cce concurso completo de equitação santo amaro
Lucca Martins Pereira Lima: campeão sul-americano Junior (Duilio Andrade)

Na pista também vão estar descendentes de competidores, caso dos irmãos Giovana, Valentina e Enrico, filhos do cavaleiro olímpico e medalhista pan-americano Seguei Fofanoff, o Guêga, de Ribeirão Preto, interior de São Paulo.

Potência do esporte na América do Sul

Introduzido no país em 1922 pelo Exército Brasileiro, com o objetivo de preparar cavalos para a guerra e praticado exclusivamente por militares por seis décadas, o Concurso Completo de Equitação ganhou a simpatia dos civis a partir da década de 1980, em especial dos cavaleiros que praticavam o hipismo rural.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

Nos anos 1990, o Brasil conquistou o status de maior potência da modalidade na América do Sul, condição que mantém. Já são oito participações em olimpíadas desde 1948. Sete pan-americanos, onde soma oito medalhas entre ouro, prata e bronze; Campeonatos Sul-americanos, onde o Brasil é o país que mais títulos conquistou na competição, e nas oito edições dos Jogos Equestres Mundiais, desde 1990.

Mais em Hipismo