Siga o OTD

Eduardo Menezes e H5 Elvaro em ação no Tryon

Hipismo

Brasileiros vivem dia recheado e sem brilho no hipismo

Nas competições 3 estrelas, as de maior nível do dia, os cavaleiros do Brasil acabaram não conseguindo grande destaque

Eduardo Menezes obteve o melhor resultado do dia em provas 3 estrelas (Tryon /sportfot)

Brasileiros vivem dia recheado e sem brilho no hipismo

A sexta-feira (7) foi mais um dia agitado para o hipismo brasileiro em competições internacionais. Nos principais eventos do dia, válidas pelo Concurso de Salto Internacional 3 estrelas de Opglabbeek, na Bélgica, Eduardo Pereira de Menezes e Yuri Mansur foram os destaques representando o país.

Na mais concorrida do dia, de 3 estrelas com obstáculos de 1,40 m, com 106 competidores, o cavaleiro Eduardo Menezes conseguiu a 12º colocação ao montar H.Big Action e obteve o destaque entre as quatro participações brasileiras no evento.

+ Adestramento e CCE sonham, mas só salto tem chance de medalha

O próprio Eduardo esteve na prova em outro conjunto formado com Lord van het Moleneind e encerrou na 72ª posição. Outro brasileiro que participou com dois conjuntos diferentes, Marlon Modolo Zanotelli acabou não conseguindo destaque e encerrou com as 50ª e 54ª posições.

No outro torneio de hipismo de nível 3 estrelas na cidade belga, o Brasil conseguiu o seu melhor resultado com o conjunto formado por Yuri Mansur e o cavalo Vitiki, que encerraram a competição com obstáculos de 1,45 m, com o 16º melhor tempo. Marlon Modolo Zanotelli  e Eduardo Pereira de Menezes também participaram do evento e acabaram com as 56ª e 80ª posições, respectivamente.

A cidade de Opglabbeek também foi palco de torneios de hipismo de nível 1 estrela no Concurso Internacional com a presença de brasileiros. O grande destaque novamente ficou com Yuri Mansur, que conseguiu a quinta colocação no concurso com obstáculos de 1,35 m ao montar Humberto Ask.

Marlon Modolo Zanotelli ainda disputou duas competições no dia. No evento contra- relógio com obstáculos de 1,30m, o brasileiro foi o 14º melhor concorrente ao montar Danna RJ. Já no concurso de duas voltas novamente com obstáculos de 1,30m, o cavaleiro montou Corsica de Greenbay Z para ficar com o 15º lugar.

Felipe Nagata garante pódio no Grand Prix Príncipe de Mônaco hipismo
Felipe Nagata esteve em ação na França nesta sexta (Reprodução/Facebook)

Nice

Há alguns quilômetros de distância, em Nice, na França, outros dois brasileiros representaram o país em com em competições de nível 1 estrela do Concurso de Salto Internacional. Felipe Coutinho Nagata ficou com a quarta colocação ao montar George BC no evento contra relógio com obstáculos de 1,35 m. O tempo do conjunto foi de 68s75 sem penalidades.

Outro brasileiro no evento, Flávio Abreu Fernandes ficou com o sétimo melhor tempo ao finalizar o percurso com o tempo de 76s50 montando Cayenne 244.

Eschweiler

Na Alemanha, a cidade de Eschweiler também foi palco de uma série de competições do hipismo internacional com a presença de brasileiros. O resultado de maior destaque foi obtido por Francisco José Mesquita Musa, que montando Corlensky Imperio Egipcio obteve o quarto lugar no contra relógio de obstáculos de 1,40m.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Luiz Felipe Cortizo e Felipe Amaral também participaram do evento, porém não obtiveram destaque, ficando com a 17ª e 49ª colocações.  A dupla ainda participou do evento de duas estrelas com obstáculos de 1,35m e novamente não conseguira figurar nas primeiras posições. Luiz Felipe Cortizo ficou novamente na 17ª posição enquanto Felipe Amaral obteve o 20º melhor tempo.

Querétaro

O México foi outro país a receber alguns dos melhores cavaleiros do mundo para competições de nível 2 estrelas no Concurso de Salto Internacional de hipismo. Dos três brasileiros na competição com obstáculos de 1,40m realizada na cidade de Querétero, o destaque ficou Rodrigo Lambre, que participou com três conjuntos diferente para conseguir a quinta colocação montando Di Pleasure e conseguir o tempo de 32s32.

Outros dois cavaleiros tupiniquim, Bruno Cavaleiro ficou com o 26º melhor tempo com o melhor resultado de seus dois conjuntos e Felipe Marcondes ficou apenas na 39º colocação.

Mais em Hipismo