Siga o OTD

Futebol

Corinthians goleia e vai à final da Libertadores; Adriana sofre racismo

Sem dar chance, Corinthians fez 8 a 0 no Nacional e se garantiu em mais uma decisão de Libertadores feminina. Após marcar um dos gols, atacante Adriana foi chamada de “macaca” por uma adversária.

Corinthians final Libertadores feminina
Divulgação Corinthians

Em busca do tri! Em mais uma partida pela Libertadores feminina de 2021, o Corinthians goleou. Na semifinal, disputada nesta terça-feira (16), o time paulista não tomou conhecimento do Nacional, do Uruguai, e fez 8 a 0. Com o resultado, a equipe segue em busca do terceiro título continental e terá o Independiente Santa Fé pela frente. No meio do segundo tempo de partida, quando o duelo já estava definido, a atacante Adriana foi vítima de racismo. Após a partida o time brasileiro se posicionou e uma atleta, que não teria sido a que realizou a insulto, do clube uruguaio pediu desculpas públicas em entrevista.

+Tabela completa da Libertadores Feminina

O jogo

Como acontece na maioria dos jogos da equipe na atual temporada, o Corinthians passou os primeiros minutos pressionando o Nacional. Usando muito as pontas do ataque, principalmente com Portilho, o time paulista incomodou bastante e conseguiu abrir o placar. Logo aos 10 minutos, Yasmim cobrou o escanteio e Campiolo subiu mais que a defesa para tocar de cabeça e abrir o placar.

Após abrir o placar, o Corinthians seguiu no ataque e com o domínio das ações durante um período. Com o decorrer do primeiro tempo, o Nacional passou a se lançar ao ataque, apostando principalmente nos lançamentos longos e cruzamentos, mas a goleira Kemeli conseguiu fazer as defesas com tranquilidade e a primeira etapa acabou com 1 a 0 no placar para as brasileiras.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Na segunda etapa, o Coritnhians resolveu a partida em menos de cinco minutos. Primeiro, aos três minutos, Diany recebe na entrada da área, limpou a marcação e finalizou colocado para fazer o 2 a 0. Depois, aos seis, Adriana puxou o contra-ataque, finalizou, pegou o rebote e cruzou para Vic Albuquerque fazer o 3 a 0.

Com a desvantagem no placar, o Nacional buscou mais o ataque e o Corinthians matou o jogo. Aos 15, Tamires fez a jogada pela esquerda, cruzou, a goleira errou e Portilho apareceu na segunda trave para fazer o 4 a 0. Sem deixar as uruguaias respeirarem, o time paulista fez mais um. Aos 19, Andressinha cruzou, Vic Albuquerque arrumou e Jheniffer finalizou para fazer o 5 a 0.

Na sequência, o Coritnhians não tirou o pé. Em cobrança de penalidade máxima, Adriana fez o sexto gol do time brasileiro na competição. Após o gol, as jogadoras do time paulista relataram xingamentos racistas da equipe uruguaia. Quando a partida foi retomada, o sétimo foi marcado. Aos 36, Juliete recebeu na entrada da área e finalizou colocado para deixar sua marca.

No apagar das luzes, o oitavo saiu. Aos 43, após jogada coletiva, a bola sobrou para Grazi e a volante tocou por cima na saída da goleira para fazer o 8 a 0.

Por fim, vale lembrar que do outro lado da chave, o Santa Fé já está garantido na final. A equipe eliminou a Ferroviária, campeã no ano passado nos pênaltis, adiando o sonho do tri das Guerreiras Grenás. A decisão será, então, neste domingo (21), às 20h (de Brasília), no Parque Central, em Montevidéu (Uruguai).

Posicionamento após racismo

Após o gol de Adriana, jogadoras do Corinthians e integrantes da comissão técnica do time brsasileiro relataram injúrias raciais de uma jogadora do Nacional. Na entrevista pós jogo, a atleta do clube uruguaio pediu desculpas públicas sobre o que aconteceu. Através do seu site, o time brasileiro divulgou uma nota oficial, que está reproduzida na íntegra abaixo.

“Queria falar sobre o lance do pênalti, uma causa que a gente trabalha tanto para que não aconteça. Não vi o que ela falou, mas vi que quem escutou se sentiu mal, depois que as meninas me contaram, me senti mal, nunca passei por uma situação dessas. A gente trabalha para que não aconteça, numa competição assim ainda pior. Espero que ela respeite o nosso trabalho, que não aconteça com ninguém, é uma sensação horrível. Espero que ela respeite e que isso não aconteça com ninguém”, disse Adriana após a partida.

A nota do Corinthians

O Sport Club Corinthians Paulista tomou conhecimento do relato das atletas do futebol feminino a respeito de injúria racial ocorrida na semifinal da Libertadores, a qual repudia veementemente. O clube se solidariza com Adriana e as demais jogadoras e, de imediato, presta a elas todo o apoio necessário.A delegação feminina contará com todo suporte jurídico cabível para a apuração necessária e a punição contundente desse ato inaceitável.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Futebol