Siga o OTD

Simone Jatobá seleção feminina sub-17 futebol

Futebol

Simone Jatobá avalia retomanda de treinos da seleção Sub-17

Técnica apontou a parte física como o primeiro grande desafio do perído de retomada, que foi de 12 de agosto até quarta-feira na Granja Comary

Período de treinamentos foi de 12 de agosto até 9 de setembro (Laura Zago/CBF)

Simone Jatobá avalia retomanda de treinos da seleção Sub-17

A seleção feminina Sub-17 de futebol encerrou o período de treinamentos na Granja Comary, em Teresópolis (RJ). A preparação marcou o reinício das atividades após paralisação desde março deste ano devido à pandemia do coronavírus. Técnica da equipe, Simone Jatobá avaliou a retomada, visando o Campeonato Sul-Americano previsto para novembro, no Uruguai.

O período de treinamentos teve início no dia 12 de agosto e foi encerrado na quarta-feira (9). Durante o período, a equipe recebeu a visita de Pia Sundhage, técnica da seleção principal.

De acordo com Simone Jatobá, o principal obstáculo no retorno foi retomar a parte física ideal, após cinco meses sem jogos. A comissão técnica elaborou um protocolo detalho para auxiliar nas atividades nos gramados. O trabalho foi coordenado pelo preparador físico Thiago Rezende e o fisiologista João Guilherme Chiminazzo.

“Quando você começa um trabalho, você realmente vê muita diferença. Por exemplo, a gente treinou três dias entre exames e trabalho físico. E no quarto e quinto dia elas estavam exaustas, com dores até no cabelo (risos). Então você vê que o processo é muito mais lento, temos que ter essa compreensão”, analisou Jatobá.

Simone Jatobá seleção feminina sub-17 futebol
Parte física foi desafio para a retomada dos treinos (Laura Zago/CBF)

Reuniões virtuais e parte mental

Apesar do hiato considerável de treinos presenciais, a seleção feminina Sub-17 de futebol manteve contato durante com reuniões virtuais entre atletas e comissão. Segundo a treinadora, isso foi fundamental para traçar metas e preparar as jogadoras para o retorno das atividades.

Simone Jatobá também exaltou a força mental demonstrada por suas comandadas neste período delicado.

+ A importante reflexão sobre mulheres no comando

“Antes de chegarmos aqui na Granja, a gente já estava em um período com reuniões, no mínimo, cinco vezes na semana. Com a comissão sempre colocando seus pontos, dizendo no que poderíamos melhorar, quando chegássemos aqui, o que poderíamos fazer. Foi muito bom para as atletas, estão se conhecendo melhor psicologicamente. Foi muito bacana e válida essa experiência que estamos tendo nesse período difícil”, destacou a técnica do Sub-17.

Evolução

Esta foi a sexta convocação de Simone Jatobá no comando da feleção feminina Sub-17. A treinadora elogiou a evolução da equipe nesse período. De acordo com a comandante, o time apresentou uma melhora no padrão do futebol durante os 26 dias de trabalhos na Granja Comary.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NOINSTAGRAM E NO FACEBOOK

“É extraordinário (ver a evolução técnica delas). Em alguns treinamentos, como posse de bola e conservação, que a gente via no começo de uma forma. Mas hoje, quando a gente pega um vídeo ou vê um coletivo, vemos realmente essa transição toda, essa calma, essa conservação bacana que a gente precisa para a progressão. Tudo isso é muito legal porque a gente vê que os treinamentos têm dado resultado”, concluiu Simone Jatobá.

Mais em Futebol