Siga o OTD

Futebol

Juiz nega a campeãs mundiais salários iguais aos dos homens

Seleção feminina dos EUA é a atual bicampeã mundial, já venceu a Copa do Mundo quatro vezes e foi medalha de ouro em quatro dos seis torneios olímpicos da modalidade. Já a masculina não passou de um terceiro lugar em copas, em 1930, e tem longínquos dois pódios olímpicos em 1904

(twitter/alexmorgan)

Um juiz federal americano negou nessa sexta-feira (1º) o pedido de igualdade salarial das jogadoras da seleção feminina de futebol dos Estados Unidos que conquistaram o título da Copa do Mundo de futebol em 2019, na França.

Lideradas por Alex Morgan, artilheira do mundial com seis gols, as jogadoras entraram com o processo em março de 2019 alegando que a seleção feminina não vinha recebendo os mesmos valores que a seleção masculina. As jogadoras pediram mais de US$ 66 milhões (cerca de R$ 375 milhões) no processo.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

“Estamos chocadas e decepcionadas com a decisão de hoje, mas não desistiremos de todo o trabalho duro que temos tido pela busca de igualdade,” declarou Molly Levinson, porta-voz das jogadoras americanas. “Estamos confiantes no nosso pedido e comprometidas em assegurar que meninas e mulheres que jogam futebol não serão desvalorizadas apenas pelo critério do gênero,” completou.

“Ainda que desapontada ao saber dessa notícia, digo que isso não nos desencorajará na nossa luta pela igualdade,” escreveu Alex Morgan em resposta as declarações da porta-voz das jogadoras da seleção.

Jogadoras têm ao menos uma notícia boa

O juiz não negou, entretanto, o pedido da seleção feminina que diz respeito às discriminações feitas pela Federação Americana de Futebol dos Estados Unidos (USSF) em relação ao dinheiro gasto com empresas aéreas, hotéis, acomodações, medicamentos e equipamentos esportivos. As jogadoras alegam que a USSF gasta mais com os homens nessas áreas do que com as mulheres. Um julgamento sobre esse assunto está marcado para o dia 16 de junho, em Los Angeles.

“Nós nunca desistiremos de lutar pela igualdade,” escreveu Megan Rapinoe, eleita a melhor jogadora de futebol do mundo pela FIFA em 2019, melhor jogadora da Copa da França, além de também ter sido artilheira ao lado de sua compatriota Alex Morgan e da inglesa Ellen White.

A seleção feminina dos EUA é a atual bicampeã mundial, já venceu a Copa do Mundo quatro vezes e foi medalha de ouro em quatro dos seis torneios olímpicos da modalidade. Já a masculina nem se classificou para a Copa de 2018, não passou de um terceiro lugar em copas, em 1930, e tem longínquos dois pódios olímpicos em 1904.

As jogadoras tentarão apelar para que a decisão sobre a igualdade salarial seja revertida, algo que adiará o julgamento final para 2021 ou depois.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Futebol