Siga o OTD

seleção brasileira de curling feminino torneio classificatório pré-olímpico pequim-2022

Esportes de Gelo

Brasil perde as duas do dia no Classificatório do Pré-olímpico de curling

Na busca pela seletiva visando Pequim-2022, quarteto feminino é superado por 12 a 2 pelas turcas e o masculino cai por 10 a 2 para o Cazaquistão

Equipe feminina de Curling do Brasil posa para foto oficial da competição (Divulgação/OQE Erzurum)

Brasil perde as duas do dia no Classificatório do Pré-olímpico de curling

Com muitas expectativas, a seleção feminina de curling estreou no Torneio Classificatório ao Pré-Olímpico de Pequim-2022, que está sendo realizado em Erzurum, na Turquia. Diante das anfitriãs, as brasileiras tiveram um início promissor, mas foram rapidamente dominadas e perderam por 12 a 2. Horas mais tarde, no masculino, o Brasil voltou a perder por 10 a 2, desta vez para o Cazaquistão.

A competição, criada neste ciclo olímpico pela WCF (Federação Mundial de Curling), é uma oportunidade única que os homens e mulheres da equipe nacional têm em competir contra seleções de nível técnico semelhante. Ou seja, o país tem um calendário maior de jogos e pode até vencer algumas partidas. Agora, a possibilidade, ainda que remota, de classificar aos Jogos Olímpicos de Pequim-2022 garante exposição à modalidade dentro do Brasil.

O Brasil é formado por Anne Shibuya, que assume como skip da equipe feminina. Ao lado dela jogam Luciana Barrella de third, Debora Monteiro de second e a jovem Letícia Cid de lead. O masculino tem Michael Kraehenbuehl de skip, Scott McMullan de third, Sergio Vilela de second e Claudio Alves de lead. Na próxima rodada do Torneio Classificatório ao Pré-Olímpico de Pequim-2022, a seleção feminina encara a Áustria. Depois encara a Eslováquia e a Noruega. Já os homens pegam o Quirguistão e a Turquia.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Donas da casa

No feminino, logo no primeiro end, as turcas abriram 1 a 0 no placar. Mas a seleção brasileira reagiu no segundo e empatou. Só que o Brasil zerou no terceiro, enquanto a Turquia abriu 3 a 1. As brasileiras só voltaram a pontuar no sexto end, quando a partida já estava em 6 a 2. Embaladas, as turcas fizeram mais seis pontos e fecharam a partida ainda no oitavo com o placar de 12 a 2. Os homens saíram perdendo dos cazaques por 3 a 0 no primeiro end, a desvantagem foi a 4 a 0 no segundo e a 5 a 0 no terceiro. O Brasil descontou um no quarto e outro no quinto, mas no sexto end o Cazaquistão anotou cinco pontos e fechou o jogo em 10 a 2.

Apenas duas vagas por gênero em disputa

Diferentemente da disputa de Dupla Mista, a competição por equipes no Torneio Classificatório concede apenas duas vagas ao Pré-Olímpico de Pequim-2022. Isso faz com que o regulamento seja mais difícil para avançar aos playoffs. São 17 seleções entre os homens e dez entre as mulheres. Na disputa feminina, são dois grupos e o Brasil está B. Os dois campeões das chaves se enfrentam e, quem ganhar, se classifica ao Pré-Olímpico. Quem perder, disputa a segunda vaga com quem vencer de um jogo entre os dois segundos colocados da fase de grupos.

+ O BRASIL ZERO GRAU TAMBÉM ESTÁ NO TWITTER, NO FACEBOOK E NO INSTAGRAM! SIGA!

No masculino, são três grupos, dois com seis times e um com cinco. O Brasil está neste menor, o Grupo A. Classificam-se os dois primeiros de cada, somando seis times. Desses seis, os dois melhores vão direto para o jogo decisivo, o que dará vaga no pré-olímpico. Os adversários saem de dois duelos anteriores, um reunindo o de terceira contra o de sexta melhor campanha na fase de grupos e o outro o de quarta contra o de quinta.

Seleção Brasileira de Curling teve bom desempenho nas duplas

A vaga ao Pré-Olímpico de Curling não veio, mas o desempenho da seleção brasileira de curling nas Duplas Mistas deve ser comemorado. Pela primeira vez, o país conseguiu avançar de fase em um torneio oficial da modalidade e disputou a classificação até o último dia de disputa.

Foram duas vitórias (contra a Eslovênia e a Nigéria) em cinco partidas disputadas. Nada mal para uma dupla que não tinha jogado junta antes do torneio e que teve poucos dias de treinamento antes da competição. Com uma preparação adequada nos próximos anos, não há dúvida de que os brasileiros podem almejar sonhos maiores.

Mais em Esportes de Gelo