Siga o OTD

bruno pekelman copa do mundo de sabre

Esgrima

Bruno Pekelman foi o melhor brasileiro na Copa do Mundo de sabre

Dos quatro brasileiros, Bruno Pekelman foi o único a passar da fase de poules, mas foi eliminado na primeira rodada do mata-mata pelo italiano Matteo Neri

Bruno Pekelman foi o melhor brasileiro na Copa do Mundo de sabre

Depois de um ano de paralisação, as competições internacionais de esgrima voltaram nesta quinta-feira com o primeiro dia de disputa da Copa do Mundo de sabre, em Budapeste, na Hungria. Dos quatro brasileiros na disputa, Bruno Pekelman foi o único a passar dos poules, mas foi eliminado logo na primeira rodada do mata-mata pelo italiano Matteo Neri por 15 a 4.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Bruno Pekelman jogou a poule 13, vencendo dois confrontos: contra o tcheco Krystof Cacek e polonês Marcin Lipinski. Passou da fase de pules na posição 109 e caiu na fase preliminar de 128, para o italiano Matteo Neri, número 89 do ranking mundial, por 15 a 4. Pekelman será o representante do Brasil no Pré-Olímpico do Panamá, no sabre masculino.

“O Bruno jogou muito bem nas pules classificatórias. Jogo ofensivo bem eficiente, bom trabalho de pernas. Não demonstrou muito nervosismo nesta fase. Contra o italiano, não apresentou o mesmo trabalho ofensivo, ficando à mercê dos ataques rápidos do rival e na defensiva não conseguiu apresentar seu jogo”, analisou o mestre Régis Trois.

Enrico Pezzi também teve um desempenho satisfatório, mas escorregou no penúltimo combate e sofreu uma lesão na parte posterior da coxa, o que o prejudicou na disputa por vaga. Embora não tenha conseguido passar de fase, conseguiu duas vitórias na pule 5, contra o tcheco Sasa Srp e o polonês Mateusz Knez, ficando na posição 162, a apenas nove de passar. “O Enrico iniciou bem a pule. Empreendeu um jogo mais ofensivo, tendo necessidade de acertar o trabalho de pernas, muito grande e sem ritmo no início”, disse Trois.

Uma posição abaixo, Henrique Garrigós teve desempenho bem parecido: na pule 22, bateu o espanhol Andres Caballero e o grego Marios Giakoumatos. Segundo Régis Trois, teve também pontos bem positivos: “Ele estava nervoso ao iniciar seus primeiros combates, fazendo com que levasse alguns toques bobos, que, normalmente, não leva. Após a correção, voltou ao seu jogo ofensivo com mais eficiência, acertando o trabalho de pernas”.

Finalmente, o jovem Matheus Becker, de apenas 16 anos, fez sua estreia em torneios mundiais adultos. Não conseguiu vitórias na pule 14, mas teve alguns confrontos equilibrados, onde perdeu por 5 a 4. “É o mais novo no grupo, em sua primeira participação em eventos desta grandeza. Demonstrou bastante apreensão em seus combates. Apesar disso, fez vários toques importantes, faltando um pouco mais de experiência e maturidade de competição internacional”, explicou o mestre.

Nesta sexta-feira, é a vez de as meninas entrarem em ação. Karina Trois, Luana Pekelman e Pietra Chierigini estarão representando o Brasil no torneio individual feminino. A competição tem encerramento no domingo, com as disputas por equipes.

Mais em Esgrima