Siga o OTD

Tóquio 2020

Robert Scheidt e Formiga vão chegar juntos à 7ª. Olimpíada

Robert Scheidt e Formiga estrearam juntos nos Jogos Olímpicos em Atlanta-1996 e podem chegar à sétima participação em Tóquio

Robert Scheidt e Formiga vão superar Torben Grael, Rodrigo Pessoa e Hugo Hoyama em 2021 (Montagem)

23 de julho de 2021. Robert Scheidt, da vela, e Formiga, da seleção brasileira de futebol feminino, vão se encontrar na cerimônia de abertura em Tóquio. Em comum, entre eles, a extensa e vitoriosa carreira e também o recorde de participações em Olimpíadas. Ambos estrearam em Atlanta-1996 e chegarão à sétima presença no evento em Tóquio 2020, transformando-se nos brasileiros que mais participaram dos Jogos Olímpicos, deixando para trás Torben Grael, Hugo Hoyama e Rodrigo Pessoa, que estiveram presentes seis vezes cada um.

Robert Scheidt, que já está classificado para os Jogos de Tóquio-2020, terá 48 anos, 25 dos quais vividos dentro do universo olímpico. Desde 1996, ele esteve em todas as seis Olimpíadas que foram disputadas no período e faturou cinco medalhas: duas de ouro, duas de prata e uma de bronze.

+ CONHEÇA O ATLETA QUE MAIS VEZES DISPUTOU OS JOGOS OLÍMPICOS

Formiga, se for convocada, como deve acontecer, pela técnica Pia Sundrage, terá 43 anos em Tóquio. Da estreia, aos 18 anos, em Atenas-1996, até hoje, foram seis participações olímpicas com duas medalhas de prata conquistadas (Atenas-2004 e Pequim-2008) e três quartos lugares (Atlanta-1996, Sydney-2000 e Rio-2016). Com ela em campo, o Brasil só não chegou à semifinal do torneio de futebol feminino em Londres-2012, quando caiu nas quartas de final.

Os dois veteranos atletas, que participaram exatamente das mesmas edições de Jogos Olímpicos, terão a chance de tentar encerrar suas trajetórias com mais uma medalha em Tóquio.

De qualquer maneira, irão se mortalizar como os brasileiros que mais participaram dos Jogos Olímpicos, superando personagens importantes com quem hoje estão empatados.

O velejador Torben Grael foi o primeiro a alcançar a marca de seis Olimpíadas disputadas em Atenas-2004. Seus números são marcantes. A exemplo de Robert Scheidt, tem cinco medalhas, das quais duas são de ouro, uma de prata e duas de bronze.

+SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Mas Torben Grael só ficou sozinho como recordista até Londres-2012, quando foi alcançado pelo cavaleiro Rodrigo Pessoa e pelo mesatenista Hugo Hoyama com os brasileiros que mais participaram de Jogos Olímpicos até então.

De todos que chegaram a seis Olimpíadas, Hugo Hoyama é o único que não conseguiu subir ao pódio. Seu melhor desempenho foi um novo lugar no torneio individual em Atlanta-1996, enquanto Rodrigo Pessoa foi campeão olímpico em Atenas-2004 e foi bronze por equipes em Atlanta-1996 e Sydney-2000.

Mas o número de atletas brasileiros com seis participações olímpicas aumenta se levarmos em consideração também os Jogos de Inverno. Representante do Brasil no mountain bike nos Jogos de Verão de Atenas-2004 e Pequim-2008, Jaqueline Mourão disputou quatro edições de inverno no esqui cross-country em 2006, 2010, 2014 (quando disputou também o biatlo) e 2018.

A atleta, que tenta a vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio outra vez no mountain bike, pode chegar a sete Olimpíadas no ano que vem (quatro de inverno e três de verão), se conseguir a classificação.

Mais em Tóquio 2020