Siga o OTD

Crônicas Olímpicas

Vida composta só de domingos

Cansado, depois de seis dias de trabalho, Deus criou o domingo, como revela a sua biografia. Isso foi depois de ter inventado o firmamento, as águas, os continentes, as árvores, as capivaras, o porco-espinho, as sogras e os cunhados. Com essência misericordiosa, Deus ficou com dó dos homens e das mulheres e disse: “Disputai uns contra os outros, nas águas, nas ruas, nos ginásios e nos estádios. Vós correrão atrás da bola e uma multidão vai assistir ao vivo, pela TV ou pelo streaming. Deus chamou a nova criação de esporte. Assim, Deus viu que era bom”.

Domingo foi o dia em que Deus descansou. Deve ser por isso que é um dia tão melancólico. É o momento na semana em que quase nada nos distrai de nós mesmos. Só não é mais triste porque existe o esporte, criado um dia antes. O esporte tem o papel de deixar o domingo mais leve e divertido. É dia de torcer para o atleta favorito e procrastinar tudo o que é possível deixar para depois, pelo simples fato de ficar feliz em não fazer nada. Se fosse para escolher uma trilha sonora, sem dúvida seria tã-tã-tã, tã-tã-tã… que embalou por mais de 36 anos as manhãs de domingo.

Acordar com gosto de ressaca, tomar o café da manhã na padaria, ir à feira, ligar a televisão para assistir à Fórmula 1, ver a seleção brasileira de vôlei de quadra, torcer para as duplas de vôlei de praia, uma partida de tênis ou ver o resumo esportivo no Esporte Espetacular. Comer um churrasco no almoço, falar bobagens e, quando o fim de semana vai dizendo adeus e os dias úteis vão chegando, o futebol é o último consolo a cada gole de cerveja na casa de algum amigo.

Não existe domingo sem sol e sem esporte. É dia para tomar sorvete, arriscar uma corrida no parque ou um futebol com os amigos antes do fla-flu ou do derby (Corinthians e Palmeiras). Desde então, a sociedade moderna convencionou que ir à missa, ao culto, ao centro espírita ou assistir algum esporte são rituais religiosos sagradas de domingo nosso de cada semana.

Então, chega a noite de domingo, com a vinheta do Fantástico, para lembrar que a segunda se aproxima. Pego um livro e vou deitar com o sentimento de que a vida deveria ser composta só de domingos, sem compromissos profissionais e livre para curtir todo tipo de esporte.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Breno Barros, 33 anos, gosta de olhar os diferentes esportes olímpicos de forma leve. Participei da cobertura dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio 2016, dos Jogos Olímpicos da Juventude de Argentina 2018 e da China 2014, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012, dos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019, de Toronto 2015 e de Guadalajara 2011. Estive também nas coberturas dos Jogos Sul-Americanos da Bolívia 2018 e do Chile 2014.

Mais em Crônicas Olímpicas